CONECTE-SE CONOSCO

Destaque

Casal de irmãos é preso em Guarabira suspeito de estupro de vulnerável, desacato, desobediência, resistência e lesão corporal 

Publicado há

em

Um casal de irmãos, ele com 26 e ela com 23 anos de idade, foi preso por policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) nesta segunda-feira (21), na cidade de Guarabira, suspeito de estupro de vulnerável, desacato, desobediência, resistência e lesão corporal. A ocorrência teve início quando os policiais foram acionados para atender a uma solicitação onde uma jovem com um bebê estaria sendo agredida por um homem que dizia ser o marido dela. Quando os militares chegaram ao local informado, a vítima, de 14 anos, informou que o pai da sua filha, um bebê de dois meses, teria peço a criança à força e, sem a sua autorização, a teria levado. Na tentativa de impedi-lo, ela foi empurrada e derrubada no chão por ele.

As guarnições de Rádio Patrulha e do CPU (Coordenador de Policiamento da Unidade), tenente Danilo, se dirigiram até a residência do suspeito, que foi localizado, porém, ao tentar verbalizar com ele, o oficial foi desacatado e contra ele foram desferidas palavras de baixo calão. Diante da situação, a guarnição adentrou na residência e deu voz de prisão ao suspeito que, muito agressivo, ainda resistiu à prisão e desobedeceu às determinações legais da polícia. Ele ainda tentou fugir pelo quintal da residência, mas foi localizado e capturado pela guarnição comandada pelo cabo Rogério, momento em que a irmã do acusado, tentando impedir a prisão dele, jogou uma cadeira na direção da guarnição, atingindo o braço e o pescoço do policial. 

A irmã do suspeito, que também passou a proferir ofensas contra os policiais, foi detida junto com ele e os dois foram conduzidos à delegacia. A criança foi entregue à mãe, que relatou que mantinha relações sexuais com o suspeito desde os 12 anos de idade, o que caracteriza o estupro de vulnerável. As partes envolvidas foram conduzidas à delegacia.
 
 
 
Área de anexos
 

Comente com seu Facebook

Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Após morte do filho, cantora Walkyria faz alerta: ‘Vigiem. A internet está doente’; vídeo

Publicado há

em

Após morte do filho, cantora Walkyria faz alerta: ‘Vigiem. A internet está doente’

A cantora Walkyria Santos falou nesta terça-feira (3) sobre a morte do filho Lucas Santos, de 16 anos. O adolescente foi encontrado morto em casa, na Grande Natal, no fim da manhã. Em vídeo publicado em uma rede social, ela lamentou o “ódio destilado na internet” e disse que precisava deixar um sinal de alerta para outras famílias.

Cantora Walkyria Santos lamenta morte do filho Lucas Santos — Foto: Reprodução

Cantora Walkyria Santos lamenta morte do filho Lucas Santos — Foto: Reprodução

“Hoje (terça-feira), eu perdi meu filho, uma dor que só quem sente vai entender. Ele postou um vídeo no TikTok, uma brincadeira de adolescente com os amigos, e achou que as pessoas iriam achar engraçado, mas as pessoas não acharam, como sempre, as pessoas destilando ódio na internet. Como sempre, as pessoas deixando comentários maldosos. Meu filho acabou tirando a vida. Eu estou desolada, eu estou acabada, eu estou sem chão”, disse, emocionada.

“Tenham cuidado com o que vocês falam, com o que vocês comentam. Vocês podem acabar com a vida de alguém. Hoje sou eu e a minha família que choram”, declarou.

A ex-vocalista da banda Magníficos reforçou o pedido “para que vigiem e fiquem alerta” quanto ao uso das redes sociais. “Eu fiz o que pude. Ele já tinha mostrado sinais, eu já tinha levado a psicólogo, já tinha conversado várias vezes com ele, mas foi só isso, foram só os comentários na internet, que fez com que ele chegasse a esse ponto”, concluiu. “Que Deus conforte o coração da minha família e que vocês vigiem, porque essa internet está doente”.

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Destaque

Colisão entre carro e moto deixa vítima fatal entre Mari e Sapé

Publicado há

em

Acidente entre carro e moto deixa vítima fatal na rodovia que liga Mari à Sapé-PB. Detalhes e mais imagens no Manhã de Notícias, nesta quarta-feira (4), com @michelemarquestvmidia a partir das 7h.

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Destaque

Deputado Adriano Galdino aciona Cabo Gilberto na Justiça e no Conselho de Ética da Assembleia Legislativa após ofensas em rádio

Publicado há

em

O pronunciamento de Adriano Galdino ocorreu na primeira sessão remota de retomada das atividades após o recesso da Casa de Epitácio Pessoa, nesta terça-feira (3).

O deputado Adriano Galdino, presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, disse que acionará o Cabo Gilberto na Justiça e no Conselho de Ética da ALPB após ofensas proferidas pelo colega em entrevistas de rádios na Paraíba. O pronunciamento de Adriano Galdino ocorreu na primeira sessão remota de retomada das atividades após o recesso da Casa de Epitácio Pessoa, nesta terça-feira (3).

“Eu gostaria de fazer uma pequena fala. Os senhores acompanharam, não foi só uma entrevista, foram várias. Eu apenas coloquei uma delas no grupo ‘Só Deputados’, uma fala do deputado Cabo Gilberto, em que ele foi absurdamente, e de forma contundente, ofensivo à minha pessoa. Colocou isso na rádio Cidade Esperança, o locutor pediu para ele repetir, ele repetiu mais de uma vez”, explicou o presidente da Assembleia Legislativa.

O deputado declarou que buscará reparo ao dano moral. “Então só me cabem dois caminhos e irei seguir os dois: irei para o campo da Justiça, buscar reparo ao dano a minha imagem, como também irei solicitar o Conselho de Ética da Casa de Epitácio Pessoa para se pronunciar sobre esse tema.”

Galdino falou que o Conselho de Ética receberá sua representação ainda nesta semana. “Nós temos o Artigo 22 e o 25 do Regimento Interno, que é muito claro e que se encaixa perfeitamente à conduta do deputado ofensor. Essa semana ainda o deputado Manoel Ludgério estará recebendo essa minha representação para que possamos, através do Conselho de Ética, dar a resposta que o deputado merece, seja declarado inocente ou culpado. E, se for culpado, que a Casa possa se pronunciar na sua culpabilidade.”

O Cabo Gilberto se manifestou, durante a sessão de hoje, dizendo que apenas respondeu aos ataques. “Eu respondi os ataques que foram feitos pelo senhor, presidente. O senhor me chamou de imbecil, me destratou por diversas vezes, cortou meu microfone, não respeitou meu momento de fala, nem como deputado, nem como líder da oposição. Eu apenas respondi os ataques que sofri de Vossa Excelência. Toda ação há uma reação. O senhor pode acionar, sem problema nenhum estaremos lá. Agora tenha certeza absoluta que não ficarei calado. Irei responder aos ataques um a um.”

Adriano Galdino rebateu. “Em momento em lhe detratei, nem lhe chamei de imbecil. Sempre tratei a todos os colegas com maior respeito e consideração.”

ClickPB

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

⚡EM ALTA

Copyright © 2021 Portal Mídia Orgulhosamente criado com ❤️ por FNX CORPORATION.