CONECTE-SE CONOSCO

Notícias

Maiorais: “Eu estaria muito p***”, diz Cielo, sobre aviãozinho de Vanderlei Cordeiro após bronze

Publicado há

em

A escolha do maior momento brasileiro na história dos Jogos Olímpicos começa neste domingo, dia 8, com a série Maiorais, do GloboEsporte.com e do Esporte Espetacular. E o nadador Cesar Cielo, ouro nos 50m livre em Pequim 2008, um dos dez convidados para compor o júri de notáveis, tem sentimentos mistos ao relembrar de um episódio marcante para o país.

Cielo tinha apenas 17 anos quando viu a Olimpíada de Atenas pela TV. E acompanhava com atenção a maratona, no último dia do evento, quando notou que o seu compatriota Vanderlei Cordeiro de Lima, liderava a prova. O nadador se empolgou, mas rapidamente se viu frustado por uma cena insólita: o ex-padre irlandês Cornelius Horan invadiu a rua e empurrou o maratonista brasileiro, que acabou jogado na calçada e só conseguiu voltar depois de ser ajudado pelo público.

Vanderlei Cordeiro ainda conseguiu voltar, mas foi ultrapassado por dois rivais (o italiano Stefano Baldini e o norte-americano Meb Keflezighi) e terminou com a medalha de bronze. Para comemorar, fez um aviãozinho na linha de chegada.

– Com certeza eu não ia chegar com aquele aviãozinho, não [risos]. Acho que eu ia chegar mostrando o dedo do meio para todo mundo. Eu ia estar muito puto! Eu ia estar muito bravo da vida. Aquilo me traz uma sensação ruim. Eu fico bravo assistindo àquela cena porque eu acho uma puta sacanagem – afirmou Cielo, ele, também, um dos candidatos a momento olímpico do Brasil com seu ouro nos Jogos de Pequim..

Conhecido por sua competitividade, o nadador disse que ainda classifica como “injustiça” o que aconteceu naquele mês de agosto na capital grega.

– Eu acho até hoje, e isso é uma convicção que eu tenho, que aquele momento, aquela medalha de ouro, era do Brasil. Mas aconteceu do jeito que aconteceu e ainda veio uma medalha para não ficar um cenário muito pior. Mas eu acho uma injustiça sem tamanho! E faz anos que eu vejo essa cena e faz anos que eu fico muito bravo – comentou.

Ele próprio detentor de três pódios olímpicos, Cielo também criticou os organizadores dos Jogos de Atenas por considerar inadmissível uma falha como a que envolveu Vanderlei.

– Eu acho que aquela medalha de ouro era dele. Foi uma coisa tão fora do real, dessa magnitude. Um evento desse, que acontece a cada quatro anos, e a gente ter um falha dessas? E com o cara que está liderando a maratona, que é a última prova da Olimpí­ada, onde está tudo preparado só para fechar a Olimpíada? Não dá – concluiu o recordista mundial dos 50m e 100m livre.

Será que Cesar Cielo votou em Vanderlei Cordeiro como o maior momento olímpico brasileiro em todos os tempos? Veja a resposta no domingo, no Esporte Espetacular. Enquanto isso, você pode participar e votar aqui no GloboEsporte.com.

A série Os Maiorais reúne dez das principais lendas olímpicas brasileiras para eleger quatro categorias: o maior momento olímpico brasileiro, o maior momento olímpico internacional, o maior atleta olímpico internacional e o maior atleta olímpico brasileiro. Os resultados serão revelados em quatro domingos (8, 15, 22 e 29) ao longo de março no Esporte Espetacular.

GE

Comente com seu Facebook

Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias

Hospital divulga boletim sobre o estado de saúde do ex-prefeito de Duas Estradas/PB

Publicado há

em

Roberto ex-prefeito estava com uma troca de oxigênio baixa de 50%, por esse motivo precisou ser intubado agora, a taxa de infecção 12.000. Com comprometimento pulmonar de 75%. A médica falou que é a melhor alternativa neste momento para evitar maior sofrimento e comprometimento.🙏🏻

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Notícias

Paraíba registra 1.042 novos casos de Covid-19 e 27 óbitos nesta quinta-feira (22)

Publicado há

em

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) registrou, nesta quinta-feira (22), 1.042 casos de Covid-19. Entre os confirmados hoje, 77 (7,38%) são casos de pacientes hospitalizados e 965 (92,61%) são leves. Agora, a Paraíba totaliza 284.189 casos confirmados da doença, que estão distribuídos por todos os 223 municípios. Até o momento, 810.101 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados.

 

Também foram confirmados 27 novos óbitos desde a última atualização, sendo 21 nas últimas 24h. Os óbitos ocorreram entre os dias 13 e 22 de abril de 2021, sendo 04 deles em hospitais privados, 02 em residências e os demais em hospitais públicos. Com isso, o estado totaliza 6.576 mortes. O boletim registra ainda um total de 195.396 pacientes recuperados da doença.

 

Concentração de casos

 

Cinco municípios concentram 522 novos casos, o que corresponde a 50,09% dos casos registrados nesta quinta. São eles: João Pessoa, com 317 novos casos, totalizando 77.057; Campina Grande, com 126 novos casos, totalizando 26.081; Santa Rita, com 28 novos casos, totalizando 6.934; Alagoinha, com 26 novos casos, totalizando 1.375; Cabedelo, com 25 novos casos, totalizando 7.164.

 

* Dados oficiais preliminares (fonte: e-sus VE, Sivep Gripe e SIM) extraídos às 10h do dia 22/04/2021, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

 

Óbitos

 

Até esta quinta, 215 cidades paraibanas registraram óbitos por Covid-19. Os 27 óbitos confirmados neste boletim ocorreram entre residentes dos municípios de Alhandra (1), Bayeux (1), Cabedelo (2), Campina Grande (4), Catolé do Rocha (1), Cruz do Espírito Santo (1), Duas Estradas (1), Guarabira (1), Igaracy (1), João Pessoa (8), Nova Floresta (1), Rio Tinto (1), Santa Rita (2), São Mamede (1) e Sousa (1).

 

As vítimas são 16 homens e 11 mulheres, com idades entre 38 e 89 anos. Hipertensão e diabetes foram as comorbidades mais frequentes e 04 não tinham comorbidades.

 

Ocupação de leitos Covid-19

 

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 59%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 62%. Em Campina Grande estão ocupados 62% dos leitos de UTI adulto e no sertão 55% dos leitos de UTI para adultos. De acordo com o Centro Estadual de Regulação Hospitalar, 53 pacientes foram internados nas últimas 24h. Ao todo, 682 pacientes estão internados nas unidades de referência.

 

Cobertura Vacinal

 

Foi registrado no sistema de informação SI-PNI a aplicação de 789.590 doses. Até o momento, 585.430 pessoas foram vacinadas com a primeira dose e 204.160 com a segunda dose da vacina. Um total de 1.029.630 doses já foram distribuídas.

 

Os dados epidemiológicos com informações sobre todos os municípios e ocupação de leitos estão disponíveis em: www.paraiba.pb.gov.br/coronavirus

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Notícias

Paraíba recebeu no fim da tarde de hoje (22/04) 59.300 doses de vacinas contra covid-19

Publicado há

em

Paraíba recebeu no fim da tarde de hoje (22/04) 59.300 doses de vacinas contra covid-19.
São 11.800 para aplicação da segunda dose da Butantan e 47.500 para ampliação de público da Astrazeneca.
A distribuição para os 223 municípios acontecerá a partir das 7h desta sexta, 23.

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

⚡EM ALTA

Copyright © 2021 Portal Mídia Orgulhosamente criado com ❤️ por FNX CORPORATION.