CONECTE-SE CONOSCO

Sem categoria

Como aproveitar a ceia de Natal sem exageros e o que fazer se passar do limite

Publicado há

em

Mesa farta com muitas opções de carnes, carboidratos e doces faz a ceia de Natal ser um convite para o exagero. Com a diversidade à disposição, pode ser quase impossível não passar um pouco do limite do adequado para o corpo, mas será que é possível aproveitar sem bater aquele arrependimento no dia seguinte?

Dicas para aproveitar a ceia sem exageros:

  • Cuidado no preparo dos alimentos, evitando óleo e sal em excesso;
  • Reforce a quantidade de saladas e legumes;
  • Evite bebidas com muito açúcar e não coe os sucos, para que as fibras sejam mantidas;
  • Se for ingerir bebidas alcoólicas, faço depois de estar alimentado e intercale com muita água;
  • Deixe castanhas e frutas secas à mão, caso bata aquela fome antes da comida;
  • Na hora de montar o prato, faça uma composição equilibrada, com carboidrato, proteína, verdura e legumes;
  • Dê preferências a carnes mais magras como o peru, no lugar de mais gordas, como cupim e picanha;
  • Aposte em grãos como lentilha e grão de bico, que são fontes de proteína;
  • Prefira frutas no lugar de doces e as utilize na preparação das sobremesas;
  • Se abusar, aposte em sucos verdes, bastante água e não deixe de se alimentar no dia seguinte, focando em refeições leves e balanceadas.

O arroz branco pode dar lugar ao do tipo integral, enquanto o açúcar pode ser substituído por frutas. No caso da famosa farofa, vale trocar parcialmente a farinha por aveia. “Coloque milho, pedacinhos de ovo cozido, castanhas, cebola, alho, salsinha”, indica o nutrólogo.

Uma das “vilãs” da ceia é a maionese, que nesse caso, pode ser uma das escolhidas para ficar de fora da refeição para aqueles que querem poupar mais o organismo. “Pratos tradicionais podem ser substituídos por opções mais saudáveis como a maionese que além da gordura, leva muita batata, por isso prefira uma salada leve. Combine diversos tipos de folhas, frango desfiado, queijo cottage e legumes”, complementa. 

Se mesmo seguindo essas dicas, você passar do limite e bater aquele “arrependimento” no dia seguinte, existem alguns alimentos que podem ajudar na recuperação, como o suco verde. Eles podem ser feitos a base de vegetais de folha verde escura, como couve, espinafre, agrião, salsinha, hortelã, frutas, legumes e grãos, mas não devem ser um substituto dos alimentos, e sim um complemento. 

Fonte: Bem-Estar/G1

Comente com seu Facebook

Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sem categoria

Show do cantor João Gomes é cancelado no Piauí devido à pandemia da Covid-19

Publicado há

em

O show que estava marcado para o dia 14 de dezembro, em comemoração ao aniversário da cidade foi cancelado por causa da pandemia da Covid-19.

O show de João Gomes foi cancelado no Piauí (Foto: Reprodução)

A Prefeitura de Bom Jesus, no Piauí, informou na manhã desta segunda-feira (29), que decidiu cancelar o show do cantor de forró João Gomes. O show que estava marcado para o dia 14 de dezembro, em comemoração ao aniversário da cidade foi cancelado por causa da pandemia da Covid-19. A informação foi divulgada por meio de redes sociais.

Ainda segundo a prefeitura, a decisão leva em consideração as recomendações do Conselho Regional de Medicina do Piauí (CMR-PI) para evitar festas de fim de ano e carnaval que possam gerar aglomeração de pessoas.

Além disso, um decreto estadual foi publicado nesse domingo (28) em função da nova onda de casos da doença .

clickpb

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Sem categoria

Prefeito de Guarabira torce pela chapa “Doria e Eduardo” em 2022

Publicado há

em

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Sem categoria

Comissão de Diversidade Sexual e de Gênero do Creci-PB combaterá racismo

Publicado há

em

O Conselho Regional de Corretores de Imóveis da Paraíba deve promover no próximo mês de novembro, dedicado à consciência negra, campanha contra o racismo estrutural, que consiste num conjunto de práticas discriminatórias, institucionais, históricas, culturais, que privilegiam algumas raças em detrimento de outras.

A iniciativa, da Comissão de Diversidade Sexual e de Gênero, foi apresentada pela coordenadora Melissa Kettley ao superintendente em exercício Mário Vicente e ao conselheiro e presidente eleito Ubirajara Marques que, na ocasião, assegurou a manutenção da Comissão para o próximo triênio.

Nesse contexto, ela também propôs o acréscimo à nomenclatura da Comissão do termo étnico-racial, para agregar pessoas negras e outras etnias, onde a própria Comissão já tem. E sugeriu a destinação de uma parte dos alimentos arrecadados quando das inscrições para os eventos realizados pelo Creci-PB, para instituições que apoiam LGBTQIA+ em situação de vulnerabilidade.

O termo racismo estrutural é usado para reforçar o fato de que há sociedades estruturadas com base no racismo, que favorecem pessoas brancas e desfavorecem negros e indígenas.

Desde a sua criação, de forma inédita no país, a Comissão já fez denúncias de cunho LGBTFÓBICAS nas redes sociais, workshop em Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e campanha alusiva ao Dia da Visibilidade Trans (29 de janeiro).

“Na ocasião, foram confeccionados 500 cartazes da lei estadual que proíbe a discriminação por orientação sexual e identidade de gênero nos estabelecimentos públicos e privados, e distribuídos nas imobiliárias, escritórios, construtoras, delegacias e em outros locais. Por ter sido revestida de êxito, devemos repetir essa campanha em janeiro”, concluiu.

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

⚡EM ALTA

Copyright © 2021 Portal Mídia Orgulhosamente criado com ❤️ por FNX CORPORATION.