CONECTE-SE CONOSCO

Destaque

Desemprego fica em 14,2% no trimestre terminado em janeiro e atinge 14,3 milhões de pessoas

Publicado há

em

Brasil registra 14,3 milhões de desempregados entre novembro e janeiro, diz IBGE

O desemprego no Brasil ficou em 14,2% no trimestre encerrado em janeiro, segundo divulgou nesta quarta-feira (31) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Trata-se da maior taxa da série histórica já registrada para o período.

Já número de pessoas desempregadas atingiu 14,3 milhões, contra 11,9 milhões de pessoas há 1 ano.

Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad). No levantamento anterior, referente ao trimestre encerrado em dezembro, a taxa de desemprego estava em 13,9%, com 13,9 milhões de desempregados.

Evolução da taxa de desemprego — Foto: Economia G1

Evolução da taxa de desemprego — Foto: Economia G1

Na comparação com o trimestre anterior, de agosto a outubro de 2020 (14,3%), o IBGE considerou que a taxa de desemprego ficou estatisticamente estável. Já em relação ao mesmo trimestre móvel de 2020 (11,2%), a alta foi de 3 pontos percentuais.

“Embora a taxa de desocupação tenha ficado estável em 14,2% frente ao trimestre anterior, é a mais alta para um trimestre até janeiro”, destacou o IBGE.

 

A maior até então para o período de novembro a janeiro, na série iniciada em 2012, tinha sido a de 2017 (12,6%).

Em 1 ano, aumento de 2,4 milhões de desempregados

 

Na avaliação do IBGE, o contingente de 14,3 milhões de desempregados ficou estável frente ao trimestre de agosto a outubro de 2020 (14,1 milhões de pessoas). Em 1 ano, porém, houve alta de 19,8% (mais 2,4 milhões de pessoas) no número de desocupados no país.

O IBGE considera como desempregado apenas os trabalhadores que efetivamente procuraram emprego nos últimos 30 dias anteriores à realização da pesquisa.

Número de ocupados no Brasil tem leve alta

 

Já o contingente de pessoas ocupadas aumentou 2% e chegou a 86 milhões. Isso representa 1,7 milhão de pessoas a mais no mercado de trabalho em relação ao trimestre encerrado em outubro.

A população ocupada, no entanto, ficou 8,6% abaixo da registrada há 1 ano (8,1 milhões de pessoas a menos).

Já o nível de ocupação, que é o percentual de pessoas ocupadas na população em idade de trabalhar, ficou em 48,7%. Ou seja, menos da metade da população em idade para trabalhar estava ocupada no país.

“Apesar de perder força em relação ao crescimento observado no trimestre encerrado em outubro, a expansão de 2% na população ocupada é a maior para um trimestre encerrado em janeiro. Esse crescimento ainda tem influência do fim de ano, já que novembro e dezembro foram meses de crescimentos importantes”, afirmou a analista da pesquisa, Adriana Beringuy.

Trabalho informal x formal

 

Segundo o IBGE, a maior parte do aumento na ocupação veio do trabalho informal, com os seguintes destaques:

  • número de empregados sem carteira assinada subiu 3,6% em relação ao trimestre anterior, o que representa um aumento de 339 mil pessoas;
  • contingente de trabalhadores por conta própria sem CNPJ aumentou em 4,8% no mesmo período, totalizando 826 mil pessoas a mais;
  • Trabalhadores domésticos sem carteira somaram 3,6 milhões de pessoas, com crescimento de 5,2% frente ao trimestre anterior.

 

Já número de empregados com carteira de trabalho assinada somou 29,8 milhões de pessoas, com estabilidade frente ao trimestre anterior e queda de 11,6% frente ao mesmo período de 2020. Em 1 anos, são 3,9 milhões de trabalhadores com carteira assinada a menos no setor privado, segundo o IBGE.

taxa de informalidade ficou em 39,7% da população ocupada, reunindo um total de 34,1 milhões de trabalhadores informais. No trimestre anterior, a taxa havia sido 38,8% e no mesmo trimestre de 2020, 40,7%.

Falta de trabalho atinge 32,4 milhões de brasileiros

 

Número de subutilizados chegou a 32,4 milhões, ficando estatisticamente estável frente ao trimestre anterior, mas com alta de 22,7% (mais 6 milhões de pessoas) em relação a igual trimestre de 2020. Dentre eles, 5,9 milhões desistiram de procurar uma oportunidade no mercado de trabalho, os chamados desalentados.

O contingente classificado pelo IBGE como trabalhadores subutilizados reúne, além dos desempregados, os desalentados, aqueles que estão subocupados (trabalham menos de 40 horas semanais), e os que poderiam estar ocupados, mas não trabalham por motivos diversos.

taxa de subutilização ficou em 29%, contra 29,5% no trimestre de agosto a outubro de 2020 e de 23,2% no mesmo trimestre de 2020.

Serviços domésticos e agricultura são destaques

 

Variação do número de vagas, por ramo de atividade — Foto: Economia G1

Variação do número de vagas, por ramo de atividade — Foto: Economia G1

 

Dos 10 grupamentos de atividades pesquisadas, o IBGE avaliou que apenas 3 tiveram variação acima da estabilidade estatística no número de ocupados no trimestre encerrado em janeiro, na comparação com o trimestre anterior:

  • Serviços domésticos: aumento de 4,8% no número de ocupados ou 228 mil pessoas a mais no mercado
  • Agricultura: alta de 2,7%, ou mais 225 mil pessoas
  • Informação, Comunicação e Atividades Financeiras, Imobiliárias, Profissionais e Administrativas: aumento de 3,1%, ou mais 313 mil pessoas

 

Renda média cai

 

Com um maior número de trabalhadores informais ocupados, o rendimento médio habitualmente recebido caiu 2,9% frente ao trimestre encerrado em outubro de 2020 e foi estimado em R$ 2.521. Na comparação com o mesmo período do ano anterior, houve estabilidade.

A massa de rendimento real habitual ficou estável na comparação com o trimestre anterior, sendo estimada em R$ 211,4 bilhões. Já na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior, a queda de 6,9% representa uma redução de R$ 15,7 bilhões.

Perspectivas

 

Indicadores antecedentes têm mostrado uma queda no ritmo da atividade econômica e da confiança de empresários e consumidores neste começo de ano em meio ao agravamento da pandemia.

Mesmo com a reação do emprego formal nos últimos meses, economistas avaliam que uma melhora mais consistente do mercado de trabalho só deverá ser observada no segundo semestre, a depender também do avanço da vacinação e da redução das incertezas econômicas.

A média das projeções do mercado para o crescimento do PIB em 2021 tem sido revisada para baixo e está atualmente em 3,18%, segundo a última pesquisa Focus do Banco Central.

G1

Comente com seu Facebook

Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Ministério Público recomenda a Prefeita de Belém a não realizar rateio dos precatórios do FUNDEF

Publicado há

em

O Ministério Público da Paraíba emitiu recomendação para que o município não realize rateio dos recursos do FUNDEF. O MP entende que os recursos pertencem a municipalidade para investimentos na Educação, conforme plano estratégico que deve ser apresentando pela gestora.

A prefeita do Município de Belém, a senhora Aline Barbosa, já havia anunciado que iria realizar o rateio entre os professores que eram docentes na época do FUNDEF.

Há uma movimentação de todos os professores dos municípios para tentarem receber tais valores. Os docentes que não faziam parte dos quadros das prefeituras em meados dos anos 2000 também tentam receber, apesar de não estarem no quadro do município na época do FUNDEF.

O Ministério Público busca que os valores sejam utilizados para a melhoria dos serviços de educação e não para pagamento de professores e consequente os honorários dos advogados. O TCU e o TCE já se pronunciaram no mesmo sentido que o Ministério Público.

Caso descumpra a recomendação, a prefeita deverá responder uma Ação Civil Pública.

Confira a recomendação do Ministério Público CLICANDO AQUI!

portaldobrejo

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Destaque

VOTAÇÃO: TROFÉU TVMÍDIA MELHORES DO ANO 2021 GUARABIRA

Publicado há

em

Categoria Especial

VOTE CLICANDO AQUI!

——————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————

Melhor Provedor de Internet

VOTE CLICANDO AQUI!

——————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————————

Melhor Site de Notícias

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Emissora de TV

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor PodCast

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Estúdio de Fotografia

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Emissora de Rádio FM

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Faculdade Presencial

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Faculdade EAD

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Escola Técnica

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Professor(a)

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Ensino Médio

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Ensino Infantil

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Curso Preparatório

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Colégio de Ensino Regular – Fundamental

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Clínica de Guarabira

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Clínica Estética

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Clínica Odontológica

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Clínica Radiológica e Diagnóstico por Imagem

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Laboratório Clínico

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Pediatra

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Enfermeiro(a)

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Médico Veterinário

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Dentista

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Psicólogo(a)

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Consultório Médico

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Farmácia

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Personal Trainer

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Academia

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Pet Shop

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Loja de Fardamentos

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Loja de Decoração de Festas

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Loja de Calçados

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Loja de Artigos de Festa e Descartáveis

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Loja de Acessórios e Bijuterias

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Lojas de Materiais de Construção

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Loja de Joias e Semijoias

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Lojas de Variedades

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Lojas de Vestuário Infantil

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Lojas de Maquiagem

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Loja de Roupas

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Perfumaria

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Salão de Beleza

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Indústria do Ramo Vestuário

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Relojoaria

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Loja de Móveis

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Ótica

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Papelaria

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Barbearia

VOTE CLICANDO AQUI!


Indústrias no Ramo Alimentício

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Pizzaria

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Frigorífico

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Super Mercado

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Panificadora

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Restaurante

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Casa de Recepção

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Parque de Vaquejada

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Posto de Combustíveis

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Agência de Veículos

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Motel

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Funerária

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Artista Plástico

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Engenheiro(a) Civil

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Escritório de Advocacia

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Advogado(a)

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Secretário Municipal

VOTE CLICANDO AQUI!


Melhor Vereador(a)

VOTE CLICANDO AQUI!

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Destaque

MATEUS FERNANDES FAZ COBERTURA COMPLETA DA FAROFA DA GKAY 2021

Publicado há

em

Nosso produtor e Influencer guarabirense Mateus Fernandes esteve presente em um dos maiores eventos do Brasil atualmente, a Farofa da Gkay, que é sua fiel parceira de trabalho há tantos anos. A quarta edição da farofa foi sediada na cidade de Fortaleza e fez a capital cearense parar com a presença de famosos de todo o Brasil.

Em seu Instagram, o Mateus postou um vlog mostrando seu trajeto até chegar no hotel do evento e mostrando todos os bastidores e acontecimentos, incluindo o “retorno” do aviões do forró, reconciliação da Gkay com Carlinhos Maia e muita fofoca dos famosos

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

⚡EM ALTA

Copyright © 2021 Portal Mídia Orgulhosamente criado com ❤️ por FNX CORPORATION.