CONECTE-SE CONOSCO

Destaque

ALPB aprova Programa de Auxílio Emergencial para trabalhadores da Cultura

Publicado há

em

ALPB aprova Programa de Auxílio Emergencial para trabalhadores da Cultura

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou, nesta quinta-feira (18), o projeto de Lei 1.756/2020, do deputado Jeová Campos, que cria o Programa de Auxílio Emergencial para trabalhadores do setor cultural durante o período de Calamidade Pública devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

O projeto, intitulado de Lei Zabé da Loca, inclui também os trabalhadores de espaços culturais, como teatros independentes, escolas de dança e de artes, cineclubes e centros culturais. O texto prevê que esses trabalhadores, sejam eles das áreas de produção, promoção, técnica ou atuação, sejam beneficiados com o recebimento do Auxílio Emergencial.

O presidente Adriano Galdino e o deputado Chió apresentaram Emendas Modificativas, que, além de fixar o valor do auxílio em R$ 600, inclui também os artistas circenses. O deputado Jeová campos destacou que a lista de eventos culturais cancelados, transferidos ou adiados não para de crescer e a proposta apresentada visa minimizar os graves efeitos, das necessárias medidas de distanciamento social, no meio cultural. “A vida de um povo é expressa pela sua cultura. A primeira cena que se fechou na Paraíba foi pra esses trabalhadores e provavelmente será a última cena a ser aberta”, ressaltou Jeová.

Os deputados aprovaram ainda o PL 1.688/2020, que determina a adoção de medidas relacionadas à proteção social e ao enfrentamento à violência contra a mulher enquanto perdurar o isolamento social. O texto é de autoria da deputada Camila Toscano e destaca a necessidade de concessão de auxílio de renda básica temporária e emergencial a essas mulheres, além do acolhimento daquelas que necessitem de proteção.

A matéria foi elogiada pelos demais parlamentares, que demonstraram preocupação com o aumento de casos de violência contra as mulheres desde o início da pandemia. “Parabenizo a autora, deputada Camila Toscano, porque, segundo pesquisas, a violência doméstica, após o início das medidas de isolamento social, tem aumentado, em decorrência de que o companheiro da vítima se encontra mais presente no ambiente doméstico. É preciso que haja um alerta para que as mulheres continuem denunciando”, argumentou a deputada Dra Paula.

A Casa também votou favorável ao PL 1.689/2020, que disponibiliza Política Emergencial para Enfrentamento à COVID-19 nos territórios indígenas no Estado da Paraíba, garantindo acesso a medidas específicas de vigilância sanitária e epidemiológica para prevenir à contaminação pelo novo coronavírus.

A matéria, de autoria de Camila Toscano, recebeu uma emenda modificativa da deputada Pollyanna Dutra, acrescentando as comunidades quilombolas de todo o estado. “A Paraíba possui 39 comunidades com certificação na Fundação Palmares e existe a necessidade de que, durante o momento de pandemia, essas comunidades sejam priorizadas em caso de testes e demais medidas de prevenção. É preciso proteger as comunidades indígenas e quilombolas”, afirmou a deputada Pollyanna.

Ao todo, 14 matérias foram aprovadas pelos deputados e seguem agora para a sanção do Poder Executivo.

 

Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB)

Comente com seu Facebook

Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Terça do PÃO no Supermercado Leomar

Publicado há

em

O Supermercado Leomar fica na avenida Rui Barbosa, Centro de Guarabira. De frente ao Posto de Combustíveis Opção. Siga o Leomar nas redes sociais @supermercadoleomar. .

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Destaque

João Pessoa cancela festas de Réveillon na orla para não promover aglomerações

Publicado há

em

As festas de Réveillon, que estavam sendo planejadas na orla de João Pessoa, foram canceladas conforme anunciou o prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena, nesta segunda-feira (29), durante uma coleta de imprensa. Apesar disso, praia vai estar liberada para livre circulação de pessoas e reuniões particulares. Festas em bares e em casas de shows podem acontecer com protocolos de prevenção à Covid-19.

Segundo o prefeito, a preocupação com a nova variante do coronavírus, o Ômicron, e com uma possível nova onda de contaminação foram as razões que levaram ao cancelamento dos eventos.

A prefeitura decidiu não divulgar o nome das bandas que fariam parte dos shows previstos, porém afirma que não houve prejuízo para os cofres públicos.

Já o “Natal dos Sentimentos”, com polos na praia, na Praça da Independência e no Parque da Lagoa, está mantido. Conforme a prefeitura, nesses eventos a gestão consegue ter controle de público e não vai gerar uma aglomeração de 200 mil pessoas, como uma virada do ano na orla faria.

A festa vai acontecer nesses três polos, que serão interligados por vias decoradas e com deslocamento garantido. Neles, será realizada uma série de eventos integrando os polos e a população. O público vai poder participar de corridas e passeios ciclísticos.

G1

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Destaque

Marcus fala sobre recomendação do MP para não realizar a FDL2022: “Não fui informado oficialmente”

Publicado há

em

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

⚡EM ALTA

Copyright © 2021 Portal Mídia Orgulhosamente criado com ❤️ por FNX CORPORATION.