CONECTE-SE CONOSCO

Eventos

CINEMA: A partir do dia 20, filme paraibano passa a integrar o catálogo da plataforma de streaming Amazon Prime Vídeo

Publicado há

em

Em cinco contos, O Nó do Diabo retrata os horrores da escravidão e preconceito

O Nó do Diabo é um longa-metragem de terror dividido em cinco contos, que traça de forma crítica uma linha do tempo sobre o racismo e as relações de trabalho no Brasil. Realizado na Paraíba, o filme é da produtora paraibana Vermelho Profundo, co-produzido pela Electra Filmes, com distribuição da Elo Company.

Ambientado em um antigo engenho de cana de açucar, localizado Nordeste brasileiro, O Nó do Diabo se concentra em apontar que os horrores da escravidão nunca sumiram completamente. Pelo contrário: transformaram-se com o passar do tempo, adquiriram novas faces e formam o cenário político e social do nosso país. O terror, enquanto gênero, foi escolhido como diferencial de aproximação para apresentar histórias severas, porém presentes em nossa sociedade.

Os segmentos são dirigidos por Ramon Porto Mota, Gabriel Martins, Ian Abé e Jhésus Tribuzi e têm um mesmo antagonista em comum, Seu Vieira (Fernando Teixeira), a representação do dono das terras que ultrapassa e se consolida através de gerações. Ainda no elenco estão Zezé Motta, Isabél Zuaa, Tavinho Teixeira, Soia Lira, Arly Arnaud, Everaldo Pontes, Escurinho,  entre outros relevantes nomes da atuação brasileira contemporânea.

Filmado no Engenho Corredor, localizado no município de Pilar (PB) abrigou o nascimento, a infância e adolescência do escritor paraibano José Lins do Rêgo, que eternizou o sistema canavieiro e as relações sociais entre senhores de engenho e escravos em suas obras literárias, como Menino de Engenho, Bangüê e Fogo Morto.

A trajetória de exibições do Nó do Diabo teve início em 2017 com sua estreia mundial no 50º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. Na ocasião, o filme recebeu o prêmio de melhor ator coadjuvante para Alexandre de Sena. Depois de circular em dezenas de festivais, em junho de 2018, o filme foi lançado comercialmente em mais de 35 cidades brasileiras. Na Paraíba, o filme voltou a ficar em cartaz em 2019, no Cine Banguê. Depois de três anos disponível exclusivamente na plataforma Now, agora o filme estará disponível no Brasil e em países de língua inglesa através do Amazon Prime Video.

O NO DO DIABO cartaz.jpeg

Sinopse

Cinco contos de terror se passam em um engenho tomado pelo horror há mais de duzentos anos. Com um histórico de violência e racismo que se estende por séculos, a família Vieira se apresenta como responsável pelos males sofridos por todos aqueles que entram (ou entraram) em contato com sua propriedade.

Parte I (2018) Cristian, ex-policial militar, passa os dias vigiando o terreno abandonado do antigo engenho dos Vieiras. Sua missão é simples: manter as velhas cercas de pé e impedir, custe o que custar, o avanço de um bairro de periferia, que já tomou parte daquelas terras.

Direção: Ramon Porto Mota

Roteiro: Jhésus Tribuzi, Gabriel Martins e Ramon Porto Mota

Elenco: Tavinho Teixeira e Fernando Teixeira

Parte II (1987) Sebastião e Joana chegam ao engenho dos Vieira em busca de emprego. Desesperados, acabam fazendo um pacto com Eusébio Vieira e suas irmãs.

Direção: Gabriel Martins

Roteiro: Anacã Agra, Gabriel Martins e Ramon Porto Mota

Elenco: Alexandre de Sena, Clebia Sousa, Arly Arnaud, Soia Lira e Fernando Teixeira

Parte III (1921) Cissa e Maria são duas irmãs gêmeas que ainda são tratadas como escravas no engenho dos Vieira. Submetidas a várias formas de abusos, torturas e humilhações, cada uma tenta escapar daquele ambiente ao seu modo.

Direção: Ian Abé

Roteiro: Ian Abé, Jhésus Tribuzi e Gabriel Martins

Elenco: Miuly Felipe da Silva, Yurie Felipe da Silva, Arthur Canavarro, Everaldo Pontes e Fernando Teixeira

Parte IV (1871) Joaquim, um escravo fugido do Engenho Vieira, sai em busca de um quilombo mítico com seu filho natimorto nos braços. Com o passar dos dias, se vê perdido, perseguido por pesadelos e visões que sugerem que aquela fuga não terá fim.

Direção: Jhésus Tribuzi

Roteiro: Jhésus Tribuzi, Anacã Agra e Gabriel Martins

Elenco: Edilson Silva, Nivaldo Nascimento, Escurinho e Fernando Teixeira

Parte V (1818) Um grupo de quilombolas se enquartela num antigo cemitério de escravos e tenta se defender das investidas de Seu Vieira e seus jagunços. À medida que o tempo passa, os quilombolas, sem saída e fragilizados, descobrem que a batalha que estão prestes a enfrentar vai além dos portões que os protegem e da terra em que pisam.

Direção: Ramon Porto Mota

Roteiro: Jhésus Tribuzi, Anacã Agra e Ramon Porto Mota

Elenco: Isabél Zuaa, Cíntia Lima, Alison Bernardes, João Eduardo, Zezé Motta e Fernando Teixeira

Ficha Técnica

Longa-metragem

Horror/Drama/Histórico

Duração 124 min.

Classificação: 16 anos

Argumento

Ramon Porto Mota

Jhésus Tribuzi

Gabriel Marins

Ian Abé

Anacã Agra

Fabiano Raposo

João Matias

Produção executiva

Ramon Porto Mota

Ian Abé

Mariah Benaglia

Lucas Guimarães

Fabiano Raposo

Jhésus Tribuzi

Direção de fotografia

Leonardo Feliciano

Direção de arte

Manoele Scortegagna

Montagem

Daniel Bandeira

Efeitos especiais / MFX

Kapel Furman

Raphael Borghi

Pós-produção e finalização

Ely Marques

Maquiagem

Jessica Monge

Trilha sonora

Daniel Jesi, Rieg Rodig, Carlos Montenegro, Claudio N, Luiz Pessoa e Vito Quintans

Som direto

Bruno Alves

Desenho de som

Catarina Apolonio e Raul Arthuso

Mixagem

Gera Vieira

Produção

Vermelho Profundo

Co-Produção

Electra Filmes

Distribuição

Elo Company

Sobre a Vermelho Profundo

A Vermelho Profundo é uma produtora de cinema e audiovisual sediada em Campina Grande, Paraíba. Disposta a ter um olhar próprio, ela busca trabalhar em cima de gêneros cinematográficos facilmente reconhecíveis (o horror, a ficção-científica, o thriller, o policial, a comédia, etc.), respeitando e, ao mesmo tempo, deslocando sem medo suas regras e clichês. A ideia é criar um universo forte – pop e subversivo; universal e particular – com narrativas e procedimentos instigantes, que possam animar, estimular e impactar o público. Com filmes que transitam pelos maiores festivais audiovisuais do Brasil e do mundo e projetos contemplados em diversos editais de criação – tanto regionais quanto nacionais – a produtora pretende estabelecer um padrão de qualidade autoral potente o suficiente para seguir desbravando novos caminhos, sem concessões.

Vermelho Profundo Produções Audiovisuais

Comente com seu Facebook

Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eventos

Vôlei: Brasil vence Quênia e pega o Comitê Russo nas quartas em Tóquio

Publicado há

em

Brasil vence o Quênia por 3 sets a 0 em Tóquio 2020.
© Valentyn Ogirenko/Reuters/Direitos Reservados

Invictas na Olimpíada, brasileiras ficaram na 1ª posição do Grupo A

Invicta na Olimpíada, a seleção brasileira de vôlei feminino venceu nesta segunda-feira (2) o Quênia por 3 sets a 0, com parciais de 25/10, 25/16 e 25/8. A partida foi realizada na Arena de Ariake, na capital Tóquio. Com o triunfo, as brasileiras encerraram a fase de grupos na primeira posição do Grupo A e, consequentemente, avançaram às quartas de final.

Na próxima fase, as brasileiras vão enfrentar o Comitê Olímpico Russo na quarta-feira (4), em horário a ser definido.

A vitória das brasileiras contra as quenianas aconteceu sem sustos. Logo no início do jogo, o Brasil já abriu cinco pontos de vantagem (7 a 2). Na sequência, a distância ficou ainda maior, com o placar de 13 a 4. A superioridade das brasileiras foi até o final do set, que encerrou com 25 a 10 no marcador.

No segundo set, o Brasil manteve o ritmo, entretanto a seleção do Quênia chegou a ficar na frente do placar (2 a 1). Mas foi por pouco tempo, já que as comandadas pelo técnico José Roberto Guimarães viraram a partida e abriram vantagem de sete pontos (16 a 9). A segunda parcial encerrou com vitória de 25 a 16.

O terceiro e último set foi decidido com vantagem ainda maior em relação aos dois primeiros. O Brasil rapidamente conseguiu diferença elástica no marcador (11 a 3). Daí em diante, as brasileiras continuaram aumentando a vantagem, encerrando o jogo em 25 a 8.

agenciabrasil

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Eventos

COVID-19: Guarabira avança e intensifica vacinação para público de 35 anos ou mais nas UBS’s e em drive-thru

Publicado há

em

Megacampanha de imunização tem início na segunda-feira, dia 19

A Prefeitura de Guarabira através da Secretaria de Saúde prossegue cumprindo o Plano Nacional de Imunização contra COVID-19 e avança, desta vez, direcionada a população de 35 anos ou mais. Intensificando a vacinação em todas as Unidades Básicas de Saúde e por meio de drive-thru, na próxima semana, após o recente recebimento de mais de 3.900 doses do imunizante AstraZeneca, para aplicação em primeira dose (D1).

A partir da segunda-feira, dia 19, munidos de RG, CPF, cartão do SUS e comprovante de residência, a pessoa na faixa etária mencionada pode agendar a primeira dose na UBS da sua localidade ou com o seu Agente Comunitário de Saúde.

Outra modalidade para quem tem 35 anos ou mais garantir a D1 do imunizante contra o novo coronavírus é se cadastrar no site oficial da Prefeitura, por meio do link: guarabira.pb.gov.br/vacinacao, para se vacinar em drive-thru, que será realizado na terça-feira, dia 20, em horário corrido, das 10h às 17h, no Parque de Eventos Poeta Ronaldo Cunha Lima.

O objetivo é a vacinação em D1 atingir o mais breve possível o público adulto, de 18 a 59 anos de idade, em ordem decrescente.

Vacinômentro – O município de Guarabira prontamente vacinou como primeira dose, 22.017 munícipes, e 8.382 já concluíram a imunização, com segunda dose ou dose única; sendo um total de 30.399 doses aplicadas, de acordo com dados atualizados pela SMS, nessa sexta-feira, dia 16/7.

Influenza – Vale destacar que, além da vacinação contra covid, Guarabira segue com a campanha de vacinação contra a Influenza que foi prorrogada pelo Ministério da Saúde, e na próxima quarta-feira, dia 21, a SMS realiza o Dia D de Vacinação com Influenza. Ação que será realizada conjuntamente com todas as unidades de saúde.

 

Prefeitura de Guarabira

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Eventos

Após uma semana de treinamento, “Guarabira Digital” já é realidade no município

Publicado há

em

O programa “Guarabira Digital” lançado na última segunda-feira, dia 16 de julho, já é realidade no município de Guarabira.

Com o objetivo de diminuir o fluxo de papel, aumentar a eficiência do setor público e agilidade na tramitação de processos, o “Guarabira Digital” já recebe demandas e atendimentos da sociedade, que agora pode fazer o seu protocolo sem precisar se dirigir fisicamente à Prefeitura e receber toda a tramitação de documentos online.

“É um momento muito importante e muito especial para a cidade de Guarabira, hoje estamos vendo a modernização e a eficiência do setor público municipal trabalhando para a população”, destacou o prefeito Marcus.

De acordo com a Administração, o protocolo físico da Prefeitura ainda continua para qualquer cidadão que tenha dúvidas ou que não possui os meios de protocolar seu pedido. Pelo site, porém, o cidadão pode protocolar toda a documentação sem sair de casa.

A capacitação dos servidores envolvidos com o novo sistema ocorreu durante toda a semana e nesta sexta-feira, dia 16, houve uma rápida cerimônia de encerramento deste momento, obedecendo todas as recomendações sanitárias devido a pandemia de coronavírus.

Na cerimônia esteve presente alguns secretários da gestão, os representantes das empresas SOGO Tecnologia e 1Doc, responsáveis pelo sistema, a Comissão Interna de Implementação do Guarabira Digital e o prefeito Marcus Diôgo.

Prefeitura de Guarabira

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

⚡EM ALTA

Copyright © 2021 Portal Mídia Orgulhosamente criado com ❤️ por FNX CORPORATION.