CONECTE-SE CONOSCO

Entretenimento

Mãe assume a carreira de MC Melody, pai se desculpa

Publicado há

em

Após diversas polêmicas envolvendo a Mc Melody, 11 anos, o Instagram retirou o perfil da cantora do ar na última segunda-feira (21). Suas fotos e o conteúdo de seu perfil viraram assunto recentemente por conter um forte apelo sexual.

Com 3,6 milhões de seguidores, a conta era administrada pelo pai da jovem, Thiago Abreu, mais conhecido como Mc Belinho.

Caso de polícia
Esta não é a primeira vez que Gabriella Abreu Severino, mais conhecida como Melody, vira assunto por conta da “erotização” apresentada em sua música e nas fotos publicadas em seu perfil. Em 2015, seu pai enfrentou problemas judiciais com o Ministério Público por conta de letras de música e apresentações de Melody. Segundo o MP, eram uma “violação ao direito, ao respeito e à dignidade de crianças/adolescentes”. Além disso, aos 10 anos a cantora anunciou o fim da carreira em vídeo publicado em seu Facebook. Ela apareceu aos prantos: “Você que queria estragar meu sonho, minha carreira. Você conseguiu. Só tenho a agradecer quem me ajudou. Muito obrigada pelo carinho. Hoje a Melody se acaba”, disse sem ter mais detalhes. Mas em 4 de julho, ela deu entrevista ao programa “The Noite”, com Danilo Gentili, onde anunciou seu retorno e lançamento de um clipe.

Thiago, que é também empresário da filha, comprometeu-se a impedir que as atividades exercidas pela menina a expusessem a expressões de conotação pornográfica e ainda a observar as roupas usadas pela menina para não exprimir uma exibição artística de caráter sexual. Com novas denúncias sobre a exposição e sexualização de Melody, Thiago pode ter que pagar multa de R$ 10 mil ao Ministério Público do Trabalho, penalidade prevista no Termo de Ajustamento de Conduta.

A intervenção de Felipe Neto
A discussão sobre a sexualização da menina ressurgiu após o youtuber Felipe Neto trazer o assunto à tona. “Havia informado ao seu pai que não faria mais ‘react‘ enquanto ela fosse sensualizada. Ele me prometeu que ia mudar, mas só piorou. E piorou muito. Ela tem 11 anos. ONZE. E eu tive que censurar uma foto pra poder exibir”, explicou ele, que afirmou ter banindo de seu canal os vídeos sobre Melody.

Após a repercussão do caso, Thiago Abreu, o pai de Melody, firmou acordo com Felipe Neto, no qual a menina e sua irmã, Bella Angel, 14 anos, receberiam acompanhamento pedagógico e psicológico, a ser realizado por profissionais especializados em educação infantil.

Em entrevista ao Extra, a mãe das meninas, Glória Severino, se pronunciou pela primeira vez sobre o caso. “Nunca consegui ser presente nessa questão da carreira das duas porque estava trabalhando. De repente, comecei a ver minhas filhas com muita exposição e erotização. Reclamava muito. O problema é que ele (Thiago) nunca me escutou”, declarou ao jornal.

Felipe Neto publicou em suas redes sociais um comunicado informando que, a partir do acordo feito, a carreira da menina sofrerá mudanças. “Seguindo com uma estratégia de limpar a imagem da Melody e começar uma nova história na carreira dela, removi todos os reacts aos clipes dela do meu canal. A ideia é recomeçar. O suporte que ela e a família estão recebendo está mudando tudo e a família está colaborando 100%”, escreveu.

–© Fornecido por Abril Comunicações S.A. –

E na manhã desta terça-feira (22), Thiago Abreu anunciou que não cuida mais da carreira da filha. O anúncio foi feito pelo próprio funkeiro na manhã desta terça-feira. Em um comunicado, “Belinho” pediu desculpas “pelos excessos cometidos”. Ele também era o responsável pela carreira de sua outra filha, Bella Angel, de 14 anos.

Segundo o anúncio feito por Thiago, a trajetória profissional das meninas ficará a cargo da mãe delas, Glória Daiane Severino, e de Sabrina Bittencourt, uma profissional indicada pelo youtuber Felipe Netto.

Comente com seu Facebook

Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entretenimento

ALPB entrega Medalha Gabriel Diniz ao pai e ex-integrantes do staff do cantor

Publicado há

em

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) homenageou, na tarde desta segunda-feira (18), o produtor musical Cizinato Diniz, o músico Ronaldo Paulino, conhecido por “Lukas Bass”, e o produtor de vídeos Renan Andrade Oliveira, “pelos relevantes serviços culturais prestados ao Estado da Paraíba”. Eles foram agraciados com a Medalha Gabriel Diniz, proposta pelo deputado Wilson Filho.

A homenagem aconteceu no Celeiro Espaço Criativo Cantor Gabriel Diniz, no bairro Altiplano Cabo Branco, em João Pessoa, durante a inauguração de um memorial em homenagem ao cantor, promovida pela prefeitura de João Pessoa. Na oportunidade, também aconteceu a abertura da exposição fotográfica “A Intensidade do ser: Gabriel Diniz”, que relembra a trajetória do artista que faleceu em um acidente de avião, em maio de 2019.

Wilson filho elogiou a iniciativa da prefeitura de João Pessoa, na pessoa do prefeito Cícero Lucena. Segundo o deputado, o prefeito “acertou em cheio na homenagem a Gabriel Diniz, porque o espaço foi construído exatamente para homenagear a cultura, para valorizar a alegria, a Paraíba e João Pessoa”.

“Mesmo Gabriel Diniz não tendo nascido em João Pessoa, ele falou e defendeu o nome de João Pessoa, da Paraíba, muito, muito mesmo, a ponto que mereceu o Título de Cidadão Paraibano e também mereceria a medalha Gabriel Diniz. Parabéns à família, aos amigos e todos os fãs que curtiram muito a música a alegria, a animação e o talento de Gabriel Diniz”, disse o deputado.

O produtor musical Cizinato Diniz é pai de Gabriel Diniz. “Lukas Bass” é músico e integrou a banda do cantor. Renan Andrade Oliveira, mais conhecido como “Renan da Resenha”, é produtor de vídeos e foi parceiro de Gabriel divulgando seu trabalho na internet.

Emocionado, Cizinato Diniz disse estar extremamente feliz pelo seu filho ser objeto de uma importante iniciativa da Assembleia Legislativa. Ele disse que o próprio Gabriel, “gostaria muito de estar recebendo uma homenagem como essa, porque tinha orgulho do que fazia e de ser paraibano. “Ele fazia questão de dizer, em qualquer lugar, que era paraibano. Eu recebo essa homenagem como uma recompensa pelo que o meu filho fez por este estado. Uma recompensa pelo que você faz bem feito”, afirmou.

“A minha emoção está muito grande. Confesso que estou com o coração bem pequenininho pela homenagem”, declarou Renan Oliveira. Ele destacou que o nome de Gabriel Diniz é muito forte na sua vida, pelo que fez, não só por ele, mas por todos os amigos.

“Agradeço demais a sensibilidade do deputado Wilson Filho pela propositura. Pode ter certeza que eu vou honrar muito essa medalha, porque além do amor fraternal de irmão que a gente tinha, nós estaremos sempre lembrando do Gabriel Diniz, levando essa mensagem de alegria que ele que ele tinha no coração. Agradeço à Assembleia por ter aprovado, por unanimidade, essa homenagem”, completou.

“Lucas Bass” destacou a beleza do projeto que homenageia Gabriel Diniz dando o seu nome ao Celeiro Espaço Criativo. Sobre a medalha, ele disse que não tem como deixar de manifestar toda sua emoção pelo reconhecimento que está recebendo.

“Estou muito honrado por receber essa medalha, especialmente porque ela representa a minha colaboração com o trabalho de Gabriel Diniz e por poder ter feito parte da vida dele”, declarou.

O deputado João Gonçalves, autor do projeto que concedeu o título de cidadão paraibano a Gabriel de Diniz, também participou do evento, representando a Assembleia Legislativa. Ele destacou a grandiosidade do projeto da prefeitura de João Pessoa, “especialmente porque é o reconhecimento da cidade e do estado e de todos os paraibanos ao grande legado deixado por Gabriel Diniz”.

ALPB

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Entretenimento

Coreia do Norte se pronuncia sobre série sul-coreana Round 6

Publicado há

em

 

Um site da Coreia do Norte manifestou a visão do país sobre o seriado Round 6 (Squid Game, no nome original), um dos maiores sucessos da Netflix.

A mensagem no site diz que a série retrata como na Coreia do Sul “a corrupção e os canalhas imorais são comuns”.

A Coreia do Norte também chamou a retratação da sociedade apresentada na série de “triste realidade da bestial sociedade sul-coreana”.

“O público assistiu ao drama de TV que se passa em uma sociedade sul-coreana com grande desigualdade econômica. É a atual sociedade sul-coreana, onde o número de perdedores em uma competição acirrada como empregos, imóveis e ações aumenta dramaticamente”, segundo o artigo.

Não é a primeira vez que a Coreia do Norte se manifesta sobre uma obra audiovisual relacionada ao sul. No ano passado, o país elogiou o filme “Parasita”, apontado como uma obra-prima que mostra a divisão entre os ricos e os pobres na Coreia do Sul.

No passado, o líder da Coreia do Norte Kim Jong Un chamou a cultura das novelas coreanas de “câncer perverso” e baniu esses conteúdos do país, assim como as músicas de K-Pop no país.

Fonte: https://exame.com

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Entretenimento

EM ARAÇAGI: Foi comemorado o Dia da Criança com os Grupos do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vinculos do Cras

Publicado há

em

Na tarde desta quinta-feira (07), foi comemorado o Dia da Criança com os Grupos do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vinculos do Cras onde na oportunidade, além da distribuução de pipocas, picolés, cachorro quente, refrigerante, algodão doce e deliciosas guloseimas, também foram entregues os kits lanches para os usuários.

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

⚡EM ALTA

Copyright © 2021 Portal Mídia Orgulhosamente criado com ❤️ por FNX CORPORATION.