CONECTE-SE CONOSCO

Notícias

Padre paraibano tinha vontade de estar próximo ao Papa, mas não esperava espontaneidade: “​momento único, inexplicável e muito emocionante para mim”

Publicado há

em

Na manhã de quarta-feira (26), o padre paraibano cumprimentou o Papa Franscico e pediu bênçãos para os brasileiros.

Padre João Paulo tinha vontade de estar próximo ao Santo Padre, o papa, mas não esperava espontaneidade. (Foto: Reprodução)

O padre paraibano, João Paulo Souto Victor, que ouviu brincadeiras do Papa Francisco sobre brasileiros, conta que tinha vontade de estar próximo ao religioso, mas não esperava que fosse de forma espontânea. O religioso descreve como um “momento único, inexplicável e muito emocionante”. O padre conclui o mestrado e retorna à Paraíba na próxima semana após pouco mais de um ano.

De acordo com o religioso, ele e o padre padre Carlos Henrique, de Minas Gerais foram prestigiar uma audiência e esperaram pela passagem do Papa Francisco.  “Estando na audiência, fomos, como todos os outros, ficar a espera do Papa para ser cumprimentado. E para nossa surpresa, quando eu pedi que ele abençoasse o povo brasileira, diante dessa situação difícil, o próprio Papa Francisco antes de abençoar brincou comigo”, comentou, como o ClickPB acompanhou, em entrevista ao programa Arapuan Verdade, da Rádio Arapuan FM, desta quinta-feira-feira (26).

Segundo o padre parabano, o Santo Padre falou de forma espontânea e natural. “Eu decifro esse momento como muito especial. Momento extraordinário que foge dos formalismos, da rigidez, que muitas vezes a gente imagina e cobra que a igreja seja. Foi momento único, que eu agradeço a Deus. Tinha uma vontade de estar com o Papa, não de uma forma tão espontânea, mas o Nosso Senhor prepara as coisas e a gente não sabe o que fazer. Porém tenho muito a agradecer a Deus essa espontaneidade do papa Francisco para conosco. O que posso dizer desse momento: único, inexplicável e muito emocionante para mim”, frisou.

Na manhã de quarta-feira (26), o padre paraibano cumprimentou o Papa Franscico e pediu bênçãos para os brasileiros. De forma descontraída, o pontífice abriu um sorriso e disparou: “Vocês não têm salvação. Bebem muita cachaça e rezam pouco”. O momento foi definido pelo paraibano como sendo espontâneo, e a realização de um sonho, uma vez que logo após o comentário, o papa fez o sinal da cruz em sua cabeça, símbolo de proteção.

Confira o que disse o Papa Francisco:

clickpb

Comente com seu Facebook

Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias

Homem morre durante jogo de futebol entre amigos em Mari/PB

Publicado há

em

Um homem de cerca de 50 anos morreu durante uma partida de futebol na noite deste sábado (23) na cidade de Mari, Zona da Mata da Paraíba.

O homem passou mal durante a partida de futebol no campo do Balneário O Lebrão vindo a óbito ainda no campo.

Segundo informações, o homem teria chegado a Políclinica Municipal já sem vida e o médico não teria encontrado nenhum sinal para que a equipe médica pudesse reanima-lo.

A nossa editoria apurou que o homem, identificado incialmente por Romualdo, era casado com uma servidora pública municipal.

Da Redação 
Do ExpressoPB

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Notícias

Camila diz que visita de Doria à Guarabira é um ponto a mais para a cidade

Publicado há

em

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Destaque

Doria diz que usará armas diferentes das de Bolsonaro para estabilizar a economia do Brasil

Publicado há

em

O governador de São Paulo João Doria, que disputa nas prévias do PSDB, a indicação do seu nome como o candidato à presidência do Brasil em 2022, esteve na cidade de Guarabira, Agreste paraibano, nesta sexta-feira (22) participando de uma série de compromissos, entre eles uma coletiva de imprensa na Câmara Municipal, ao lado da deputada estadual Camila Toscano (vice-presidente estadual do PSDB), Léa Toscano ex-prefeita e atual presidente municipal do PSDB, Ruy Carneiro (deputado federal e presidente estadual do PSDB), Pedro Cunha Lima (deputado federal) Marcus Diôgo (prefeito de Guarabira), entre outras lideranças.

Doria respondeu aos questionamentos feitos pelos profissionais de imprensa, de Guarabira e região.

Quando perguntado sobre a economia do país e quais as armas que utilizará para resolver os problemas econômicos, caso seja eleito presidente, ele disse que não usará as armas usadas por Bolsonaro. Veja:

Abaixo o link da coletiva completa transmitida pela TVMIDIA.

https://youtu.be/o4GvSBdp7kU

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

⚡EM ALTA

Copyright © 2021 Portal Mídia Orgulhosamente criado com ❤️ por FNX CORPORATION.