CONECTE-SE CONOSCO

Destaque

Ex-presidente do Conselho Regional de Psicologia morre vítima da Covid-19 em JP

Publicado há

em

Ex-presidente do Conselho Regional de Psicologia morre vítima da Covid-19 em JP

Morreu na manhã desta quarta-feira (18), vítima do novo coronavírus, o psicólogo e ex-presidente do Conselho Regional de Psicologia (CRP-13), Aluízio Lopes de Brito. Ele estava internado na UTI do Hospital Nossa Senhora das Neves, em João Pessoa.

Aluizio é figura marcante e referência para a psicologia paraibana e brasileira, tendo inclusive atuado como Conselheiro no Conselho Federal de Psicologia durante três mandatos (2001/2004, 2007/2010 e 2010/2013); permanecendo até os dias atuais como membro ad hoc da Secretaria de Orientação e Ética (SOE) do CFP, disse em nota o CRP.

Veja nota na íntegra:

É com profunda tristeza que o CRP-13 recebe e transmite a notícia do falecimento do psicólogo, mestre e professor Aluizio Lopes de Brito (CRP 13/1610).

Aluizio é figura marcante e referência para a psicologia paraibana e brasileira, tendo inclusive atuado como Conselheiro no Conselho Federal de Psicologia durante três mandatos (2001/2004, 2007/2010 e 2010/2013); permanecendo até os dias atuais como membro ad hoc da Secretaria de Orientação e Ética (SOE) do CFP.

Foi Conselheiro do CRP-13 durante o I e II Plenários (1995/1998 e 1998/2001), sendo Presidente na segunda gestão.

Atual colaborador do Grupo de Trabalho Memória da Psicologia na Paraíba, do CRP-13, ajudando a resgatar a história da profissão em nosso estado.

Extremamente atuante e defensor incansável dos Direitos Humanos, Aluizio abraçou ainda as áreas de Educação, Saúde Mental, Políticas Públicas, Psicologia Clínica, Prevenção ao Suicídio, Filosofia, Educação e Ética.

Marido, pai, psicólogo, mestre, amigo. Sua alegria e seu sorriso contagiante permanecerão indeléveis nas lembranças e corações dos que o conheceram.

Discreto, sempre à disposição para acolher os que o procuravam, Aluizio seguirá presente através dos muitos ensinamentos que delegou em sua vida.

Nós que compomos o IX Plenário do CRP-13 prestamos aqui nosso mais profundo agradecimento à Aluizio, mestre e amigo eterno.

Aluizio, presente!

Conselho Federal de Psicologia

O Conselho Federal de Psicologia também emitiu nota lamentando a morte de Aluízio Lopes. Confira íntegra da nota:

Com profundo pesar, o Conselho Federal de Psicologia (CFP) comunica à categoria o falecimento do psicólogo e membro ad hoc da Secretaria de Orientação e Ética (SOE) do CFP, Aluízio Lopes de Brito.

A história da Psicologia brasileira está permeada pela trajetória e atuação de Aluízio. Ele era conhecido pela sua incansável contribuição em defesa da profissão e dos direitos humanos, balizadores do exercício profissional da Psicologia. Era o amigo leal e centrado, o líder assertivo e agregador, o gestor democrático e acolhedor.

Aluízio foi conselheiro do CFP por três gestões – XII Plenário (2001-2004), XIV Plenário (2007-2010) e XV Plenário (2010-2013). Em 2002, compôs a equipe responsável pela elaboração da Minuta do Novo Código de Ética da Psicologia. Já no Conselho Regional de Psicologia da Paraíba (CRP-13), sua terra natal, Aluízio compôs o Plenário por duas gestões, no 1º (1995-1998) e no 2º Plenário (1998-2001), quando foi presidente do Regional. Ainda no CRP-13, participou ativamente da criação da Comissão de Direitos Humanos do Regional, em 1997, e foi presidente da Comissão Permanente de Ética, de 1995 a 1998.

Seu compromisso com a Psicologia continuou. Em 2017, Aluízio foi convidado pelo XVII Plenário do CFP para compor, como membro ad hoc, a Secretaria de Orientação e Ética do CFP, convite reforçado pela atuação gestão (XVIII Plenário).

Aluízio tinha graduação em Psicologia pelo Centro Universitário de João Pessoa (1991), com mestrado em Filosofia pela Universidade Federal da Paraíba (2008). Era professor no curso de Psicologia do Unipe e IESP e coordenava no UNIPE o curso de Pós-Graduação em Psicologia Humanista e Abordagem Centrada na Pessoa.

Aluízio Lopes de Brito foi uma das 167 mil vítimas fatais da Covid-19 no Brasil. Em um momento extremamente desafiador para a Psicologia brasileira – que precisa construir estratégias de enfrentamento, resistência e cuidado diante desta grave crise sanitária – não será possível contar, mais uma vez, com a fundamental contribuição e experiência de Aluízio.

Hoje estamos em luto.
Amanhã estaremos na luta!
Em seu nome, a Psicologia brasileira se une e se levanta: Aluízio, presente!

 

parlamentopb

Comente com seu Facebook

Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Paraíba registra 1.134 novos casos de Covid-19 neste sábado

Publicado há

em

Por

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) registrou, neste sábado (23), 1.134 casos da Covid- 19. Entre os confirmados hoje, 62 (5,5%) são casos de pacientes hospitalizados e 1.072 (94,5%) são leves. Agora, a Paraíba totaliza 182.907 casos confirmados da doença, que estão distribuídos por todos os 223 municípios. Até o momento, 575.600 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados.

Também foram confirmados 13 novos óbitos desde a última atualização, sendo 07 deles nas últimas 24h. Os óbitos ocorreram entre os dias 13 de maio de 2020 e 23 de janeiro de 2021, sendo 05 em hospital privado e os demais em hospitais públicos. Com isso, o estado totaliza 3.968 mortes. O boletim registra ainda um total de 138.680 pacientes recuperados da doença.

Concentração de casos

Cinco municípios concentram 597 novos casos, o que corresponde a 52,6% dos casos registrados neste sábado. São eles: João Pessoa, com 346 novos casos, totalizando 46.855; Campina Grande, com 93 novos casos, totalizando 16.757; Sousa, com 71 novos casos, totalizando 4.371; Cabedelo, com 52 novos casos, totalizando 4.529; Pombal, com 35 novos casos, totalizando 1.847.

* Dados oficiais preliminares (fonte: e-sus VE, Sivep Gripe e SIM) extraídos às 10h do dia 23/01/2021, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

Óbitos

Até este sábado, 197 cidades paraibanas registraram óbitos por Covid-19. Os 13 óbitos confirmados neste boletim ocorreram entre residentes dos municípios de João Pessoa (4), Campina Grande (4), Esperança (1), Cuité (1), Salgado de São Felix (1), Serra Branca (1) e Sousa (1). As vítimas são 08 homens e 05 mulheres, com idades entre 67 e 90 anos. Diabetes foi a comorbidade mais frequente e 03 deles não apresentavam comorbidades.

Ocupação de leitos Covid-19

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 52%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 53%. Em Campina Grande estão ocupados 62% dos leitos de UTI adulto e no sertão 60% dos leitos de UTI para adultos. De acordo com o Centro Estadual de Regulação Hospitalar, 29 pacientes foram internados nas últimas 24h.

Cobertura Vacinal

O sistema do Programa Nacional de Imunização entrou no ar na tarde desta sexta (22). Neste sábado não houve atualização dos dados e permanece a informação de 423 doses aplicadas no estado da Paraíba. Tal número diverge dos dados já divulgados pelas Secretarias Municipais de Saúde uma vez que o sistema está instável e é necessário um período para adequação desses registros.

Os dados epidemiológicos com informações sobre todos os municípios e ocupação de leitos estão disponíveis em: www.paraiba.pb.gov.br/coronavirus

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Destaque

17ª avaliação aponta 200 cidades paraibanas classificadas como bandeira amarela no Plano Novo Normal

Publicado há

em

Por

O Governo da Paraíba publicou, neste sábado (23), a 17ª avaliação do Plano Novo Normal Paraíba que passa a vigorar a partir desta segunda-feira (25) (https://paraiba.pb.gov.br/diretas/saude/coronavirus/novonormalpb ). O documento aponta que 90% das cidades paraibanas (200) estão classificadas na cor amarela; 20 municípios devem ter a mobilidade restrita, uma vez que estão classificados em bandeira laranja; e os municípios de Cacimba de Dentro, Mulungu e Tacima são os únicos classificados na bandeira verde. Não há municípios avaliados na bandeira vermelha, que indica mobilidade impedida.

O secretário executivo de Gestão de Rede de Unidades de Saúde, Daniel Beltrammi, atribui a estabilidade nesta fase da avaliação às medidas preventivas adotadas em dezembro pelo Governo da Paraíba e ratificadas pelos Ministérios Públicos e Poder Judiciário, que “foram capazes de mitigar parte considerável dos efeitos negativos cumulativos das grandes aglomerações que se dariam em função das festividades de final de ano”.

Os esforços para que se contenham as evoluções da situação pandêmica para pior devem ser mantidos e dependem da decisão de cada uma das pessoas em seguir protegendo suas vidas por meio dos métodos e comportamentos reconhecidamente efetivos para conter a disseminação do novo coronavírus. Beltrammi alerta para os cuidados que ainda devem ser adotados na temporada de veraneio e carnaval:  “Merecem máximo empenho de todas as paraibanas e paraibanos no sentido de seguirem usando máscaras com frequência, não se aglomerar”

Taxa de Reprodução Viral – Os números efetivos de reprodução viral (Rt) têm assumido trajetória de crescimento estável no estado. Os dados são do Observatório de Síndromes Respiratórias da Universidade Federal da Paraíba (https://obsrpb.shinyapps.io/rt_estim/ ).

O Brasil, em 22/01/2021, apresentou comportamento da média móvel dos últimos 14 dias de Rt de 1,1046; acima de 1,0; logo demonstrando alto potencial de disseminação viral sustentada e com tendência de estabilidade. A Paraíba apresentou, em 22/01/2021, comportamento da média móvel dos últimos 14 dias de Rt 1,0604; e Rt diário de 1,0803, o que representa tendência de transmissibilidade ativa do novo coronavírus no estado.

A análise dos dados indica que “há riscos reais e sustentados de crescimento persistente dos números de casos, internações hospitalares e óbitos nas próximas duas quinzenas, no Estado da Paraíba”, afirma Daniel.

O relatório também faz menção ao início da campanha de vacinação contra a Covid-19 que já começou em todas as cidades da Paraíba, porém o secretário reforça que “a chegada das vacinas representa uma importante ferramenta para combatermos este inimigo invisível, mas não pode ser motivo para que abandonemos o uso de máscaras, manutenção do distanciamento social e lavagem das mãos. Não é tempo para aglomerações em festas, celebrações, almoços e jantares, mesmo que ao ar livre durante o verão. Os riscos de contágio pela Covid-19 seguem elevados em toda Paraíba. É tempo de cuidado e autoproteção!”

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Destaque

Justiça concedeu liminar favorável a agentes de saúde em Tacima – PB

Publicado há

em

Justiça concedeu liminar favorável a agentes de saúde em Tacima – PB

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

⚡EM ALTA

Copyright © 2021 Portal Mídia Orgulhosamente criado com ❤️ por FNX CORPORATION.