Mulher que matou o pai em Casserengue confessa que bebeu o sangue da vítima

AmEjLLj16_KQ8WU-hZ8sA4QL3jSes2YBSfBdt1POMiJk

A polícia conseguiu prender na manhã desta quinta-feira (16), Rosângela Santos Aguiar, de 23 anos de idade, que confessou ter assassinado e bebido o sangue do próprio pai, na tarde de ontem, no Sítio Cinco Lagoas, no município de Casserengue, no Curimataú paraibano.

Arg_JIlVqYhv-LRboJ-sPbNgy2LzoaDAJQJ4OZMPwqgA
A acusada foi presa quando tentava fazer compras num mercadinho e com ela foram encontrados o punhal e o revólver, segundo ela, usados no crime.

Em entrevista à TV Portalmidia, a acusada disse que matou o pai por vingança. Ela afirmou que havia sido estrupada pelo mesmo, quando tinha entre seis e sete anos, e que a sua mãe tinha presenciado uma das vezes que foi abusada, mas não fez nada para punir o esposo.

AhR3GwnEY97hy5_de0VztTQ9JCBDMd8UE_2mZaEhw7CyA acusada disse ainda que tirou a vida do seu genitor, com tiros de revólver e vários golpes de punhal, todos no pescoço. Ela confessou que no momento do crime sentia tanto ódio que não consegue lembrar quantos tiros e quantos golpes de punhal acertou no pai. Não achando o suficiente, ela lambeu a o punhal que estava sujo com o sangue da vítima e bebeu.

Além dela, também foram presos dois homens e uma menor de idade. Com eles, a polícia também apreendeu dois revólveres, um punhal, várias pedras de crack pontas para a comercialização, celulares e dinheiro.

  • Comentar