CONECTE-SE CONOSCO

Sem categoria

10 Artists who retired from music and made a comeback

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet ut et voluptates.

Comente com seu Facebook

Publicado há

em

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem eum fugiat quo voluptas nulla pariatur.

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet ut et voluptates repudiandae sint et molestiae non recusandae. Itaque earum rerum hic tenetur a sapiente delectus, ut aut reiciendis voluptatibus maiores alias consequatur aut perferendis doloribus asperiores repellat.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Nemo enim ipsam voluptatem quia voluptas sit aspernatur aut odit aut fugit, sed quia consequuntur magni dolores eos qui ratione voluptatem sequi nesciunt.

Et harum quidem rerum facilis est et expedita distinctio. Nam libero tempore, cum soluta nobis est eligendi optio cumque nihil impedit quo minus id quod maxime placeat facere possimus, omnis voluptas assumenda est, omnis dolor repellendus.

Nulla pariatur. Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit anim id est laborum.

Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error sit voluptatem accusantium doloremque laudantium, totam rem aperiam, eaque ipsa quae ab illo inventore veritatis et quasi architecto beatae vitae dicta sunt explicabo.

“Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat”

Neque porro quisquam est, qui dolorem ipsum quia dolor sit amet, consectetur, adipisci velit, sed quia non numquam eius modi tempora incidunt ut labore et dolore magnam aliquam quaerat voluptatem. Ut enim ad minima veniam, quis nostrum exercitationem ullam corporis suscipit laboriosam, nisi ut aliquid ex ea commodi consequatur.

At vero eos et accusamus et iusto odio dignissimos ducimus qui blanditiis praesentium voluptatum deleniti atque corrupti quos dolores et quas molestias excepturi sint occaecati cupiditate non provident, similique sunt in culpa qui officia deserunt mollitia animi, id est laborum et dolorum fuga.

Comente com seu Facebook

Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sem categoria

CUITEGI! Geraldo Serafim anuncia a professora Simone Gomes para a Secretaria de Educação

Publicado há

em

O prefeito diplomado Geraldo Serafim (PSDB) confirmou, através de sua conta no Facebook, o nome da professora Simone Gomes dos Santos para ocupar a Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Cuitegi a partir de primeiro de janeiro do próximo ano.

Através das redes sociais, Serafim disse estar começando a definir os nomes do futuro secretariado: “A partir de hoje eu estarei anunciando a nossa equipe que irá ajudar na gestão da nossa Cuitegi. Confesso que não foi uma missão fácil, diante de tantos bons nomes que temos em nosso grupo. Faremos uma gestão eficiente que irá devolver o orgulho aos nossos irmãos cuitegienses”.

Ao anunciar a futura secretária de Educação do município, o prefeito eleito escreveu: “Quero começar por um setor que terá uma atenção especial da nossa gestão. A educação é a ferramenta para melhorar a vida das pessoas. Nossas crianças precisam ter um aprendizado de qualidade, de forma que, só assim terão mais chances de alcançar novos feitos. Para tudo isso que pensamos, eu confio a Secretaria de Educação e Cultura à professora Simone Gomes dos Santos. Seu currículo é invejável e, com certeza, fará um trabalho de destaque em nossa cidade. Ela é professora desde os 14 anos de idade, graduada em Filosofia e pós-graduada em Educação Inclusiva, sabe todos os caminhos para transformar a educação e alavancar os índices do nosso munícipio que há tempos sofre com a inércia das últimas gestões”.

No final de sua postagem no Facebook, Geraldo sublinhou: “Desejo sucesso na nova caminhada e que lute diariamente para melhorar a vida da nossa gente”.

fatoafato

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Notícias

Veja o momento da execução do Gari em Guarabira

Publicado há

em

Por

Luiz Pereira dos Santos estava vendendo feijão na feira livre da cidade no ponto comercial de sua mãe (Margarida do Feijão), quando foi surpreendido. A motivação do crime está sendo investigada, mas há comentários de que a vítima pode ter sido morta por vingança ou por engano. Um irmão de Luiz teria sido assassinado uma pessoa com duas facas, há dois anos. Veja o vídeo abaixo:

https://www.instagram.com/p/CIsq20OletZ/?igshid=1tmqh5ifr1hce

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Sem categoria

MPF pede regularização de procedimentos de revascularização na Paraíba

Publicado há

em

O Ministério Público Federal (MPF) ajuizou ação na Justiça pedindo a regularização de procedimentos de revascularização em João Pessoa. Segundo a decisão, foi constatada insuficiência do serviço ofertado pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no Hospital São Vicente de Paulo, em João Pessoa, colocando pacientes em risco de amputações. A unidade é referência na Paraíba para o procedimento.

A ação foi em desfavor da União, Governo da Paraíba, Prefeitura de João Pessoa, Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) e Instituto Walfredo Guedes Pereira, mantenedor do Hospital São Vicente de Paulo.

G1 entrou em contato com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e com o hospital, mas, até a publicação desta matéria, não obteve retorno.

A Secretaria de Saúde do estado (SES) disse ao G1 que teve reunião nesta sexta-feira (11) com representantes da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), da gestão do hospital e da Rede de Urgência e Emergência e Central de Regulação, para compreender as dificuldades da unidade sobre o serviço.

Conforme a SES, a unidade é o único local da Paraíba que realiza a revascularização vascular periférica pelo SUS, atendendo também as demais cidades do estado, conforme contrato firmado com o município de João Pessoa. Entretanto, a secretaria diz que outros locais realizam o serviço, cabendo as gestões municipais contratarem o serviço.

Na ação com pedido liminar, o MPF pede a regularização de exames de arteriografia e de procedimentos de revascularização de urgência aos pacientes do SUS no prazo de 72 horas no Hospital São Vicente de Paulo. A unidade hospitalar também deve manter leitos e estrutura material disponíveis para atendimento sempre que necessário, conforme a ação.

Investigação

O MPF instaurou um procedimento para investigar uma suposta baixa produção de procedimentos de revascularização no estado, que estariam trazendo riscos de amputações de membros de pacientes. A notícia foi trazida pelo secretário de Saúde da Paraíba e a investigação foi instaurada na Procuradoria da República em João Pessoa.

Ao longo das investigações, o MPF afirma que profissionais dos serviços de saúde dizem presenciar, de modo corriqueiro, casos de pacientes que têm membros amputados em razão da inadequação da assistência prestada.

O MPF diz que os gestores e o hospital não souberam explicar o fluxo para encaminhamento dos pacientes de municípios do interior, ao serviço de referência na capital. Também foram mencionados nas apurações problemas similares envolvendo pacientes de João Pessoa.

O procurador regional dos Direitos do Cidadão, José Guilherme Ferraz, ressalta que os usuários do SUS têm enfrentado obstáculos decorrentes da ineficiência dos réus, ao tentarem realizar de cirurgias de revascularização pelo fluxo regular. Ele destaca que alguns pacientes, diante do risco de perderem membros de seu corpo, recorrem Poder Judiciário.

O órgão afirma que o diretor do setor de regulação da Secretaria de Saúde de Campina Grande encaminhou ao MPF, nesta quinta-feira (10), um laudo de quatro pacientes que há mais de uma semana necessitam realizar exames de arteriografia e procedimentos de revascularização, com risco de amputação. Entretanto, nenhuma resposta foi dada pelo estabelecimento de saúde de referência, o Hospital São Vicente de Paulo.

Conforme o MPF, a SES havia se comprometido a verificar a viabilidade de que tais exames e procedimentos passassem a ser realizados no Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, em Santa Rita.

Solicitações

O MPF pediu que os exames e procedimentos com urgência sejam realizados na rede privada local, com os custos pagos pelo hospital e/ou entes públicos, como forma de subsidiar o serviço. Alternativamente, o MPF pede que se encaminhe os pacientes para tratamento fora de domicílio, em outro estado da federação, para a realização de exames de urgência. Outras formas de atendimento podem ser definidas, caso sejam mais efetivas e eficientes, conforme a ação.

O MPF requer também que seja realizada auditoria, pela União, no setor de regulação do município de João Pessoa e no Hospital São Vicente de Paulo, para averiguação da regularidade, eficácia e eficiência dos fluxos de realização dos procedimentos. O órgão pediu também que a União promova averiguação, em conjunto com o estado da Paraíba e o município de João Pessoa, adequação dos valores estipulados nas tabelas de custeio do SUS em relação aos procedimentos, com o objetivo de verificar se são suficientes para permitir a regular prestação do serviço no âmbito local.

Um estudo conjunto entre União, o estado, o município e a Ebserh, sobre a suficiência da rede local de assistência em procedimentos vasculares e exames correlatos, também foi solicitado para definir alternativas para sua ampliação, caso seja considerada insuficiente.

Em caso de descumprimento da decisão, o MPF pede que o Judiciário adote medidas como pagamento de multa diária individual a cada um dos réus, além de multas pessoais aos gestores.

g1

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

⚡EM ALTA

Copyright © 2021 Portal Mídia Orgulhosamente criado com ❤️ por FNX CORPORATION.