CONECTE-SE CONOSCO

Notícias

Lewandowski suspende a antecipação de vacina a policiais e professores

Publicado há

em

Oministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski decidiu hoje (3) suspender a decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) que manteve o decreto estadual incluindo profissionais das forças de segurança e da educação no grupo prioritário para vacinação contra a covid-19. Com a decisão, deverá ser seguida a ordem de vacinação estabelecida pelo Ministério da Saúde.

Lewandowski atendeu ao pedido de liminar feito pela Defensoria Pública do  Rio, que alegou que o decreto não teve motivações técnicas para antecipar em sete posições a vacinação das categorias em relação ao plano de imunização.

Na decisão, o ministro entendeu que as autoridades locais só podem fazer alterações no plano de vacinação se estiverem amparadas em critérios técnicos.

“As autoridades governamentais, acaso decidam promover adequações do plano às suas realidades locais, além da necessária publicidade das suas decisões, precisarão, na motivação do ato, explicitar quantitativamente e qualitativamente as pessoas que serão preteridas, estimando o prazo em que serão, afinal, imunizadas”, disse.

O ministro do STF também alertou que os gestores podem ser responsabilizados no caso de falta da segunda dose da vacina em função de mudanças feitas no calendário de vacinação.

“Isso sem prejuízo do escrupuloso respeito ao prazo estabelecido pelos fabricantes das vacinas – e aprovado pela Anvisa – para a aplicação da segunda dose do imunizante naquelas pessoas que já receberam a primeira, sob pena de frustrar-se a legítima confiança daqueles que aguardam a complementação da imunização, em sua maioria idosos e portadores de comorbidades, como também de ficar caracterizada, em tese, a improbidade administrativa dos gestores da saúde pública local, caso sejam desperdiçados os recursos materiais e humanos já investidos na campanha de vacinação inicial”, afirmou.

Com informações da Agência Brasil

Comente com seu Facebook

Davi Carrero é jornalista (DTR 3342-PB). Acadêmico de Direito, atua no Tribunal de Justiça da Paraíba - TJPB.

Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias

LIVE LOVE: Guarabira fará homenagem aos namorados com show virtual com artistas locais

Publicado há

em

Cerca de 20 artistas de Guarabira, dos mais diversos estilos musicais, estarão realizando um show virtual nessa quinta-feira (10), em homenagem ao Dia dos Namorados. Serão apresentações separadas e de acordo com os protocolos sanitários, transmitidas num único evento temático com grandes sucessos da música romântica.

A “Live Love”, como vem sendo chamada, será realizada no palco do Teatro Municipal Geraldo Alverga, com portas fechadas e sem acesso do público. A equipe de produção está montando uma estrutura cenográfica que lembra os tradicionais parques de diversão e as difusoras que transmitiam mensagens aos apaixonados.

A Live Love é uma realização da Prefeitura Municipal de Guarabira, por intermédio da Secretaria de Cultura e Turismo, com todo o aparato técnico da Coordenadoria de Comunicação (Codecom) e Coordenadoria de Eventos do município. Será um show reunindo diversas vozes e instrumentistas do município, com cerca de 20 artistas no total.

A Secretaria de Cultura informou que a Live Love segue o mesmo padrão técnico e diversificado das outras lives que vêm sendo realizadas desde o mês de janeiro, sempre trazendo nomes da música guarabirense em datas comemorativas. Desde a Live Luz, passando pela Live Folia, a Live Mulher, Live Cristo e a Live Mãe, cerca de 80 artistas já passaram pelo palco do Teatro Municipal Geraldo Alverga, em eventos que têm alcançado grande pico de audiência nas redes sociais.

Na programação, estarão presentes os seguintes artistas: Clara Beatriz, Binho do Prado, Ranna Andrade, Dinarte Alves, Aniery Sousa, Coninha, Amós Arcanjo, Maria Almeida, Tchero Gomes, Cleyd Santos, Camaleoa, Marinaldo Silva, Ana Maia, Altomir Nascimento e Maria Clara. A banda será formada por Nildo Manga (Teclado e Coordenação Musical); Samuel Bass (Contrabaixo); Neto Batera (Bateria); Silvano Neri (Guitarra); e Adriano do Sax (Saxofone).

A Live Love será transmitida a partir das 7 da noite dessa quinta-feira (06 de junho), nas redes sociais da Prefeitura Municipal de Guarabira (facebook e youtube).

SERVIÇO
Live Love – Canções para os Namorados
Data: 10 de Junho (quinta-feira)
Hora: 19:00
Transmissão: Facebook e Youtube
(Prefeitura Municipal de Guarabira)

 

Assessoria

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Notícias

Homem que morreu de Covid-19 é enterrado pela família, após faltar coveiro em cemitério na Paraíba

Publicado há

em

Sem coveiro em cemitério, família tem que enterrar parente que morreu de Covid-19, na Paraíba

 

A família de Manoel Pinheiro da Silva, de 78 anos, teve que enterrar o parente sem o auxílio de um coveiro e sem os equipamentos de proteção individual necessários, na cidade de Riacho dos Cavalos, no Alto Sertão da Paraíba. Além de tirar do carro da funerária, eles tiveram que levar o caixão até o local do enterro, colocá-lo na cova e enterrá-lo.

A Secretária de Saúde de Riacho dos Cavalos, Priscila Soares Farias, informou que não estava sabendo do caso. Ela disse que vai procurar o coveiro da cidade para saber o que aconteceu e também vai acionar a assessoria jurídica do município, para somente depois falar sobre o sepultamento do idoso.

Família tem que enterrar parente que morreu de Covid-19 por falta de coveiro, em Riacho dos Cavalos, PB  — Foto: TV Paraíba/Reprodução

Família tem que enterrar parente que morreu de Covid-19 por falta de coveiro, em Riacho dos Cavalos, PB — Foto: TV Paraíba/Reprodução

Manoel morreu no último domingo (7), após passar vários dias internado. A família providenciou que uma funerária fosse pegar o corpo no Hospital de Pombal, onde ele estava.

Ao chegar no cemitério de Riacho dos Cavalos, não havia coveiro ou pessoal de apoio para tirar o corpo do carro da funerária e levar para a cova.

A família informou à TV Cabo Branco que também pagou R$ 50 para uma pessoa abrir a cova. Foram os sobrinhos de Manoel que carregaram o caixão, usando apenas luvas como equipamento de proteção.

Sobrinhos de homem que morreu de Covid-19 têm que carregar caixão por falta de auxílio no cemitério, na PB — Foto: TV Paraíba/Reprodução

Sobrinhos de homem que morreu de Covid-19 têm que carregar caixão por falta de auxílio no cemitério, na PB — Foto: TV Paraíba/Reprodução

focandoanoticia

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Notícias

Semam recomenda que população não acenda fogueiras em respeito às pessoas em tratamento da Covid-19

Publicado há

em

Em respeito às pessoas que estão em tratamento da Covid-19, e considerando que esta é uma doença que compromete o sistema respiratório, o secretário de Meio Ambiente da Prefeitura de João Pessoa, Welison Silveira, recomendou que a população não acenda fogueiras nesse período de junho.
“Nós estamos num período de pandemia com uma doença que compromete os pulmões. Por esta razão, estamos apelando para o bom senso das pessoas, no sentido de evitar a fumaça provocada pelas fogueiras no mês de junho. O momento pede que todos tenhamos atenção uns com os outros e não faz o menor sentido obrigar as pessoas que estão em tratamento, muitos se recuperando dessa doença gravíssima, a ter que respirar a fumaça da queima da madeira”, concluiu.
Em João Pessoa, fazer fogueiras no período junino é comum nos bairros e os gestores públicos costumam respeitar a tradição e não proíbem a manifestação cultural. Contudo, é recomendado que a população observe o artigo 114 do Código Municipal de Meio Ambiente, que diz que “é proibido a queima ao ar livre de material e resíduos que comprometam, de alguma forma, o meio ambiente ou a sadia qualidade de vida”.
Fonte: ASCOM

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

⚡EM ALTA

Copyright © 2021 Portal Mídia Orgulhosamente criado com ❤️ por FNX CORPORATION.