CONECTE-SE CONOSCO

Notícias

Inep divulga cartão de confirmação com local de prova do Enem 2020

Publicado há

em

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) disponibilizou nesta terça-feira (5) o cartão de confirmação de inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), por meio do qual os inscritos podem consultar o local onde devem fazer a prova.

O cartão está disponível desde o início da manhã, segundo o Inep. No documento, constam também informações como número de inscrição e o registro da hora e data do Enem. Consta, ainda no cartão, a confirmação de que o participante que pediu atendimento especializado será atendido. O mesmo serve para o inscrito que solicitou o tratamento pelo nome social.

O inscrito pode consultar o cartão na Página do Participante e também pelo aplicativo oficial do Enem. O Inep aconselha quem vai fazer as provas que imprima o documento e leve no dia de realização do exame, junto com o documento oficial com foto.

Segundo o Inep, o sistema tem funcionado sem problemas e algumas reclamações em redes sociais sobre dificuldade de acesso podem ter sido causadas por tentativas de acesso durante a madrugada, quando o cartão de confirmação ainda não estava disponível.

Datas

A atual edição impressa do Enem será nos dias 17 e 24 de janeiro. Num projeto piloto, o exame será realizado também numa versão digital para 100 mil inscritos, desta vez nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro. Ao todo, 5.783.357 inscritos foram confirmados.

Em alguns casos específicos, como quando houver problemas estruturais no local das provas, o exame poderá ser reaplicado. As datas para isso são 24 e 25 de fevereiro. Nessas datas, as provas serão aplicadas também para as pessoas que estiverem privadas de liberdade. Em todas as situações, o resultado do Enem está marcado para ser divulgado em 29 de março.

As datas da atual edição do Enem foram divulgadas em junho, após o Ministério da Educação anunciar o adiamento do exame, que seria realizado em novembro, em razão da pandemia de Covid-19. À época, estudantes fizeram campanha para que o governo ou o Congresso adiassem as provas.

Reaplicação por doença

Também poderá pedir para participar da reaplicação da prova em fevereiro quem estiver diagnosticado com Covid-19, nas primeiras datas de realização das provas. A solicitação poderá ser feita na Página do Participante do Enem.

O mesmo serve para outras doenças infectocontagiosas. São elas: coqueluche, difteria, doença invasiva por Haemophilus influenza, doença meningocócica e outras meningites, varíola, Influenza humana A e B, poliomielite por poliovírus selvagem, sarampo, rubéola, e varicela.

O Inep orienta o participante que seja acometido por sintomas de qualquer dessas doenças no dia ou na véspera da realização do Enem a entrar em contato também pela Central de Atendimento, no número 0800-616161, de modo a agilizar a análise do caso.

Com portalcorreio

Comente com seu Facebook

Davi Carrero é jornalista (DTR 3342-PB). Acadêmico de Direito e atua no Tribunal de Justiça da Paraíba lotado na 3• Vara Mista de Sapé.

Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias

O seu problema tem Solução, saiba como

Publicado há

em

Se você necessita de amparo, lembre-se que Deus jamais abandona um filho Dele!
As adversidades da vida por vezes nos traz tristeza, angústia e desgosto. Muitas vezes não sabemos o real sentido da nossa vida, pensamos até mesmo em desistir.
Por vezes estamos preocupados com o desemprego, problemas familiares, ou até mesmo um problema de saúde.
Mas saiba que para todos os problemas existe uma solução.
Sabemos que para superarmos muitas das coisas necessitamos de pessoas que possam nos amparar, pra nos aconselhar, para nos apontar o caminho do bem, para nos apoiar em nossas decisões; sozinho é sempre mais difícil.
Temos a convicção que não estamos nesse planeta para sofrermos, caso contrário não teria sentido vivermos para chorar tristezas diariamente.

Quer alguém para conversar e ajudar a superar os problemas, dando Luz e trazendo Esperança a sua vida?
CLIQUE AQUI ou chame diretamente no whatsapp 83 9 9135-5996.

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Notícias

Três agências do Banco do Brasil devem encerrar as atividades na Paraíba

Publicado há

em

Entre as ações do processo denominado de ‘reestruturação’, três agências do Banco do Brasil devem ser fechadas na Paraíba. A informação foi confirmada ao Portal T5 pela assessoria de comunicação da instituição, que prevê mudanças nas estruturas já a partir do mês de fevereiro.

As agências a serem fechadas são as dos bairros dos Bancários e Tambiá (João Pessoa) e Jardim Paulistano (Campina Grande).

Além do fechamento, ao menos outras seis filiais devem se tornar postos de atendimento no interior do estado. As mudanças no Banco do Brasil devem gerar demissões de até 5 mil funcionários.

Em protesto, o sindicato dos Bancários da Paraíba, articula – junto aos colaboradores, mobilizações. Lindonjhonson Araújo, presidente da instituição detalhou as ações.

Estamos fazendo um movimento de protesto. O que acontecerá com o Banco do Brasil não se trata de reestruturação, e sim desmonte. Tem agência que vai passar de agência pra posto de atendimento – afetando principalmente os clientes do interior”.

Temos uma mobilização programada para o dia 29 desse mês. Serão 24 horas de protesto. Amanhã, inclusive, todo mundo estará de preto, em protesto. Estamos discutindo novas possibilidades”, completou.

t5

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Notícias

Ministério da Saúde estimula usar hidroxicloroquina para tratar Covid até em bebês

Publicado há

em

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) — Na contramão do que dizem entidades médicas, o Ministério da Saúde lançou neste ano o aplicativo TrateCOV, que sugere a prescrição de hidroxicloroquina, cloroquina, ivermectina, azitromicina e doxiciclina, a partir de uma pontuação definida pelos sintomas do paciente após o diagnóstico de Covid-19.

O aplicativo, indicado para auxiliar os profissionais de saúde na coleta de sintomas e sinais de pacientes contra a Covid-19, receita hidroxicloroquina em qualquer idade, não importa se for bebê ou idoso.

Entretanto, a Associação Médica Brasileira (AMB) e a Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) alertaram em uma nota conjunta que as evidências científicas demonstram que nenhuma medicação tem eficácia na prevenção ou no tratamento precoce.

“Pesquisas clínicas com medicações antigas indicadas para outras doenças e novos medicamentos estão em andamento. Atualmente, as principais sociedades médicas e organismos internacionais de saúde pública não recomendam o tratamento preventivo ou precoce com medicamentos, incluindo a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária)”, disse em nota.

No site do Ministério da Saúde a informação é de que o TrateCOV sugere algumas opções terapêuticas disponíveis na literatura científica atualizada, sugerindo a prescrição de medicamento. A intenção é oferecer um tratamento precoce com uso de medicações antivirais.

O próprio ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, lançou o aplicativo em Manaus. Até o momento, 342 profissionais já foram habilitados. A intenção é ampliar o uso para outras regiões do país.

Apesar do lançamento, o ministro tem mudado o discurso. Ele disse, nesta segunda-feira (18), que a pasta não tem protocolo sobre uso de medicamentos como a hidroxicloquina contra a Covid-19.

“Nós defendemos, incentivamos e orientamos que a pessoa doente procure imediatamente o posto de saúde, procure o médico. E o médico faça o diagnóstico clínico do paciente. Este é o atendimento precoce. Que remédios o médico vai prescrever, isso é foro íntimo do médico com seu paciente. O ministério [da Saúde] não tem protocolos sobre isso, nem poderia ter. Não é missão do ministério definir protocolo para o tratamento. Tratamento é uma coisa, atendimento é outra”, declarou Pazuello, em coletiva de imprensa.

Uma das primeiras missões de Pazuello quando assumiu a Saúde interinamente foi ampliar o uso da hidroxicloroquina para o tratamento contra a Covid, o que havia levado à saída de seu antecessor, Nelson Teich.

A pasta também já divulgou um gráfico em que associava, de forma errônea, a redução de mortes por Covid a uma primeira versão do documento (de maio do ano passado), citando como “tratamento precoce”.

O presidente Jair Bolsonaro é um defensor do uso de cloroquina, ivermectina e azitromicina para o tratamento contra a Covid.

No sábado (16), o Twitter marcou como enganosa e potencialmente prejudicial uma publicação do Ministério da Saúde que colocava o “tratamento precoce” como estratégia de combate ao coronavírus.

Na manhã desta segunda, mesmo após diretores da Anvisa terem dito no domingo (17) que não há alternativa terapêutica contra a doença, Bolsonaro voltou a defender o tratamento precoce.

“Não desistam do tratamento precoce. Não desistam, tá? A vacina é para quem não pegou ainda. E esta vacina que está aí [Coronavac] é 50% de eficácia. Ou seja, se jogar uma moedinha para cima, é 50% de eficácia. Então, está liberada a aplicação no Brasil”, disse Bolsonaro a apoiadores.

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

⚡EM ALTA

Copyright © 2021 Portal Mídia Orgulhosamente criado com ❤️ por FNX CORPORATION.