CONECTE-SE CONOSCO

Policial

Preso há dois anos, cantor é solto depois de provar inocência

Publicado há

em

Acusado em 2019 por invadir granjas no litoral sul da Paraíba, Heverton Felipe ficou detido por dois anos no presídio do Róger, em João Pessoa.

Preso há dois anos, cantor é solto depois de provar inocência

(Imagem: Reprodução / TV Tambaú)

O cantor Heverton Felipe, conhecido como Felupe, de 26 anos, foi solto na manhã desta quarta-feira (21) após passar dois anos preso na Penitenciária Desembargador Flósculo da Nóbrega, no bairro do Róger, em João Pessoa.

O artista foi preso preventivamente em 2019 por ser acusado de associação criminosa e invasão de granjas no litoral sul da Paraíba. Nesta quarta, os advogados do cantor conseguiram provar a inocência.

“Não tem justiça. A justiça foi feita por Deus e não pelo homem. É uma sensação de injustiça porque enquanto eu estava preso uma pessoa que cometeu o crime ficou solta e eu perdi dois anos da minha vida longe do meu filho, da minha família. Agora é reconstruir a minha vida e sair daqui de cabeça erguida”, lamentou.

O advogado Roberto Nascimento provou à Justiça que o artista estava em outro local no momento do crime. “Ele estava em uma festa de aniversário com alguns colegas enquanto o crime estava ocorrendo. O nosso escritório e a equipe jurídica conseguiram demonstrar isso no processo e agora o juiz reconhecidamente acertou a decisão e declarou a inocência do acusado Heverton”, disse.

Além do cantor, outras três pessoas acusadas no processo foram absolvidas.

portalt5

Comente com seu Facebook

Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Carro pega fogo no condomínio águas da serra em bananeiras/PB.

Publicado há

em

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Destaque

Polícia ainda não identificou homens que arrombaram loja de roupas e acessórios em Guarabira.

Publicado há

em

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Policial

Polícia apreende armas de fogo e prende suspeitos de aterrorizar moradores na região de Gurinhém

Publicado há

em

A Polícia Militar começou a semana com a apreensão de três armas de fogo, desarticulação de um ponto de tráfico de drogas e a prisão de dois suspeitos que estavam aterrorizando moradores na cidade de Gurinhém, município que fica a cerca de 80 quilômetros de distância de João Pessoa. A ocorrência policial foi registrada no fim da tarde dessa segunda-feira (26).

Policiais da Força Tática do 8º Batalhão já vinham diligenciando em busca de suspeitos que estavam postando vídeos em redes sociais exibindo armas de fogo, exaltando grupos criminosos e ameaçando a população, desde o último domingo, quando foram informados da localização dos suspeitos. Na investigação de um local apontado como ponto de tráfico, no conjunto Vila Nova, os suspeitos tentaram fugir, mas foram cercados pelos policiais.

Segundo o relato da Força Tática, os criminosos trocaram tiros com a PM e um dos suspeitos, que tem 34 anos de idade e que já respondia a outros crimes no regime semiaberto, foi atingido e encaminhado para o hospital onde recebeu atendimento médico. O outro suspeito detido no local tinha 43 anos. Após o confronto, a PM localizou e apreendeu dois revólveres, uma pistola, 40 munições, e mais de 20 porções de substância semelhante à maconha.

Todo o material apreendido e o suspeito preso no local foram apresentados na Delegacia da Polícia Civil em Itabaiana. O segundo suspeito segue em custódia até receber alta médica, quando também será apresentado na delegacia para as devidas apurações.

Secom 

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

⚡EM ALTA

Copyright © 2021 Portal Mídia Orgulhosamente criado com ❤️ por FNX CORPORATION.