Ensine o gato a te dar muito mais prazer sem que ele perceba

Mesmo que o parceiro seja incrível na cama sempre existe aquele toque que você gostaria que fosse diferente, afinal, ninguém tem como saber o que se passa na cabeça do outro. Falta coragem de pedir com palavras? Descubra como ensinar o gato a te dar muito mais prazer, e sem que ele perceba.

“Guiar o parceiro é o caminho ideal, porque você não usa as palavras e sim os gestos e os estímulos. Às vezes o homem ENTENDE A CONVERSA COMO REPROVAÇÃO DO QUE ELE FAZ, e não como um complemento. Não existe apenas um jeito de tocar, e cada dia você quer um toque diferente. Quando você está em uma relação os dois precisam olhar um para o outro e construir os toques juntos, desde o beijo até a cama”, explica a educadora e terapeuta sexual DÉBORA PÁDUA.

CONHECIMENTO PRÓPRIO

Não adianta saber como guiar o parceiro quando você mesma não entende do que gosta na cama, portanto, o autoconhecimento é essencial. “No momento da relação você tem que prestar atenção no que você gosta e prestar atenção no seu corpo para conduzir o parceiro. O PRIMEIRO FOCO TEM QUE SER EM VOCÊ, para se conhecer e saber o que deseja do sexo”.

GUIANDO O SEU PAR

O BEIJO

Não é apenas o sexo que precisa de ajustes de vez em quando, o beijo também pode ser diferente do ritmo que te atrai. “Se quer ser beijada de outra forma você pode se afastar daquele beijo com jeitinho e então voltar a BEIJÁ-LO NO RITMO QUE GOSTARIA, ele vai acompanhar”, garante.

NA MASTURBAÇÃO

“Se você gosta de ser tocada no clitóris, pode levar a mão dele até o local e fazer os movimentos como gosta junto com ele. Quando falamos em estímulo clitoriano isso funciona muito bem”, garante.

NOS SEIOS

É muito comum que os homens agarrem os seios ou façam movimentos que não agradam tanto quanto eles imaginam, mas dá para mudar isso com jeitinho. “É normal que eles toquem com mais força do que você gosta e se está incomodando é só colocar a mão sobre a dele e fazer o movimento que mais te agrada. É sutil e ele entende como tem que ser”.

NO SEXO ORAL

Nessa hora é mais difícil guiar literalmente o par, mas é possível mostrar o que está agradando ou não de maneira delicada e eficiente, sem magoar o amado. “Durante o sexo você pode demonstrar os lugares que ele toca que estão sendo bons, apertando o braço dele ou puxando um pouco o cabelo”, aconselha.

Daqui Dali

  • Comentar