CONECTE-SE CONOSCO

Entretenimento

Biografia não autorizada de Anitta está finalmente pronta

Publicado há

em

O apresentador do Fofocalizando, Léo Dias, assumiu a responsabilidade de escrever uma biografia não autorizada sobre a vida e carreira de Anitta e ao que tudo indica a obra está mais perto de seu lançamento do podemos imaginar. De acordo com o jornalista, o lançamento está previsto para o dia 30 de março, mesmo dia em que a artista completa os seus 25 anos de idade.

  • Ao contrário do que muitos pensam, Anitta não teve acesso ao livro, mas sabe que nenhum jornalista cobre tanto sua vida quanto eu, desde o Furacão 2000. Só espero que Anitta mantenha o bom relacionamento que nós temos há muitos anos e que esse livro não mude em nada a nossa relação, contou Léo Dias.

O título que vai ser Furacão Anitta contará com a trajetória da cantora desde a vida em Honório Gurgel, subúrbio do Rio de Janeiro até o estrelato internacional.

Comente com seu Facebook

Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entretenimento

Clubes fundadores da Superliga devem fazer reunião de emergência

Publicado há

em

City confirma saída da Superliga

Em curto comunicado divulgado no fim da tarde desta terça, o Manchester City confirmou que iniciou o processo para sair, formalmente, da Superliga Europeia. A saída do clube foi divulgada horas atrás pela imprensa inglesa. O Chelsea deve fazer o mesmo em breve.

Um dos 12 fundadores da Superliga, Manchester City anuncia saída da liga apenas dois dias após seu anúncio

Um dos 12 fundadores da Superliga, Manchester City anuncia saída da liga apenas dois dias após seu anúncio (Foto: Getty Images)

Pouco depois de ver seu clube tornar oficial sua saída da Superliga, Sterling fez um post irônico no Twitter e deu adeus ao torneio, que não aconteceu.

DESTAQUE

Henderson: “Não gostamos e não queremos que aconteça”

Capitão do LiverpoolJordan Henderson não fez rodeios e assegurou que ele e os demais jogadores do clube são contra a Superliga Europeia.

Nós não gostamos e não queremos que aconteça. Essa é a nossa posição coletiva. Nosso compromisso com este clube e seus torcedores é absoluto e incondicional

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

PRIMEIRO-MINISTRO APOIA SAÍDA DE BRITÂNICOS

Pelo Twitter, Bors Johnson, o primeiro-ministro do Reino Unido, apoiou a saída das equipes inglesas da Superliga. Ele defendeu a posição de City e Chelsea, que devem ser os primeiros a abandonar o projeto, e afirmou que espera o mesmo dos demais clubes do país.

– A decisão do Chelsea e do Manchester City é – se confirmada – absolutamente acertada e os elogio por isso. Espero que os outros clubes envolvidos na Superliga Europeia sigam o seu exemplo.

DIRETOR EXECUTIVO DO UNITED RENUNCIA

O Manchester United anunciou que Ed Woodward vai deixar o cargo de diretor executivo do clube no fim do ano. Segundo a imprensa inglesa, o dirigente renunciou após a má repercussão causada pelo envolvimento da equipe na criação da Superliga. No comunicado, o United, no entanto, não citou a competição. Ex-banqueiro, Woodward é o principal dirigente dos Red Devils desde 2012.

Ed Woodward, diretor executivo do United, ao lado do ex-técnico do clube, Alex Ferguson

Ed Woodward, diretor executivo do United, ao lado do ex-técnico do clube, Alex Ferguson (Foto: Etsuo Hara/Getty Images)

🔥FOGO NO PARQUINHO🔥

Diante dos protestos e ameaças de saída de alguns clubes fundadores da Superliga, há quem aproveite para dar uma zoada. Confira:

O Spartak Moscou fez a brincadeira: “Super Liga Europeia 19/04/21 – 20/04/21 Você não fará falta”

O Sevilla foi mais sutil…

Ídolo do United, Gary Neville publicou uma foto irônica, na qual bebe uma taça de vinho em brinde à Superliga. No último domingo, ele fez duras declarações contra a competição.

TÉCNICOS TAMBÉM SE MANIFESTAM

Nesta terça, três treinadores também foram questionados sobre a Superliga: Zidane (Real Madrid), Pep Guardiola (Manchester City) e Mauricio Pochettino (PSG), único que é de uma equipe não participante da liga. Zidane e Pochettino se esquivaram do assunto. Guardiola não ficou em cima do muro e afirmou que não é favorável a uma competição que tenha participantes fixos.

Não é um esporte se o sucesso está garantido ou se não importa quando você perde

Guardiola, técnico do Manchester City

Guardiola, técnico do Manchester City (Foto: REUTERS/Ian Walton)

Ge

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Entretenimento

PERDA DUPLA? Chelsea e Manchester City vão deixar a Superliga europeia, diz imprensa inglesa

Publicado há

em

Diversos veículos da imprensa inglesa, como as redes “BBC” e “Sky Sports”, o jornal “The Times” e o site “The Athletic”, afirmam nesta terça-feira que Chelsea e Manchester City estão deixando a Superliga europeia. Nenhum deles ainda se manifestou oficialmente.

 

Segundo informações de última hora, o clube londrino está preparando a papelada necessária para dar um passo atrás e desistir da ideia de reunir 12 grandes clubes do continente numa nova competição (que chegaria a ter 20 participantes).

De acordo com a “BBC”, o dono Roman Abramovich tomou a decisão em virtude da repercussão negativa global. Ele temia que isso afetasse a reputação do clube.

Desde o anúncio de sua criação, no domingo, a Superliga foi duramente criticada por jogadores, torcedores, clubes não-participantes, ligas e as principais entidades à frente do futebol, desde as ligas nacionais, como a Premier League, até Uefa e Fifa.

 

Também nesta terça, cerca de mil torcedores foram até o estádio Stamford Bridge protestar contra o dono Roman Abramovich e a posição do clube. O ex-goleiro e atual assessor técnico de desempenho, Petr Cech, tentou acalmar a multidão.

Este teria sido o momento em que os fãs souberam da notícia:

O time treinado por Thomas Tuchel enfrenta o Brighton, às 16h (de Brasília), pelo Campeonato Inglês.

Torcedores do Chelsea protestaram nesta terça-feira na porta do Stamford Bridge — Foto: EFE

Torcedores do Chelsea protestaram nesta terça-feira na porta do Stamford Bridge — Foto: EFE

Torcedores do Chelsea na porta do Stamford Bridge nesta terça-feira: "O futebol pertence a nós, não a vocês", diz placa — Foto: AFP

Ge

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Entretenimento

Uefa aprova novo formato da Champions em meio à crise da Superliga de clubes

Publicado há

em

Um dia depois da bomba da criação da Superliga europeia de clubes, a Uefa realizou nesta segunda-feira uma reunião de seu Comitê Executivo. No encontro foram ratificados os novos formatos das competições europeias de clubes a partir de 2024, com destaque para a Liga dos Campeões.

A Champions League vai mudar de tamanho: de 32 para 36 equipes participantes, sem a tradicional fase de grupos de oito chaves e quatro times. A competição passará a adotar um formato tradicional de liga, neste caso chamado de “modelo suíço”.

  • Cada time terá um mínimo de 10 jogos de liga (cinco em casa, cinco fora), contra 10 oponentes diferentes.
  • Os oito melhores classificados na fase inicial se garantirão diretamente no mata-mata.
  • Os times que terminarem entre a nona e a 24ª posição na tabela geral vão encarar um playoff.
  • Os 16 “sobreviventes” disputarão às oitavas de final.

 

O mesmo formato será aplicado na Liga Europa (mínimo de oito partidas de liga) e na nova Europa Conference League (seis partidas). Ainda será discutido se essas duas competições serão também expandidas para 36 equipes.

Taça da Liga dos Campeões no sorteio da fase de grupos — Foto: REUTERS/Eric Gaillard

Taça da Liga dos Campeões no sorteio da fase de grupos — Foto: REUTERS/Eric Gaillard

Com as novas regras, a Liga dos Campeões passará a ter 225 jogos, ou seja, 100 a mais do que os atuais 125. Mais jogos, mais dinheiro.

— Esse formato evoluído vai manter vivo o sonho de qualquer time da Europa de participar da Liga dos Campeões graças aos resultados obtidos dentro de campo, e também vai permitir viabilidade a longo prazo, prosperidade e crescimento para todos do futebol europeu, não apenas um pequeno e auto-escolhido cartel — declarou o presidente da Uefa, Aleksander Čeferin.

Discutidas pelo menos desde 2019, as mudanças no formato da Liga dos Campeões tinham como objetivo impedir a movimentação de alguns dos maiores clubes do continente para criar uma liga independente. Mas não houve sucesso nisso: 12 agremiações fundaram neste fim de semana a Superliga europeia de clubes.

Milan, Arsenal, Atlético de Madrid, Chelsea, Barcelona, Inter de Milão, Juventus, Liverpool, Manchester City, Manchester United, Real Madrid e Tottenham aguardam mais três participantes na Superliga.

O Comitê Executivo também se reuniu para tratar de atualizações da Eurocopa deste ano, novas regulamentações e distribuição da renda da Champions League feminina no ciclo 2021-2025, e as competições de base nos próximos anos.

 

 

Taça da Liga dos Campeões da Europa — Foto: Getty Images

Taça da Liga dos Campeões da Europa — Foto: Getty Images

Congresso Ordinário na terça-feira

 

O Congresso Anual Ordinário da Uefa acontece nesta terça-feira, também em Mountreux, na Suíça. Esse evento é a reunião de todos os presidentes e secretários gerais das 55 associações que fazem parte da confederação europeia de futebol.

Na pauta estão as eleições para o Comitê Executivo da Uefa e dos membros europeus do Conselho da Fifa, a ratificação dos representantes da Associação Europeia de Clubes (ECA) e das Ligas Europeias (EL) como membros do comitê executivo, e a aprovação do balanço financeiro de 2019/20 e do orçamento de 2021/22.

GE

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

⚡EM ALTA

Copyright © 2021 Portal Mídia Orgulhosamente criado com ❤️ por FNX CORPORATION.