CONECTE-SE CONOSCO

Notícias

Escândalo de pedofilia pode ter derrubado padre Severino de Secretaria no Conde

Publicado há

em

A divulgação da decisão da Justiça do Trabalho que condenou a Arquidiocese da Paraíba ao pagamento de indenização milionária em virtude de casos de pedofilia envolvendo sacerdotes provocou a queda do Secretário Chefe de Gabinete da Prefeitura de Conde, no Litoral Sul do Estado, padre Severino Melo.

Depois da veiculação da matéria em rede nacional e da exposição do nome do padre Severino Melo, consequentemente da cidade, o sacerdote não compareceu para trabalhar. Especula-se que o religioso se desligou do cargo e a sua exoneração deve ser confirmada nesta terça-feira (22).O receio é que as denúncias envolvendo o sacerdote, afete a imagem e cause danos a gestão do Conde.

A Prefeitura de Conde, informou por meio do Secretário de Comunicação do município, Walter Galvão, que ique o Padre Severino Melo encontra-se de licença, em viagem, mas que deverá enviar um documento solicitando sua exoneração.

O padre Severino Melo faz parte da equipe de gestão municipal de Conde desde 2017, quando o Ministério Público estadual arquivou o processo conta o religioso.

 

 

 

 

 

 

PBAgora

Comente com seu Facebook

Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias

Saúde distribui 217.170 doses de vacinas contra a covid-19 nesta sexta-feira

Publicado há

em

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) distribui, nesta sexta-feira (22), mais 217.170 doses de imunizantes contra a covid-19. A 59ª pauta de distribuição compreende 125.820 doses da vacina Pfizer/Comirnaty, sendo 111.666 doses de reforço (Dref), para idosos acima de 60 anos, e 14.154 doses dois (D2), para completar o esquema da população entre 18 e 59 anos. Fazem parte da pauta ainda 91.350 doses da Astrazeneca/Fiocruz que também são destinadas para segunda dose da população maior de 18 anos.

A dose de reforço deve ser administrada na população idosa acima de 60 anos 6 meses após a última dose do esquema vacinal (segunda dose ou dose única), independente do imunizante aplicado anteriormente no esquema vacinal. O secretário estadual de Saúde, Geraldo Medeiros, reforça que é importante que os municípios se atentem a este público, uma vez que é a população mais vulnerável ao vírus.

“É fundamental a imunização dos idosos e o complemento deste esquema vacinal com a dose de reforço, para que se tenha uma proteção ainda maior da população mais suscetível ao vírus. Orientamos os municípios que insistam nas buscas ativas, vacinem seus idosos e estejam atentos a vacinação em tempo oportuno, de acordo com os prazos estabelecidos”, ressalta o secretário.

Ele reforça ainda que o cidadão que faz parte de grupos já abertos e que não tenha ainda recebido o imunizante não poderá ficar sem acesso à vacinação. A campanha de vacinação é contínua e o acesso deve ser garantido pela gestão de cada município.

A Paraíba já distribuiu 5.562.946 doses de imunizantes até esta quinta-feira (21) e já conta com 41,48% da população total do estado vacinadas com duas doses ou dose única contra a covid-19.

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Notícias

Assembleia aprova projeto que assegura igualdade de premiação entre atletas e paratletas

Publicado há

em

Os deputados aprovaram durante a sessão desta nesta terça-feira (19) da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) o projeto de Lei 2.827/21, de autoria de Camila Toscano (PSDB), que assegura igualdade entre atletas e paratletas. A matéria estabelece que atleta com deficiência que participar de eventos e competições paradesportivas com emprego de recursos públicos estaduais, receba a mesma premiação e os mesmos benefícios assegurados ao atleta sem deficiência que compete em categoria igual ou similar.

“Esse é um projeto importante. É público e notório que existem diferenças nas premiações e incentivos dados aos atletas brasileiros, visto que normalmente a maior fatia fica para o futebol masculino. Quanto realizamos um recorte de gênero, mesmo no futebol, a desigualdade é gigante entre homens e mulheres. Mas, quando focamos nos paratletas, especialmente as mulheres, a desigualdade é estarrecedora. Então, propomos esse projeto para combater, no âmbito esportivo, mais uma forma de desigualdade entre pessoas com e sem deficiência”, destacou a deputada.

De acordo com o projeto, o direito assegurado ao atleta com deficiência não exclui a igualdade de premiações entre homens e mulheres que competirem em mesma categoria nas competições esportivas e paradesportivas.

O descumprimento do que é proposto no projeto pode acarretar as instituições públicas uma responsabilização administrativa de seus dirigentes, quanto pessoa física ou jurídica de direito privado como: advertência, quando da primeira autuação da infração e ainda multa, quando da segunda autuação, podendo chegar a R$ 5,5 mil.

Assessoria de Imprensa

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Notícias

Inclusão de Cursos EaD no Fies pode facilitar acesso de estudantes de baixa renda à educação superior

Publicado há

em

Está tramitando na Câmara dos Deputados, em Brasília, a inclusão de cursos de graduação e pós-graduação a distância no Fies (Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior), o que deve beneficiar milhares de estudantes no país. A mudança facilitará o acesso dos estudantes de baixa renda na modalidade EaD e, consequentemente, na educação superior. Isso porque os valores previstos para cursos na modalidade, geralmente, são bem mais baixos do que para os cursos presenciais.

“Com o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior, as parcelas do financiamento vão ficar bem acessíveis, o que facilitará o pagamento dos cursos após a conclusão”, pontuou o Coordenador de relações institucionais do Centro de Ensino a distância Educa Mais, Tiago Bernardino. Para ele, poderia também ser acrescido ao projeto o financiamento do acesso à internet, além de recursos tecnológicos, como notebooks e computadores. “Seria algo ainda a ser dialogado com o Congresso e, até mesmo, viabilizado pelas próprias instituições credenciadas ao Fies”, destacou.

O Sistema de Ensino Educa Mais vem atuando como um incentivador permanente do acesso à educação para todos os interessados, mesmo aqueles com dificuldades financeiras de custear seus estudos, oferecendo bolsas por meio de parcerias com a gestão pública. “Temos um compromisso com a sociedade de levar educação de qualidade a um preço justo. E nossas ações vão além disso. Já fizemos parcerias com diversos órgãos e instituições, oferecemos mais de 2 mil bolsas de estudo em todo o Brasil, apenas neste ano”, disse.

O projeto para inclusão de cursos de graduação e pós-graduação a distância no Fies foi aprovado pela Comissão de Educação da Câmara Federal e vai passar por outras duas comissões antes de ir para votação em plenário.

Positiva Comunicação

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

⚡EM ALTA

Copyright © 2021 Portal Mídia Orgulhosamente criado com ❤️ por FNX CORPORATION.