CONECTE-SE CONOSCO

Notícias

Campanha da Fraternidade 2021: Secretário-geral da CNBB critica ‘radicalizações’

Publicado há

em

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) lançou, nesta quarta-feira (16), a Campanha da Fraternidade 2021 que tem como tema “Fraternidade e Diálogo: compromisso de amor“. Em pronunciamento, o secretário-geral da entidade, Dom Joel Portella Amado, criticou radicalizações e polarização no Brasil.

“É triste ver que o nosso tempo vem representando a marca das radicalizações, das polarizações que dizem respeito às pessoas, em especial as mais simples, mais vulnerabilizadas. Nosso tempo necessita que radicalizemos a fraternidade e a união”, defendeu.

O texto-base, que justifica a escolha do tema da campanha, gerou polêmica ao reprovar a “negação da ciência” durante a pandemia de Covid-19, criticar a atuação do governo federal no combate ao coronavírus e igrejas que não respeitaram o distanciamento social.

Além disso, o documento citou números da violência contra mulheres, negros, indígenas e pessoas LGBTIQ+ (saiba mais abaixo).

O que disse o Papa

Em mensagem enviada à CNBB, nesta Quarta-feira de Cinzas, o Papa Francisco pediu que fieis orem pelas vítimas da Covid-19 e pelos profissionais de saúde, além de defender o tema. “A Campanha da Fraternidade lembra que são os cristãos os primeiros a ter que dar exemplo, começando pela prática do diálogo ecumênico”, escreveu.

“Precisamos vencer a pandemia, e nós o faremos à medida em que formos capazes de superar as divisões e nos unirmos em torno da vida”, escreveu o papa.

Polêmicas

O texto-base deste ano foi escrito por membros do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (Conic), com o aval da direção-geral da CNBB. O texto cita crimes contra minorias e a relação com posicionamentos conservadores.

“Estes homicídios são efeitos do discurso de ódio, do fundamentalismo religioso, de vozes contra o reconhecimento dos direitos das populações LGBTQI+ e de outros grupos perseguidos e vulneráveis”, diz texto da Campanha da Fraternidade.

Quanto ao poder público frente à pandemia, o texto-base cita ainda que “o governo brasileiro não adota políticas efetivas no combate à Covid-19”, e que a pandemia “dilacerou famílias e deixou espaços vazios na cultura nacional“.

O documento diz ainda que “algumas igrejas reivindicaram o direito de permanecerem abertas, realizando suas celebrações, apesar das aglomerações causarem contaminações e mortes”.

Debate

Em decorrência da pandemia do novo coronavírus, o lançamento da Campanha da Fraternidade ocorreu pela internet.

Em vídeo gravado para a cerimônia online, o secretário-geral Dom Joel Portella Amado, não citou expressamente a violência contra a comunidade LGBTQI+ ou aos negros vítimas de crimes no país, como a vereadora Marielle Franco, lembrada no texto-base da campanha. No entanto, mencionou o movimento internacional de defesa das vidas negras.

“Em 2020, fomos marcados por muitas situações e muitas palavras. Uma das palavras, sem dúvida, foi o grito de socorro por não poder respirar. Um grito que tomou várias formas, desde maio do ano passado, com a morte do George Floyd, até cada pessoa que morreu pela falta de oxigênio em Manaus e em outras localidades da querida Amazônia”, disse Dom Joel.

O bispo defendeu ainda a harmonia entre os pontos de vistas diferentes. “Não se trata de querer que todos pensem do mesmo modo, pois Deus não nos criou clones. Trata-se, por bem, de perceber que o diferente é o convite do encontro. E o encontro se faz através do diálogo”, afirmou.

Diferente dos anos anteriores, a CNBB não participou da coletiva de imprensa para questionamentos sobre a campanha da fraternidade. As perguntas foram respondidas por representantes do Conic.

Questionado pelo G1 sobre as críticas negativas que o tema recebeu, inclusive de que o texto-base seria “ideologizado”, Dom Maurício Andrade, representante da Igreja Anglicana, argumentou:

“A gente não pode dizer que a campanha da fraternidade é algo ideologizado, pois assim podemos dizer que todas as campanhas ocorreram nessa direção. As campanhas sempre trazem um tema envolvendo desafios da sociedade, esse tem sido o princípio.”

Para o bispo, a campanha é “importante para o contexto [atual]”. “Temos sido abalados por gestos, histórias e notícias de violências e de ódio em todos os sentidos. Quando a campanha nos traz essa chamada para se envolver no diálogo, é missão da igreja”, disse.

“É importante a gente perceber que o mundo é plural, o mundo não é incolor. A vida é diversidade. Nessa diversidade, eu vou compreender que alguma pessoa não vai utilizar o material da campanha da fraternidade, como deve ter acontecido em outros anos, mas precisamos nos manter abertos para o diálogo”, afirmou Dom Maurício.

 

Campanha da Fraternidade

A campanha é tradicionalmente realizada pela Igreja Católica em parceria com instituições cristãs desde a década de 1960. A confederação representa os bispos do país e funciona como uma espécie de entidade de classe. A adesão à campanha não é obrigatória e depende de cada diocese.

O lançamento do tema ocorre sempre na Quarta-feira de Cinzas, quando tem início a Quaresma – período de 40 dias que antecede a Páscoa. O assunto é difundido nas celebrações e programações da comunidade religiosa.

g1

Comente com seu Facebook

Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias

Prefeitura de Bananeiras adere a consórcio para compra de vacinas contra a Covid-19

Publicado há

em

Prefeitura de Bananeiras adere a consórcio para compra de vacinas contra a Covid-19

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Notícias

Acidente com vítima fatal na rodovia que liga Itapororoca a Mamanguape

Publicado há

em

Acidente com vítima fatal na rodovia que liga Itapororoca a Mamanguape

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Notícias

Radialista José Feliciano tem piora em seu estado de saúde e respira por aparelhos

Publicado há

em

Radialista José Feliciano tem piora em seu estado de saúde e respira por aparelhos

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

⚡EM ALTA

Copyright © 2021 Portal Mídia Orgulhosamente criado com ❤️ por FNX CORPORATION.