CONECTE-SE CONOSCO

Notícias

Paraíba confirma 1.484 novos casos de Covid-19 em 24h

Publicado há

em

Casos Confirmados: 65.423
Casos Descartados: 75.757

Óbitos confirmados: 1.418
Casos recuperados: 24.253
Total de municípios: 221

Nesta quinta, 16 de julho, a Paraíba registrou 1.484 novos casos de Covid-19 e 35 óbitos confirmados desde a última atualização, 8 deles ocorridos nas últimas 24h. São 65.423 pessoas que já contraíram a doença, 24.253 que já se recuperaram e 1.418 faleceram. Até o momento, 193.094 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados.
A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 52%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 59%. Em Campina Grande, estão ocupados 47% dos leitos de UTI adulto e no sertão, 56% dos leitos de UTI para adultos.
O índice de Isolamento Social foi de apenas 40,6%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%.

Os casos confirmados estão distribuídos por 221 dos 223 municípios paraibanos:

Água Branca (40); Aguiar (20); Alagoa Grande (617); Alagoa Nova (219); Alagoinha (609); Alcantil (26); Algodão de Jandaíra (4); Alhandra (465); Amparo (12); Aparecida (41); Araçagi (401); Arara (139); Araruna (176); Areia (218); Areia de Baraúnas (7); Areial (37); Aroeiras (127); Assunção (30); Baia da Traição (349); Bananeiras (107); Baraúna (120); Barra de Santa Rosa (32); Barra de Santana (71); Barra de São Miguel (20); Bayeux (1130); Belém (543); Belém do Brejo do Cruz (16); Bernardino Batista (3); Boa Ventura (2); Boa Vista (61); Bom Jesus (7); Bom Sucesso (7); Bonito de Santa Fé (9); Boqueirão (210); Borborema (7); Brejo do Cruz (171); Brejo dos Santos (15); Caaporã (840); Cabaceiras (31); Cabedelo (2096); Cachoeira dos Índios (54); Cacimba de Areia (7); Cacimba de Dentro (98); Cacimbas (41); Caiçara (317); Cajazeiras (928); Cajazeirinhas (4); Caldas Brandão (123); Camalaú (1); Campina Grande (8674); Capim (130); Caraúbas (30); Carrapateira (28); Casserengue (168); Catingueira (15), Catolé do Rocha (202); Caturité (64); Conceição (139); Condado (98); Conde (556); Congo (42); Coremas (67); Coxixola (16); Cruz do Espírito Santo (244); Cubati (61); Cuité (129); Cuité de Mamanguape (81); Cuitegí (224); Curral de Cima (19); Curral Velho (1), Damião (5); Desterro (43); Diamante (3); Dona Inês (49); Duas Estradas (45); Emas (8); Esperança (340); Fagundes (64); Frei Martinho (5); Gado Bravo (77); Guarabira (2858); Gurinhém (298); Gurjão (19); Ibiara (17); Igaracy (4); Imaculada (26); Ingá (632); Itabaiana (878); Itaporanga (64); Itapororoca (392); Itatuba (226); Jacaraú (183); Jericó (5); João Pessoa (17.407); Joca Claudino (2); Juarez Távora (226); Juazeirinho (132); Junco do Seridó (32); Juripiranga (343); Juru (16); Lagoa (4); Lagoa de Dentro (68); Lagoa Seca (506); Lastro (15); Livramento (55); Logradouro (105); Lucena (242); Mãe d’Água (16); Malta (29); Mamanguape (1733); Manaíra (8); Marcação (133); Mari (681); Marizópolis (8); Massaranduba (241); Mataraca (125); Matinhas (56); Mato Grosso (9); Matureia (25); Mogeiro (105); Montadas (35); Monte Horebe (1); Monteiro (164); Mulungu (249); Natuba (47); Nazarezinho (12); Nova Floresta (33), Nova Olinda (7); Nova Palmeira (40); Olho D´Água (37); Olivedos (50); Parari (5); Passagem (30); Patos (2109); Paulista (77); Pedra Branca (1); Pedra Lavrada (27); Pedras de Fogo (1117); Pedro Régis (34); Piancó (101); Picuí (139); Pilar (213); Pilões (47); Pilõezinhos (190); Pirpirituba (165); Pitimbu (549); Pocinhos (76); Poço Dantas (4); Poço de José Moura (1); Pombal (209); Prata (3); Princesa Isabel (48); Puxinanã (216); Queimadas (713); Quixaba (26); Remígio (187); Riachão (38); Riachão do Bacamarte (199); Riachão do Poço (58); Riacho de Santo Antônio (20); Riacho dos Cavalos (6); Rio Tinto (746); Salgadinho (12); Salgado de São Felix (151); Santa Cecília (48); Santa Cruz (15); Santa Helena (11); Santa Inês (29); Santa Luzia (186); Santa Rita (1715); Santa Terezinha (46); Santana de Mangueira (5); Santana dos Garrotes (7); Santo André (6); São Bentinho (33); São Bento (863); São Domingos do Cariri (33); São Francisco (19); São João do Cariri (62); São João do Rio do Peixe (116); São João do Tigre (5); São José da Lagoa Tapada (30); São José de Caiana (32); São José de Espinharas (12); São José de Piranhas (82); São José de Princesa (1); São José do Bonfim (53); São José do Brejo do Cruz (5); São José do Sabugi (176); São José dos Cordeiros (8); São José dos Ramos (156); São Mamede (35); São Miguel de Taipu (90); São Sebastião de Lagoa de Roça (149); São Sebastião do Umbuzeiro (5); São Vicente do Seridó (35); Sapé (697); Serra Branca (105); Serra da Raíz (14); Serra Grande (8); Serra Redonda (165); Serraria (71); Sertãozinho (72); Sobrado (128); Solânea (228); Soledade (107); Sossego (8), Sousa (837); Sumé (120); Tacima (92); Taperoá (53); Tavares (45); Teixeira (105); Tenório (13); Triunfo (23); Uiraúna (31); Umbuzeiro (57); Várzea (9); Vieirópolis (4); Vista Serrana (3), Zabelê (9).

*Dados oficiais preliminares (fonte: SIM,e-sus VE e SIVEP) extraídos às 10h do dia 16/07, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

Dos 35 óbitos registrados, 25,7% ocorreram nas últimas 48h e 74,3% entre os dias 30 de maio e 13 de julho:

Mulher, 89 anos, residente em Conceição. Início dos sintomas em 29/06/2020. Portadora de cardiopatia. Foi a óbito em hospital público no dia 16/07/2020.

Homem, 67 anos, residente em Emas. Hipertenso. Início dos sintomas em 16/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 16/07/2020.

Homem, 64 anos, residente em Ingá. Hipertenso, diabético e obeso. Início dos sintomas em 27/06/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 16/07/2020.

Mulher, 46 anos, residente em Rio Tinto. Início dos sintomas em 07/07/2020. Portadora de cardiopatia e obesa. Foi a óbito em hospital público no dia 16/07/2020.

Homem, 56 anos, residente em São Bento. Diabético, portador de cardiopatia e doença renal e obeso. Início dos sintomas em 28/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 16/07/2020.

Homem, 66 anos, residente em Brejo do Cruz. Sem comorbidades. Início dos sintomas em 02/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 15/07/2020.

Mulher, 73 anos, residente em Cuité de Mamanguape. Início dos sintomas em 06/07/2020. Portadora de doença renal e hematológica. Foi a óbito em hospital público no dia 15/07/2020.

Mulher, 57 anos, residente em João Pessoa. Início dos sintomas em 13/07/2020. Sem comorbidades. Foi a óbito em hospital público no dia 15/07/2020.

Homem, 56 anos, residente em Areia. Diabético. Início dos sintomas em 01/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 14/07/2020.

Homem, 58 anos, residente em Belém. Ex-tabagista. Início dos sintomas em 08/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 13/07/2020.

Homem, 58 anos, residente em Mari. Hipertenso, diabético e obeso. Início dos sintomas em 08/07/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 12/07/2020.

Homem, 65 anos, residente em Campina Grande. Sem comorbidades. Início dos sintomas em 23/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 05/07/2020.

Mulher, 68 anos, residente em Campina Grande. Início dos sintomas em 08/06/2020. Portadora de cardiopatia. Foi a óbito em hospital público no dia 02/07/2020.

Mulher, 90 anos, residente em Campina Grande. Início dos sintomas em 07/05/2020. Portadora de cardiopatia. Foi a óbito em hospital público no dia 02/07/2020.

Homem, 65 anos, residente em Campina Grande. Sem comorbidades. Início dos sintomas em 25/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 01/07/2020.

Mulher, 56 anos, residente em Ingá. Início dos sintomas em 26/06/2020. Diabética e portadora de cardiopatia. Foi a óbito em hospital público no dia 29/06/2020.

Homem, 63 anos, residente em Guarabira. Sem comorbidades. Início dos sintomas em 20/05/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 26/06/2020.

Homem, 65 anos, residente em João Pessoa. Sem comorbidades. Início dos sintomas em 30/05/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 24/06/2020.

Mulher, 56 anos, residente em João Pessoa. Início dos sintomas em 18/06/2020. Hipertensa e portadora de doença neurológica e renal. Foi a óbito em residência no dia 24/06/2020.

Homem, 91 anos, residente em João Pessoa. Portador de doença neurológica. Início dos sintomas em 30/05/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 24/06/2020.

Homem, 81 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso. Início dos sintomas em 26/05/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 22/06/2020.

Mulher, 55 anos, residente em João Pessoa. Início dos sintomas em 10/06/2020. Imunossupressão. Foi a óbito em residência no dia 22/06/2020.

Mulher, 82 anos, residente em Campina Grande. Início dos sintomas em 16/06/2020. Portadora de cardiopatia. Foi a óbito em hospital público no dia 19/06/2020.

Mulher, 53 anos, residente em Campina Grande. Início dos sintomas em 09/06/2020. Imunossupressão. Foi a óbito em hospital público no dia 19/06/2020.

Homem, 58 anos, residente em João Pessoa. Diabético e portador de doença renal. Início dos sintomas em 04/06/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 19/06/2020.

Homem, 94 anos, residente em João Pessoa. Portador de doença neurológica. Início dos sintomas em 27/05/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 17/06/2020.

Homem, 85 anos, residente em Pedras de Fogo. Portador de doença neurológica. Início dos sintomas em 13/06/2020. Foi a óbito em residência no dia 16/06/2020.

Homem, 74 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso, diabético e portador de doença renal e hepática. Início dos sintomas em 01/05/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 14/06/2020.

Mulher, 76 anos, residente em Campina Grande. Início dos sintomas em 24/05/2020. Sem comorbidades. Foi a óbito em hospital privado no dia 10/06/2020.

Mulher, 78 anos, residente em Campina Grande. Início dos sintomas em 25/05/2020. Diabética e portadora de cardiopatia. Foi a óbito em hospital público no dia 08/06/2020.

Homem, 77 anos, residente em Campina Grande. Portador de cardiopatia. Início dos sintomas em 25/05/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 08/06/2020.

Homem, 44 anos, residente em João Pessoa. Diabético e portador de cardiopatia. Início dos sintomas em 02/05/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 04/06/2020.

Homem, 62 anos, residente em João Pessoa. Sem comorbidades. Início dos sintomas em 06/05/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 03/06/2020.

Mulher, 77 anos, residente em Cabedelo. Início dos sintomas em 15/05/2020. Hipertenso. Foi a óbito em hospital privado no dia 31/05/2020.

Lactente, sexo masculino, 4 meses, residente em João Pessoa. Portador de doença neurológica. Início dos sintomas em 26/05/2020. Foi a óbito em hospital privado no dia 30/05/2020.

Os dados epidemiológicos e de ocupação de leitos estão disponíveis em www.paraiba.pb.gov.br/coronavirus

Comente com seu Facebook

Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias

Em caso raríssimo, mulher do Mali dá à luz 9 bebês

Publicado há

em

Um dos 9 recém-nascidos do Mali no Marrocos em foto de 5 de maio de 2021 — Foto: Youssef Boudlal/Reuters

Halima Cisse pensava estar grávida de 7, e por conta das dificuldades do parto, foi transferida para um hospital do Marrocos, um país próximo.

Um dos 9 recém-nascidos do Mali no Marrocos em foto de 5 de maio de 2021 — Foto: Youssef Boudlal/Reuters

Halima Cisse pensava estar grávida de 7, o que por si só já era uma gestação difícil. Por conta de todos os riscos, ela foi transferida do Mali, onde mora, para um hospital do Marrocos – mas o que ela não esperava é que daria à luz 9 bebês, em um caso raríssimo de nônuplos.

Todo o procedimento foi organizado por meio da cooperação internacional entre os dois países. O Ministério da Saúde do Mali confirmou, nesta terça-feira (4), o nascimento dos 9 pequenos – 5 meninas e 4 meninos – e garantiu que todos passam bem.

3 dos 9 irmãos que nasceram da mesma gravidez — Foto: Ministério da Saúde do Mali

3 dos 9 irmãos que nasceram da mesma gravidez — Foto: Ministério da Saúde do Mali

Em nota, o governo do Mali informou que Cisse esteve por duas semanas internada em um hospital local para acompanhamento dos médicos, mas que no fim de março foi transferida para uma maternidade no Marrocos que se encarregou do procedimento de risco.

“Agradecemos o apoio da família Cisse, voluntários e de todo o povo do Mali”, disse a ministra da Saúde, Fanta Siby, em um comunicado. “Damos os parabéns às equipes médicas do Mali e do Marrocos cujo profissionalismo fez com que o resultado desta gravidez fosse tão feliz.”

Berçário da maternidade com parte dos 9 irmãos do Mali nascidos no Marrocos em foto de 5 de maio de 2021 — Foto: Youssef Boudlal/Reuters

Berçário da maternidade com parte dos 9 irmãos do Mali nascidos no Marrocos em foto de 5 de maio de 2021 — Foto: Youssef Boudlal/Reuters

A jovem mãe, de 25 anos, e seus bebês devem voltar para casa apenas em algumas semanas.

A nota do governo do Mali não informou o peso dos bebês ou após quantas semanas de gestação eles nasceram.

Casos anteriores

 

Há registro de casos anteriores de gestação de nônuplos, mas com problemas de saúde graves. Em 1971, Geraldine Brodrick, de 29 anos, teve 9 bebês num hospital da Austrália – dois deles nasceram já sem vida, e os demais acabaram morrendo no decorrer de uma semana, segundo registro da época do jornal “The New York Times”.

Houve ainda um nascimento de nônuplos em março de 1999, na Malásia, mas nenhum deles sobreviveu.

G1

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Notícias

CCJ aprova Política de Saúde Mental às Crianças que se tornaram órfãs devido à covid-19

Publicado há

em

A Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), em reunião realizada nesta quarta-feira (5), aprovou o Projeto de Lei 2752/2021, instituindo a Política Estadual de Atenção Social e Saúde Mental às Crianças e Adolescentes que se tornaram órfãos devido à pandemia da Covid-19. A reunião contou com a participação dos deputados Camila Toscano, Eduardo Carneiro, Hervázio Bezerra, Júnior Araújo, Jutay Meneses, Ricardo Barbosa e Wilson Filho.

O deputado Ricardo Barbosa, autor da matéria, propôs que seja oferecido atendimento psicológico e social àqueles que se tornaram vulneráveis com o falecimento de seus pais, ou cuidadores, cujas mortes foram causadas pelo novo coronavírus. De acordo com Barbosa, os serviços deverão atender ainda os familiares dessas crianças e adolescentes. Segundo o texto, a execução das ações será realizada com recursos humanos e materiais à disposição do Sistema Único de Saúde (SUS), além de outros que poderão ser contratados para essa finalidade específica.

Os membros da Comissão também votaram a favor do Projeto de Resolução 304/2021, de autoria do presidente da Assembleia, Adriano Galdino, determinando que no início dos trabalhos de qualquer reunião de comissão ou sessão plenária da ALPB seja feito um minuto de silêncio, em sinal de respeito às vítimas da covid-19.

“Além da demonstração de respeito, é também um momento de solidariedade para com os familiares das pessoas vitimadas por esta doença. O Poder Legislativo estadual irá fazer um minuto de silêncio assim que iniciar os trabalhos durante o período que estiver vigente o estado de calamidade pública no Estado da Paraíba”, argumentou o presidente da Assembleia.

Ao todo, foram apreciados 19 vetos do Governo do Estado, 28 projetos de lei, além de projetos de resolução que agora seguirão para serem apreciados no plenário da Casa de Epitácio Pessoa.

 

Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB)

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Notícias

Foguete chinês descontrolado deve entrar na atmosfera no fim de semana

Publicado há

em

Pessoas assistem lançamento do foguete Longa Marcha 8 Y-1 em Hainan, na China
© Reuters/cnsphoto Direitos Reservados

Há receio de onde destroços poderão cair

Os Estados Unidos (EUA) estão acompanhando o trajeto de um foguete chinês descontrolado que deve reentrar na atmosfera da Terra no fim de semana. Há receio de onde alguns dos destroços poderão cair.

O foguete chinês foi utilizado no lançamento de um módulo que marca o início do plano de Pequim, de construção de uma estação espacial que deve ficar completa no fim de 2022.

O módulo foi lançado em um dos maiores foguetes de transporte que a China tem, precisamente o mesmo que está agora em queda descontrolada, de acordo com o Pentágono.

O local exato de reentrada do equipamento só pode ser determinado algumas horas antes de ocorrer, de acordo com o Esquadrão de Controle Espacial norte-americano.

Apesar de a maior parte dos destroços acabar por se incendiar na entrada na atmosfera, o tamanho do foguete, de 22 toneladas, cria o receio de que algumas partes podem não se desintegrar e eventualmente atingir áreas da Terra.

Apesar de tudo, o risco é pequeno. Jonathan McDowell, astrofísico da Universidade de Harvard, disse que a situação não deve criar grandes problemas. “Acho que as pessoas podem ficar descansadas. O risco de atingir alguma coisa ou alguém é muito pequeno. Pode acontecer, mas não perderia o meu sono por causa dessa possibilidade tão pequena”.

O astrofísico diz ainda que a melhor aposta sobre onde os destroços vão cair é no oceano Pacífico, simplesmente “porque ocupa o maior espaço da Terra”.

agenciabrasil

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

⚡EM ALTA

Copyright © 2021 Portal Mídia Orgulhosamente criado com ❤️ por FNX CORPORATION.