CONECTE-SE CONOSCO

Destaque

Plano Novo Normal: Paraíba tem 62% dos municípios em bandeira laranja

Publicado há

em

A avaliação mais recente do Plano Novo Normal com a análise situacional da pandemia da Covid-19 no Estado, divulgada neste sábado (20), mostra que houve um aumento significativo na quantidade de municípios que transitaram para as classificações mais restritivas. De acordo com esse 19º levantamento, 99% dos municípios paraibanos figuram nas bandeiras amarela, laranja e vermelha – esta última aumenta as restrições de mobilidade nos locais classificados. As bandeiras levam em conta indicadores como: percentual de novos casos, letalidade (óbitos), ocupação da rede hospitalar da região e percentual de isolamento social. Baía da Traição é o único dos 223 municípios paraibanos que está em bandeira verde.

Na 19ª avaliação, 62% dos municípios paraibanos encontram-se em bandeira laranja, esboçando um crescimento expressivo de 527% em relação à 18ª avaliação, na qual cerca de 10% dos municípios encontravam-se nesta bandeira. Até a análise anterior, a Paraíba não tinha cidades em bandeira vermelha. Já na avaliação atual, que passa a vigorar nesta segunda-feira (22), os municípios de Igaracy, Catingueira, São José do Bonfim, São Mamede, Cuité de Mamanguape e Cacimbas compõem os 2,4% de localidades classificadas em vermelho, com recomendação de restrição de mobilidade e serviços.

De acordo com o secretário executivo de Gestão da Rede de Unidades de Saúde, Daniel Beltrammi, as medidas adotadas pelo Governo do Estado da Paraíba, entre os dias 12 e 17 de fevereiro, dedicadas a atenuar os riscos e efeitos negativos do período carnavalesco, não receberam a adesão necessária de parte da população paraibana e destaca que a temporada de verão no litoral e balneários paraibanos merece o máximo empenho de todas as paraibanas e paraibanos no sentido de seguirem usando máscaras com frequência e não continuarem se aglomerando.

“Muitas pessoas seguiram reunindo-se em festividades, bares e restaurantes, abandonando o uso de máscaras e colocando em risco, não apenas sua própria saúde, mas também a de todas as pessoas com quem convivem. É preciso ter em mente que o mês de janeiro e a primeira quinzena do mês de fevereiro de 2021 foram marcados por expressivo aumento das ocupações dos leitos hospitalares dedicados à Covid-19, em especial dos leitos de terapia intensiva dedicados a pacientes adultos. Os números desta avaliação refletem o repique no estado”, ressaltou.

Entre 23 de janeiro e 06 de fevereiro, foram internadas para tratamento da Covid-19 em rede pública referenciada no estado 340 pessoas. Já no período seguinte, de 07 a 20 de fevereiro, foram internados 458 pacientes. Em números absolutos, isso significa um aumento de 118 internações apenas em leitos SUS. Ainda de acordo com a avaliação do Novo Normal, a Paraíba apresenta 35% dos municípios na bandeira amarela, uma redução de 54% em relação à avaliação anterior. Já a bandeira verde teve sua participação reduzida de 1% para 0,4% dos municípios paraibanos.

“Mudanças da situação epidemiológica que venham a afetar o sistema de saúde devem ser alvo de medidas efetivas imediatas, para que se possa conter ainda piores desdobramentos, na forma de crescimentos acelerados de casos, óbitos e internações hospitalares, o que poderá agravar ainda mais as dimensões de sofrimento humano e social em todo estado. O coronavírus depende de encontros e convívio social com proximidade entre pessoas para continuar se propagando. A decisão de manter-se seguro e protegido individualmente é fundamental para a saúde de todos”, reforça o secretário executivo.

A análise da 19ª avaliação do Plano Novo Normal ratifica a recomendação de máxima atenção dos gestores e autoridades sanitárias municipais no sentido de garantir o monitoramento efetivo dos indivíduos com sintomas gripais relacionados à Covid-19 (tosse seca, dor no corpo, cefaleia, febre, dor de garganta, perda de olfato e do paladar) e de seus contatos próximos, por meio das equipes da saúde da família na atenção primária, recomendando-se a coleta de swab nasal dos sintomáticos, para realização do exame diagnóstico de maior acurácia para Covid-19, o RT-PCR, pelo Laboratório Central de Saúde Pública da Paraíba (Lacen-PB).

Comente com seu Facebook

Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Camila afirma que fechamento de escolas causa prejuízos aos estudantes e suas famílias

Publicado há

em

Por

EDUCAÇÃO

A deputada estadual Camila Toscano (PSDB) defendeu, nesta quinta-feira (25), durante sessão especial na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), ações mais efetivas do Governo do Estado para que as escolas possam ser reabertas em toda Paraíba cumprindo todas as medidas de segurança contra a covid-19. A parlamentar disse que o fechamento das instituições de ensino está causando consequências graves na vida dos estudantes e também da sua família.

“Estamos com as escolas fechadas há quase um ano. A gente precisa ver uma movimentação na educação e o Governo do Estado tem que buscar alternativas que garantam o retorno às aulas. Não podemos ficar reféns da vacina, pois não sabemos quando estaremos todos imunes. A falta de aulas e da presença dos estudantes nas escolas e nas creches influencia diretamente na vida de toda uma família. Vemos que temos dentro disso tudo um aspecto social e econômico”, destacou Camila.

De acordo com a deputada, as aulas remotas não garantem a boa educação dos estudantes e sequer asseguram a educação, uma vez que muitos estudantes não têm sequer o que comer, imagine recursos tecnológicos. Camila defende que é indispensável a responsabilização das autoridades públicas, nas três esferas (municipal, estadual e federal) para solucionar o problema da volta às aulas.

Durante a sessão, a deputada cobrou uma movimentação da Secretaria de Educação para dar condições de voltar as aulas independente da vacina. “Não podemos esperar por um dia em que estaremos todos vacinados para garantirmos condições da volta às aulas. É de extrema urgência que o Estado adote medidas que garantam a segurança de um retorno o mais rápido possível”, disse.

 

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Destaque

Marcus Diôgo diz que comércio de Guarabira não será fechado, mas fará fiscalização

Publicado há

em

Por

O prefeito de Guarabira, Marcus Diogo reuniu a imprensa na manhã desta sexta-feira (26) na Câmara Municipal para dar esclarecimentos à respeito do novo Decreto do Governo Estadual no tocante as ações de combate ao Coronavirus. Um dos questionamentos foi no tocante ao funcionamento do comercio local. Foi perguntado se haveria a possibilidade de ser fechado e o prefeito disse que não será fechado mas que haverá uma fiscalização rigorosa. Veja a coletiva de imprensa que foi transmitida ao vivo pela TVMidia

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Destaque

TOQUE DE RECOLHER: homem com mandado de prisão por furto é preso em Guarabira

Publicado há

em

Por

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

⚡EM ALTA

Copyright © 2021 Portal Mídia Orgulhosamente criado com ❤️ por FNX CORPORATION.