CONECTE-SE CONOSCO

Destaque

Covid-19: ALPB aprova distribuição de medicamentos em residências e ‘fila zero’ em hospitais durante pandemia

Publicado há

em

Covid-19: ALPB aprova distribuição de medicamentos em residências e ‘fila zero’ em hospitais durante pandemia

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realizou sessão remota, nesta quarta-feira (22), e aprovou matérias relevantes no enfrentamento à disseminação do novo coronavírus (Covid-19) no estado. Além da decretação de estado de calamidade em municípios em razão da pandemia, os deputados aprovaram a implantação do Programa Remédio em Casa e a adoção do procedimento denominado ‘Fila Zero’ em hospitais durante este período.

Ao todo, 270 matérias foram aprovadas na sessão. O presidente da Assembleia, Adriano Galdino, e o deputado Tião Gomes apresentaram o PL 1.597/20 que trata de criação do Programa Remédio em Casa, durante o período de pandemia. O texto aprovado determina que seja feita a distribuição de medicamentos em residências durante a epidemia da Covid-19.

O programa visa atender idosos, pacientes com dificuldade de locomoção, em tratamento de câncer e/ou portadores de doenças crônicas. De acordo com a proposta, através de convênios, Secretaria de Saúde do Estado e dos municípios estariam responsáveis pela operacionalidade do serviço. “É preciso destacar a importância e o alcance social deste projeto de lei em tempos de pandemia. Neste momento em que as pessoas correm risco, diminuir a exposição dos mais vulneráveis é primordial”, afirmou o deputado Felipe Leitão, relator do projeto.

O deputado estadual Wilson Filho apresentou o Projeto de Lei 1.603/20, que estabelece “Fila Zero” nos hospitais públicos e privados da Paraíba, quando houver decretação de estado de calamidade pública em razão de epidemias, pandemias e endemias. O texto aprovados pelos demais deputados, proíbe que as unidade de saúde, conveniadas ou não ao Sistema Único de Saúde (SUS), se recusem a atender pacientes acometidos de doença originária de epidemias, pandemias ou endemias, enquanto durar a decretação de estado de calamidade pública decorrente da doença.

“Temos que nos preparar para atender todos os pacientes, no caso de 100% da ocupação. Por isso, queremos garantir, com esse projeto, que os pacientes de leitos públicos sejam transferidos para hospitais privados do Estado, com aviso prévio. Isso ajudará a salvar vidas”, declarou Wilson Filho.

A Casa também aprovou os Decretos de Calamidade Publica em mais quatro cidades: Bom Sucesso, Casserengue, Cuitégi e Sertãozinho. Ao todo, 208 municípios paraibanos encontram-se em estado de calamidade em consequência da pandemia da Covid-19.

O presidente Adriano Galdino sugeriu aos demais parlamentares uma maior fiscalização àqueles municípios que, diante da implantação do estado de calamidade, não estejam adotando medidas para conter a disseminação do novo coronavírus, além de ações que possam reforçar o sistema de saúde municipal para atender possíveis infectados.

Os deputados decidiram pela criação de uma Comissão Especial que deverá acompanhar essas prefeituras com o intuito de orientar e fiscalizar planos de aplicação, medidas de prevenção e ações de enfrentamento ao novo coronavírus, que deverão ser implantadas pelos gestores municipais. “Essa luta não será vencida se não tivermos os prefeitos e prefeitas ao nosso lado contra a Covid-19”, afirmou Adriano Galdino.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA PARAÍBA

Comente com seu Facebook

Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Terça do PÃO no Supermercado Leomar

Publicado há

em

O Supermercado Leomar fica na avenida Rui Barbosa, Centro de Guarabira. De frente ao Posto de Combustíveis Opção. Siga o Leomar nas redes sociais @supermercadoleomar. .

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Destaque

João Pessoa cancela festas de Réveillon na orla para não promover aglomerações

Publicado há

em

As festas de Réveillon, que estavam sendo planejadas na orla de João Pessoa, foram canceladas conforme anunciou o prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena, nesta segunda-feira (29), durante uma coleta de imprensa. Apesar disso, praia vai estar liberada para livre circulação de pessoas e reuniões particulares. Festas em bares e em casas de shows podem acontecer com protocolos de prevenção à Covid-19.

Segundo o prefeito, a preocupação com a nova variante do coronavírus, o Ômicron, e com uma possível nova onda de contaminação foram as razões que levaram ao cancelamento dos eventos.

A prefeitura decidiu não divulgar o nome das bandas que fariam parte dos shows previstos, porém afirma que não houve prejuízo para os cofres públicos.

Já o “Natal dos Sentimentos”, com polos na praia, na Praça da Independência e no Parque da Lagoa, está mantido. Conforme a prefeitura, nesses eventos a gestão consegue ter controle de público e não vai gerar uma aglomeração de 200 mil pessoas, como uma virada do ano na orla faria.

A festa vai acontecer nesses três polos, que serão interligados por vias decoradas e com deslocamento garantido. Neles, será realizada uma série de eventos integrando os polos e a população. O público vai poder participar de corridas e passeios ciclísticos.

G1

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Destaque

Marcus fala sobre recomendação do MP para não realizar a FDL2022: “Não fui informado oficialmente”

Publicado há

em

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

⚡EM ALTA

Copyright © 2021 Portal Mídia Orgulhosamente criado com ❤️ por FNX CORPORATION.