CONECTE-SE CONOSCO

Destaque

SINDICATO DOS COMERCIÁRIOS  SUGERE QUE EMPRESAS ASSUMAM TESTE DA COVID-19 DE SEUS TRABALHADORES

Publicado há

em

SINDICATO DOS COMERCIÁRIOS  SUGERE QUE EMPRESAS ASSUMAM TESTE DA COVID-19 DE SEUS TRABALHADORES

 

O retorno gradual das atividades econômicas em Campina Grande, ainda vivendo o momento em que a pandemia do coronavirus apresenta curva crescente da doença, preocupa o sindicato representante dos comerciários, que teme um maior número de trabalhadores contaminados.

O presidente do Sindicato, José do Nascimento Coelho, disse esperar dos órgãos competentes, tais como: Prefeitura, Ministério Público do Trabalho Estadual, Ministério Público Federal, além de outros que assinaram o protocolo de abertura das atividades do comércio local, que cobrem das empresas privadas, não apenas o uso dos equipamentos de proteção individual, como também assumam a responsabilidade de testarem seus funcionários.

“É obrigação e necessário a empresa assumir os testes, além da higienização dos ambientes de trabalho, para proteger a vida dos trabalhadores e de seus familiares”, ressalta Coelho, adiantando que houve casos de covid-19 em alguns estabelecimentos da cidade, no entanto não foi esclarecido se a higienização foi procedida posteriormente.

 Conforme ainda o sindicalista, desde o surgimento da pandemia muitos trabalhadores de setores diversificados, entre eles farmácias e supermercados foram contaminados com a covid-19, inclusive com dificuldade de seu afastamento da empresa, sendo necessária a intervenção do sindicato.

 Ascom – Sindicato dos Comerciários – CG

Comente com seu Facebook

Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

CONFIRA VÍDEO: Câmera escondida flagra momento em que delegada e escrivão recebem dinheiro de extorsão na Paraíba

Publicado há

em

“Você vai mostrar que a delegada apontou pelo arquivamento. E já está tudo pronto para ser arquivado. Agora é com você”, orientou delegada ao receber R$ 2,5 mil para ajudar denunciado.

Uma câmera escondida flagrou o momento em que a delegada Maria Solidade e um escrivão receberam R$ 2.500 de extorsão para amenizar a situação de um policial rodoviário federal em um inquérito da Polícia Civil da Paraíba. A delegada e o escrivão foram presos, por força de mandado de prisão, nesta quinta-feira (22), em ação conjunta do Núcleo de Controle Externo da Atividade Policial (NCAP) e Gaeco (Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado), ambos do Ministério Público da Paraíba.

Em um dos vídeos a delegada orienta o policial sobre como vai proceder com o parecer que ela deu em troca do dinheiro. “Você vai mostrar que a delegada apontou pelo arquivamento. Entendeu? E já está tudo pronto para ser arquivado. Agora é com você.”

O policial responde: “Nessas agonias eu já…”, ao dizer que já providenciou o dinheiro. “Aí é com Alexandre”, completa a delegada, orientando o homem a entregar o dinheiro ao escrivão. O profissional foi abordado pela equipe da operação que desmascarou o fato e contou o dinheiro em sua presença.

A delegada e o escrivão da Polícia Civil da Paraíba são acusados da prática do crime de concussão, que consiste na exigência de vantagens indevidas pelo agente público. Conforme informações a delegada alvo do mandado de prisão foi Maria Solidade de Sousa. Segundo a investigação, a delegada estava tentando extorquir um agente da Polícia Rodoviária Federal.

No ano de 2016, a mesma delegada já havia sido alvo de investigações. Naquela época, Maria Solidade de Sousa foi acusada de desviar valores provenientes do pagamento de fianças.

clickpb

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Destaque

Vacina contra a COVID-19: professores pedem para serem incluídos nos grupos prioritários

Publicado há

em

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Destaque

Polícia recupera dinheiro roubado de casa lotérica em Pirpirituba

Publicado há

em

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

⚡EM ALTA

Copyright © 2021 Portal Mídia Orgulhosamente criado com ❤️ por FNX CORPORATION.