CONECTE-SE CONOSCO

Destaque

Desembargador Saulo Benevides é eleito presidente do TJPB

Publicado há

em

Desembargador Saulo Benevides é eleito presidente do TJPB

Por unanimidade, o Pleno do Tribunal de Justiça da Paraíba elegeu, na tarde desta quarta-feira (11), a nova Mesa Diretora do Poder Judiciário estadual para o biênio 2021/2022. Por aclamação, a Corte escolheu os desembargadores Saulo Henriques de Sá e Benevides, para o cargo de presidente; Maria das Graças Morais Guedes, como vice-presidente; e Fred Coutinho, para o cargo de corregedor-geral de Justiça.

Os futuros gestores do TJPB tomarão posse no dia 1º de fevereiro do próximo ano e substituirão os desembargadores Márcio Murilo da Cunha Ramos (presidente), Arnóbio Alves Teodósio (vice-presidente) e Romero Marcelo da Fonseca Oliveira (corregedor-geral de Justiça).

A eleição, conduzida pelo atual presidente do TJPB, desembargador Márcio Murilo, contou com a presença dos membros integrantes. O pleito foi realizado durante a 13ª sessão ordinária administrativa da Corte e, de forma inédita, foi transmitido por videoconferência no Canal do Tribunal de Justiça no Youtube.

O Tribunal Pleno escolheu, também, os novos membros efetivos e suplentes do Conselho da Magistratura para o próximo biênio. Como efetivos, foram escolhidos os desembargadores Oswaldo Trigueiro do Valle Filho, João Benedito da Silva e Marcos Cavalcanti de Albuquerque. Já os suplentes selecionados foram os desembargadores Carlos Martins Beltrão Filho, Arnóbio Alves Teodósio e Abraham Lincoln da Cunha Ramos.

Discurso
Em seu discurso, o futuro presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Saulo Benevides, já deu o tom e salientou a meta de sua gestão: trabalho, trabalho, trabalho.

“Este é, sem dúvida, um momento que ficará marcado em minha vida e carreira de magistrado. Poucas vezes ocorrem fatos desta natureza. É uma demonstração pública de harmonia e união a eleição por aclamação dos integrantes da Mesa Diretora, bem como do diretor da Esma. Agradeço a todos os desembargadores pelo voto de confiança, notadamente ao amigo presidente Márcio Murilo, cuja dinâmica, eficiente e moderna administração vem contribuindo, decisivamente, para melhorar o Poder Judiciário paraibano”, enalteceu.

Saulo Benevides
Diplomado em Ciências Jurídicas e Sociais pela UFPB, o desembargador Saulo Henriques de Sá e Benevides foi advogado militante por vários anos, atuando em diversas áreas do direito, na defesa de particulares e entidades públicas, como diversos Municípios do Estado da Paraíba.

Exerceu o cargo de Diretor da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Guarabira, onde também lecionou diversas disciplinas: OSPB, Economia Política e Língua Francesa (curso de extensão). Com a transformação da FAFIG em Campus III da UEPB, também lecionou diversas disciplinas: Teoria Geral do Estado, Direito Processual Penal e Direito Constitucional.

É magistrado de carreira, pois aprovado em Concurso de Provas e Títulos. Foi nomeado juiz de Brejo do Cruz em agosto de 1984. Em seguida, exerceu a judicatura nas Comarcas de Esperança, Belém, Araruna, 3ª Vara de Guarabira, substituto da Capital (2ª Vara Criminal), 1ª Vara de Família de Campina Grande, 1ª Vara da Fazenda Pública da Capital. Exerceu, também, a função de juiz-corregedor auxiliar (1995).

Em 2006, ascendeu ao cargo de desembargador do Tribunal de Justiça da Paraíba,
pelo critério de merecimento, onde integra a Terceira Câmara Cível, a Segunda Seção Especializada Cível e o Tribunal Pleno. Já exerceu os cargos de presidente da citada Câmara, bem como da Seção Especializada. Foi diretor da Escola Superior da Magistratura (Esma), biênio 2011/2012, onde lecionou as disciplinas Técnica de Decisões Cíveis e Direito Constitucional.

Ainda foi juiz de várias Zonas Eleitorais do Estado, como a 10ª Zona de Guarabira e a 1ª Zona da Capital. Exerceu os cargos de juiz auxiliar de TRE-PB em 2002, bem como vice-presidente e presidente da Corte Eleitoral, em 2013/2014, tendo presidido a eleição de governador. Participou de vários seminários e realizou diversos cursos na área do Direito, inclusive de Especialização em Gestão Jurisdicional. Foi vice-presidente e tesoureiro da Associação dos Magistrados da Paraíba (AMPB).

 

blogdofelipesilva

Comente com seu Facebook

Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Repórter recebe repúdio de sindicato após chamar mobilização na UFPB de baderna

Publicado há

em

Repórter recebe repúdio de sindicato após chamar mobilização na UFPB de baderna

 

O repórter Gustavo Chaves, da TV Arapuan de João Pessoa, está no centro de uma polêmica desde que discutiu, ao vivo, com integrantes de um acampamento instalado na Universidade Federal da Paraíba em protesto à nomeação do reitor Valdiney Veloso, último colocado na lista tríplice composta pela consulta à comunidade acadêmica. A postura de Gustavo recebeu uma nota de repúdio do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado da Paraíba.

O texto distribuído pela entidade afirma que o comportamento de Gustavo foi antiético e desrespeitoso: “Para os telespectadores que assistiram ao programa Cidade em Ação, a matéria estava mais para um debate entre quem era contra ou a favor da nomeação do professor Valdiney Veloso do que para uma reportagem, dando a entender que o entrevistador foi para o local mais para se confrontar com o movimento estudantil do que para saber o porquê e as razões da ocupação”.

Em sua participação ao vivo no Cidade em Ação, Gustavo admitiu que não é graduado em Jornalismo. Ao tomar conhecimento da nota de repúdio, reagiu dizendo que o sindicato não o representa. “Eu Gustavo Emanoel Chaves Hermínio reforço que esse sindicato não me representa e que por mais que tentem me calar jamais irei, estarei do lado do povo e da verdade, ainda existe uma imprensa que não comunga com o errado. Um forte abraço aos demais e estou à disposição!”.

Confira no vídeo a participação de Gustavo no programa Cidade em Ação que originou a controvérsia com o sindicato:

 

 

parlamentopb

 

 

 

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Destaque

Candidatura de Prefeito eleito em Dona Inês é indeferida pelo TRE-PB

Publicado há

em

TRE-PB publica acórdão que indeferiu o Registro de Candidatura de Antonio Justino, determinando a realização de novas eleições para o município de Dona Inês.

 

A candidatura de Antônio Justino (PSD), prefeito eleito do município de Dona Inês, foi indeferida pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TER-PB) nesta segunda-feira, 23. Por 4X3 o TRE foi favorável ao parecer da Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) que considerou o candidato inelegível com base na condenação do próprio TRE-PB, pela prática de abuso de poder político com viés econômico. Pela decisão do TRE-PB, Justino está impedido de concorrer a qualquer cargo público pelo prazo de 8 anos, a contar das eleições de 2016.

Com a decisão, o município pode ter novas eleições.

CONFIRA O ACÓRDÃO:

Acórdão

 

VÍDEOS:

 

 

 

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Destaque

Entrevista com Vitor Beltrão vereador mais votado de Alagoinha no Manhã de Notícias – 27/11/2020

Publicado há

em

Entrevista com Vitor Beltrão vereador mais votado de Alagoinha no Manhã de Notícias – 27/11/2020

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

⚡EM ALTA

Copyright © 2021 Portal Mídia Orgulhosamente criado com ❤️ por FNX CORPORATION.