CONECTE-SE CONOSCO

Sem categoria

Dicas para eliminar manchas escuras e irritações na virilha, axilas e coxas

Publicado há

em

Na guerra contra as manchas que teimam em invadir a virilha, axilas e a região interna das coxas, a mulherada recorre a centenas de receitinhas caseiras e acaba muitas vezes piorando a situação.

Limão com açúcar, aveia com fubá e até pasta de argila são usadas para eliminar de vez as inimigas mortais dos biquínis e decotes. O que pouca gente sabe é que estas soluções que parecem simples e milagrosas podem se tornar um pesadelo, deixando as tão incômodas manchas ainda maiores e mais escuras.

“Receitinhas caseiras não funcionam e podem até colocar sua saúde em risco. O limão, por exemplo, é ácido e quando exposto ao sol, pode queimar e provocar lesões graves na pele. O ideal é procurar um especialista e investir em tratamentos seguros”, explica a dermatologista da Unifesp, Solange Teixeira.

A seguir, a especialista explica por que as manchas nestas regiões ficam mais acentuadas e aponta as soluções para clarear a pele que escureceu.

Por que a pele escurece nestas regiões?

As axilas, virilha e as coxas são áreas que se localizam na parte interna dos membros, fazendo com que elas sofram maior atrito do que as demais, o que provoca irritação e hiperpigmentação da pele.

“Quando nos movemos, há o atrito e, consequentemente, irritação (é comum a pele ficar cheia de bolinhas vermelhas) e, muitas vezes, uma certo ardor, semelhante a sensação de assadura. Então, a pele, para se proteger da agressão, cria uma camada espessa, que com o passar do tempo tende a ficar escura”, explica Solange.

Segundo a dermatologista, os outros motivos causadores do problema são: alergias; irritações causadas por cremes; depilação com lâmina e assaduras.
Morenas são o alvo

A dermatologista explica que a tonalidade da pele é determinante para a coloração da mancha e que isso deve ser levado em consideração na hora do tratamento:

“Como ocorre uma hiperpigmentação, a pele escurece em relação a sua tonalidade normal, logo, se você é morena, terá manchas mais escuras que uma pessoa de pele mais clara. Na hora de tratar, é preciso muito cuidado para que a região não clareie demais e contraste com o restante do corpo”, explica.

Por que os gordinhos sofrem mais?

Como tem excesso de gordura nestas regiões, o atrito é maior e a irritação fica mais frequente. Nos dias de calor, o suor aumenta o desconforto, principalmente na região entre as cochas e nas axilas.

A dica da especialista é usar roupas mais soltas, de tecidos leves e macios e que fiquem menos grudadas no corpo para diminuir o atrito.

O que elas podem causar

-Maisena: “o amido realmente acalma a irritação aliviando o problema, mas não é capaz de clarear a pele, por isso, não funciona”, explica Solange.

-Limão com açúcar: “essa é a pior solução. Se exposto ao sol, você poderá sofrer queimaduras graves”, alerta.

-Fubá com aveia: “pela espessura granulada da mistura, pode ferir ainda mais a pele, provocando o escurecimento mais intenso”, diz a dermatologista.

-Água oxigenada: “é um produto químico que pode agredir a pele de forma intensa, provocando lesões, queimaduras e até intoxicação”, explica a especialista.

-Talco: “ele ajuda a diminuir o atrito no local, porém, sua composição química pode irritar a pele causando o efeito contrário. Faça o teste antes de usar”, sugere.Operação clareamento

Existem diversos cremes e tratamentos específicos para quem sofre com as manchas, que além de eficientes, são seguros, porém, a dermatologista alerta para os perigos do uso por conta própria: “se a sua ele é do tipo áspera e menos pigmentada e você usa um creme para peles oleosas e mais pigmentadas, pode ficar com manchas ainda maiores, dificultando a remoção. O ideal é procurar um especialista e seguir o tratamento adequado”, explica.

“Boas opções para solucionar de vez o problema são os clareamentos com laser, que removem parte da pigmentação escura, ácidos clareadores, despigmentadores e peelings superficiais que não agridem a pele e ajudam na remoção das células mortas”, explica Solange. “O tratamento, o número de sessões e os resultados vão depender do grau de hiperpigmentação da pele”.
Prevenir é o lema!

Como já dizia o lema, prevenir é sempre a melhor solução, por isso, a especialista deixa algumas dicas que vão te ajudar a evitar as malfadadas manchas:

-Nunca use desodorantes ou cremes com álcool

-Use e abuse de cremes hidratantes

-Prefira a depilação com cera ou laser à feita com lâmina

-Use roupas mais leves e menos coladas ao corpo

-Use cremes específicos para o seu tipo de pele

-Capriche no protetor solar, pois o sol intensifica o problema
MINHA VIDA

Comente com seu Facebook

Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sem categoria

Show do cantor João Gomes é cancelado no Piauí devido à pandemia da Covid-19

Publicado há

em

O show que estava marcado para o dia 14 de dezembro, em comemoração ao aniversário da cidade foi cancelado por causa da pandemia da Covid-19.

O show de João Gomes foi cancelado no Piauí (Foto: Reprodução)

A Prefeitura de Bom Jesus, no Piauí, informou na manhã desta segunda-feira (29), que decidiu cancelar o show do cantor de forró João Gomes. O show que estava marcado para o dia 14 de dezembro, em comemoração ao aniversário da cidade foi cancelado por causa da pandemia da Covid-19. A informação foi divulgada por meio de redes sociais.

Ainda segundo a prefeitura, a decisão leva em consideração as recomendações do Conselho Regional de Medicina do Piauí (CMR-PI) para evitar festas de fim de ano e carnaval que possam gerar aglomeração de pessoas.

Além disso, um decreto estadual foi publicado nesse domingo (28) em função da nova onda de casos da doença .

clickpb

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Sem categoria

Prefeito de Guarabira torce pela chapa “Doria e Eduardo” em 2022

Publicado há

em

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Sem categoria

Comissão de Diversidade Sexual e de Gênero do Creci-PB combaterá racismo

Publicado há

em

O Conselho Regional de Corretores de Imóveis da Paraíba deve promover no próximo mês de novembro, dedicado à consciência negra, campanha contra o racismo estrutural, que consiste num conjunto de práticas discriminatórias, institucionais, históricas, culturais, que privilegiam algumas raças em detrimento de outras.

A iniciativa, da Comissão de Diversidade Sexual e de Gênero, foi apresentada pela coordenadora Melissa Kettley ao superintendente em exercício Mário Vicente e ao conselheiro e presidente eleito Ubirajara Marques que, na ocasião, assegurou a manutenção da Comissão para o próximo triênio.

Nesse contexto, ela também propôs o acréscimo à nomenclatura da Comissão do termo étnico-racial, para agregar pessoas negras e outras etnias, onde a própria Comissão já tem. E sugeriu a destinação de uma parte dos alimentos arrecadados quando das inscrições para os eventos realizados pelo Creci-PB, para instituições que apoiam LGBTQIA+ em situação de vulnerabilidade.

O termo racismo estrutural é usado para reforçar o fato de que há sociedades estruturadas com base no racismo, que favorecem pessoas brancas e desfavorecem negros e indígenas.

Desde a sua criação, de forma inédita no país, a Comissão já fez denúncias de cunho LGBTFÓBICAS nas redes sociais, workshop em Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e campanha alusiva ao Dia da Visibilidade Trans (29 de janeiro).

“Na ocasião, foram confeccionados 500 cartazes da lei estadual que proíbe a discriminação por orientação sexual e identidade de gênero nos estabelecimentos públicos e privados, e distribuídos nas imobiliárias, escritórios, construtoras, delegacias e em outros locais. Por ter sido revestida de êxito, devemos repetir essa campanha em janeiro”, concluiu.

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

⚡EM ALTA

Copyright © 2021 Portal Mídia Orgulhosamente criado com ❤️ por FNX CORPORATION.