CONECTE-SE CONOSCO

Sem categoria

Casais que discutem vivem mais, indica estudo

Publicado há

em

Você pode até achar estranho, mas brigar com seu marido pode ser algo bom no fim das contas. Isso porque, segundo um estudo norte-americano, casais que discutem têm um risco menor de problemas de saúde e morte prematura.

Contudo, há uma regra para isso: a conversa deve ser no mesmo tom para ambos os lados. Caso contrário, se um estiver mais calmo e o outro mais estressado, pode quase dobrar o risco de morte prematura.

A pesquisa publicada no Journal of Psychosomatic Medicine analisou respostas de 192 casais com mais de 32 anos. Com isso, verificaram se a maneira como eles discutiam afetava suas vidas úteis.

“Quanto maior o descompasso entre o estilo de resposta de enfrentamento da raiva dos cônjuges, maior o risco de morte prematura”, explicou Kyle Bourassa, psicóloga da University of Arizona (EUA), segundo o Daily Mail Online. Já se as respostas do casal ao conflito forem diferentes, isso pode se traduzir em mais conflitos diários ao longo do tempo.

“Pode-se querer discussões mais acaloradas, enquanto o outro parceiro pode não querer, deixando ambos insatisfeitos com o modo como seus conflitos são tratados”, completa ela.

Isso, então, acaba resultando em um estresse diário que prejudica a saúde das pessoas a longo prazo. Desta forma, o estudo teve como conclusão que casais que possuem estilos de conversa e discussões parecidos têm menos conflitos e mantêm uma melhor condição de saúde.

womenshealthbrasil

Comente com seu Facebook

Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sem categoria

Show do cantor João Gomes é cancelado no Piauí devido à pandemia da Covid-19

Publicado há

em

O show que estava marcado para o dia 14 de dezembro, em comemoração ao aniversário da cidade foi cancelado por causa da pandemia da Covid-19.

O show de João Gomes foi cancelado no Piauí (Foto: Reprodução)

A Prefeitura de Bom Jesus, no Piauí, informou na manhã desta segunda-feira (29), que decidiu cancelar o show do cantor de forró João Gomes. O show que estava marcado para o dia 14 de dezembro, em comemoração ao aniversário da cidade foi cancelado por causa da pandemia da Covid-19. A informação foi divulgada por meio de redes sociais.

Ainda segundo a prefeitura, a decisão leva em consideração as recomendações do Conselho Regional de Medicina do Piauí (CMR-PI) para evitar festas de fim de ano e carnaval que possam gerar aglomeração de pessoas.

Além disso, um decreto estadual foi publicado nesse domingo (28) em função da nova onda de casos da doença .

clickpb

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Sem categoria

Prefeito de Guarabira torce pela chapa “Doria e Eduardo” em 2022

Publicado há

em

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Sem categoria

Comissão de Diversidade Sexual e de Gênero do Creci-PB combaterá racismo

Publicado há

em

O Conselho Regional de Corretores de Imóveis da Paraíba deve promover no próximo mês de novembro, dedicado à consciência negra, campanha contra o racismo estrutural, que consiste num conjunto de práticas discriminatórias, institucionais, históricas, culturais, que privilegiam algumas raças em detrimento de outras.

A iniciativa, da Comissão de Diversidade Sexual e de Gênero, foi apresentada pela coordenadora Melissa Kettley ao superintendente em exercício Mário Vicente e ao conselheiro e presidente eleito Ubirajara Marques que, na ocasião, assegurou a manutenção da Comissão para o próximo triênio.

Nesse contexto, ela também propôs o acréscimo à nomenclatura da Comissão do termo étnico-racial, para agregar pessoas negras e outras etnias, onde a própria Comissão já tem. E sugeriu a destinação de uma parte dos alimentos arrecadados quando das inscrições para os eventos realizados pelo Creci-PB, para instituições que apoiam LGBTQIA+ em situação de vulnerabilidade.

O termo racismo estrutural é usado para reforçar o fato de que há sociedades estruturadas com base no racismo, que favorecem pessoas brancas e desfavorecem negros e indígenas.

Desde a sua criação, de forma inédita no país, a Comissão já fez denúncias de cunho LGBTFÓBICAS nas redes sociais, workshop em Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e campanha alusiva ao Dia da Visibilidade Trans (29 de janeiro).

“Na ocasião, foram confeccionados 500 cartazes da lei estadual que proíbe a discriminação por orientação sexual e identidade de gênero nos estabelecimentos públicos e privados, e distribuídos nas imobiliárias, escritórios, construtoras, delegacias e em outros locais. Por ter sido revestida de êxito, devemos repetir essa campanha em janeiro”, concluiu.

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

⚡EM ALTA

Copyright © 2021 Portal Mídia Orgulhosamente criado com ❤️ por FNX CORPORATION.