CONECTE-SE CONOSCO

Notícias

SUMMER FASHION – Veja como foi o desfile da MALWEE

Publicado há

em

O maior evento de moda,  da atualidade, na região de Guarabira, produzido pela ALEFA Produções, aconteceu na noite deste sábado (23) no Shopping Cidade Luz. Cinco lojas participaram do evento, mostrando a coleção verão 2020 das suas marcas. Veja a MALWEE.

Comente com seu Facebook

Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias

APDP alerta associados sobre baixa em registro da OAB

Publicado há

em

A advogada da Associação Paraibana dos Defensores Públicos, Ciane Feliciano, alerta aos defensores e defensoras públicas para, no ato da aposentadoria e/ou quando não mais desejarem exercer atividade, solicitar baixa do registro na Secretaria da OAB, por requerimento escrito.

Ou, caso já tenham 35 anos de contribuição ininterruptos e 70 anos de idade, requerer o direito de isenção do pagamento da anuidade, como prevê a Lei.

Recentemente, seis associados que não atentaram para isto, foram surpreendidos com a notificação de pagamento e/ou bloqueio em conta de valores que giram em torno de 6 (seis) mil reais, referente à execução de dívida federal, decorrente do não pagamento da anuidade à Ordem.

Ela citou confirmação pela Sexta Turma do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3) de decisão (*) que suspendeu a cobrança de anuidade da Ordem dos Advogados do Brasil/ Secção São Paulo (OAB/SP) a um advogado desde a data que completou 70 anos, em 2012, e contava, cumulativamente, com 30 anos de contribuição à entidade. A isenção do pagamento deve retroagir a partir do efetivo implemento das duas condições exigidas.

Para os magistrados, o advogado atendeu aos requisitos expressos no Provimento n° 111/2006, do Conselho Federal da OAB, que trata da isenção de anuidades. Ressaltaram, também, que a Lei 10.741/03 (Estatuto do Idoso) determina a prevalência do marco temporal mais benéfico ao idoso.

(*) Apelação Cível n. 0000209-81.2014.4.03.6135

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Notícias

Advogado diz que Pamella pode responder na Justiça, mas alerta que DJ Ivis deveria ter saído de casa e protegido filha

Publicado há

em

Em entrevista ao programa Arapuan Verdade, da Arapuan FM, o jurista disse que esse novo material que circula na internet é prova gravíssima e que pode culminar até na perda da guarda da filha.

Alberto Laurindo ainda justifica que a orientação é sempre, em qualquer caso como esse, que a pessoa saia de casa, busque as autoridades, peça o afastamento e a guarda do filho. (Foto: reprodução)

O advogado Alberto Laurindo comentou sobre que os novos aúdios divulgados na manhã de hoje (23), do caso envolvendo o DJ Ivis e a digital influencer Pamella Holanda. Em entrevista ao programa Arapuan Verdade, da Arapuan FM, o jurista disse que esse novo material que circula na internet é prova gravíssima e que pode culminar até na perda da guarda da filha.

“É caso notório, de um crime bárbaro em que se buscam justificativas. Depois do crime cometido pela Pamella era pra ele ter buscado as autoridades, guaritar a segurança dele e da filha. O que não pode é que isso seja a justificativa do crime que ele cometeu”, destacou o advogado, conforme apurou o ClickPB.

O advogado destaca ainda que o procedimento de prisão de DJ Ivis foi correto em partes, porque demorou. “O clamor da sociedade é que fez que ele fosse preso.”

Alberto Laurindo ainda justifica que a orientação é sempre, em qualquer caso como esse, que a pessoa saia de casa, busque as autoridades, peça o afastamento e a guarda do filho.

“Em casos como estes, antigamente, tinha o abandono do lar e hoje não tem mais. Ele poderia ter saído e buscado as autoridades. O que ele não poderia era cometer o crime porque estava sofrendo o outro”, concluiu o jurista.

clickpb

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Notícias

‘Em Guarabira o estelionato não parou’, diz Renato ao cobrar entrega de creche

Publicado há

em

O vice-presidente da Câmara de vereadores de Guarabira, Renato Meireles (Cidadania), denunciou através das redes sociais que as obras da creche do Alto da Boa Vista estão paralisadas. De acordo com o parlamentar, que fez uma visita ao local, a construção iniciou em 2018 e deveria ser finalizada em 2020.

“Estamos aqui fiscalizando a creche do Alto da Boa Vista, que infelizmente a atual gestão não consegue entregar essa obra para a comunidade”, lamentou o vereador, alegando ainda que não obtém resposta por parte dos que fazem a prefeitura.

Em um vídeo, Renato mostra as instalações da creche com mato alto e completamente abandonada. Segundo ele, quase R$ 200 mil já foram gastos na obra, sendo pagos em 2018 a quantia de R$ 28.752,10, em 2019 os valores de R$ 100.228,87 e R$ 38.077,58; além de R$ 24.783,76 empenhados no ano de 2020.

“Números esses que levantamos no Sagres e, infelizmente, esse dinheiro já foi investido e não se consegue um resultado para entregar essa obra para a população”, disse.

Para Renato, quem perde com isso são os moradores do Alto da Boa Vista, que poderiam ter uma creche para servir aos seus filhos. “Infelizmente, em Guarabira o estelionato não parou e nem vai parar”, completou o vereador.

Assessoria

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

⚡EM ALTA

Copyright © 2021 Portal Mídia Orgulhosamente criado com ❤️ por FNX CORPORATION.