CONECTE-SE CONOSCO

Notícias

Saúde vai elaborar protocolo de segurança para a Copa América

Publicado há

em

O ministro da Saúde Marcelo Queiroga, fala da vacinação dos atletas olímpicos brasileiros para os jogos de Tóquio, no Japão.
© Fernando Frazão/Agência Brasil

Brasil foi confirmado como sede da competição

O Ministério da Saúde informou que vai elaborar um protocolo de segurança para a realização da Copa América no Brasil. Segundo o ministro Marcelo Queiroga, o protocolo será elaborado em parceria com as autoridades sanitárias dos estados onde ocorrerão os jogos.

“Seguindo as recomendações de vossa excelência [presidente da República], o Ministério da Saúde elaborará, em parceria com as autoridades sanitárias dos estados onde acontecerão os jogos, um protocolo para promover a segurança dos atletas, comissão técnica e quem acompanha a nossa Copa América”, disse Queiroga.

O Brasil foi confirmado hoje (1º) como sede da Copa América, em um anúncio  do ministro-chefe da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos. No anúncio, Ramos disse que “venceu a coerência”, argumentando que o país já recebe jogos da Copa Libertadores, da Copa Sul Americana, do Campeonato Brasileiro e dos campeonatos estaduais. O Brasil atendeu a um pedido da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) para receber o torneio. A Copa América terá início no dia 13 e vai até 10 de julho.

As sedes originais do torneio eram Colômbia e Argentina. Os colombianos desistiram devido à grave crise social que tomou conta do país. Posteriormente, o governo argentino também desistiu do evento por causa da piora da pandemia na Argentina. Com aproximadamente 45 milhões de habitantes, a Argentina registrou mais de 3,6 milhões de casos da doença e 76 mil mortes causadas pelo vírus.

Agência Brasil

Comente com seu Facebook

Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias

Sistema Cofeci-Creci constitui a 27ª Região e fortalece representatividade nacional

Publicado há

em

A Região do estado de Roraima (RR) contará com um Conselho Regional de Corretores de Imóveis – 27ª Região.

A confirmação foi dada pelo presidente do Cofeci, João Teodoro, durante a última sessão plenária do ano, realizada na tarde de ontem (quinta-feira) no auditório do Creci-PA, na cidade de Belém.

Na ocasião, foi aprovada à unanimidade, Resolução que cria os cargos de presidente (Reginaldo Barroso), secretária (Rosmery Malinowski) e tesoureiro (Gabriel Alessander). “Guarda similitude com uma diretoria interventora, porque é provisória, mas, claro, não há no que intervir, obviamente. Eles assumem todas as funções até que sejam feitas eleições e se faça a delegação de atribuições dos 27 conselheiros que serão eleitos”, explicou João Teodoro.

O Sistema Cofreci-Creci está presente em todo o Brasil e em apenas dois estados (Roraima e Amapá), ainda não havia Conselhos Regionais constituídos, apesar de criados já há alguns anos e não instalados, devido à insuficiência do número de corretores de imóveis que é exigido, ainda que informalmente, pelo Sistema para a constituição física de um Órgão.

Determinação

“Independente de gastos supervenientes, nosso objetivo é estar plenamente presente em todas as partes do Brasil e os dois referidos estados fazem parte desse processo”, acrescentou

João Teodoro explicou que apesar de esta ser a 27ª Região, o Sistema conta agora com 26 Regionais, porque são 27 unidades federativas, incluindo o Distrito Federal, porém a 10ª Região só existe no número, mas não na região, porque era representada pelo estado da Guanabara, que foi incorporado pelo estado do Rio de Janeiro. Na época, estávamos avançados em numeração das Regiões e não poderíamos ter dado essa numeração a outra região, então ela ficou inexistente”, concluiu.

O presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Amazonas (AM), Paulo Celestino de Carvalho Mota Júnior, lembrou que a jurisdição do Órgão sobre o estado de Roraima (RR) se deu nos idos de 1979, até que, em 2000, foi aprovada a criação da 27ª Região.

“Trabalho de formiguinha”

“Ao assumir a presidência, em 2016, encontrei o estado de Roraima desacreditado e desejoso de independência, ao que me perguntei: e se fosse o contrário ? Isso me motivou a iniciar um ‘trabalho de formiguinha’, a fiscalização que passava anos sem acontecer, passou a ser feita a cada dois meses e passei a proferir palestras, dentre outras ações”, afirmou Paulinho, como é mais conhecido o jovem, mas experiente e carismático, presidente em terceiro mandato.

Nesse contexto de iniciativas e dinamismo de trabalho, ele citou como referência o Creci-PB, que tem à frente o presidente Rômulo Soares.

“Cogitávamos essa independência para o início de 2020, mas vieram a pandemia e em sucessivo as eleições, o que nos impeliu a postergar mais um pouco o que foi tornado realidade agora. Na próxima semana mesmo, substituiremos a placa de Delegacia pela do Creci-27ª Região/RR e o Creci-AM continuará dando o suporte à sua implementação, quando, a partir daí, iniciará uma exitosa trajetória, sem depender de nós ou do Cofeci”, vaticinou

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Notícias

Deputado Tovar Correia Lima ratifica apoio às demandas do Creci-PB

Publicado há

em

Através dos presidentes atual e eleito, Rômulo Soares e Ubirajara Marques, o Creci-PB estreitou na tarde desta terça-feira, canal de diálogo com o deputado estadual Tovar Correia Lima, durante visita do parlamentar à Sede do Órgão, em João Pessoa, cujo encontro foi considerado por todos como bastante produtivo.

Rômulo lembrou que o Conselho está presente nos 223 municípios do estado e precisa estar em constante diálogo com prefeitos, governador, deputados estaduais e federais e senadores.

Para ele, a visita foi muito importante, pela destacada atuação de Tovar, seja como vereador, secretário municipal de planejamento e agora deputado, com grande penetração em todo o estado, em particular na sua cidade de origem, Campina Grande, onde o Creci-PB pretende potencializar ações, a exemplo de um posto avançado da Prefeitura em espaço físico, dotado de toda a estrutura, que será cedido pelo Órgão.

Qualificado apoio

“Tivemos ratificada a certeza de contarmos com o seu qualificado apoio às reivindicações parlamentares que apresentarmos em prol de toda a categoria profissional de corretores de imóveis e empresas imobiliárias, bem como do próprio mercado e da cadeia produtiva da construção civil, por meio de projetos que possam beneficiar direta ou indiretamente a categoria a sociedade na realização do sonho da casa própria”, acrescentou.

Por sua vez, Tovar Correia Lima mostrou-se gratificado em conversar com Rômulo Soares e Ubirajara Marques e afirmou que política se faz com gestos de grandeza como esse, onde por meio do diálogo é aprimorada a atividade parlamentar.

“As demandas do Creci-PB são extremamente naturais, de avanço, sejam eles tecnológicos ou de desburocratização da máquina administrativa. Sou muito linkado ao setor produtivo de uma forma direta ou indireta. A reunião foi extremamente proveitosa e estarei sempre de braços abertos para receber e conversar com todos aqueles que representam a Instituição”, concluiu.

Participaram ainda do encontro o atual conselheiro federal e diretor-secretário eleito Glauco Morais, o diretor-tesoureiro Flávio Passarinho, o superintendente Gustavo Beltrão e os assessores parlamentares Manoel Melo, Bernardo Cunha Lima e André Gomes.

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Notícias

Fiscalização do Creci-PB é, mais uma vez, 1º lugar na região Nordeste e 4º no Brasil

Publicado há

em

Pela segunda vez em três anos (2018 e 2019), o setor de fiscalização do Creci-PB teve sua produtividade destacada em nível nacional, figurando em 1º lugar na região Nordeste e em 4º lugar no Brasil, segundo dados do Relatório da Diretoria de Fiscalização do Conselho Federal de Corretores de Imóveis relativo a 2019.

A premiação foi recebida pelo coordenador de fiscalização Hermano Azevedo das mãos do diretor de fiscalização do Cofeci, Claudemir Neves, durante sessão plenária realizada na tarde desta quinta-feira(2) no auditório do Creci-PA, na cidade de Belém (PA), que contou com a participação do presidente do Creci-PB, Rômulo Soares.

Hermano elencou uma série de fatores para manter essa produtividade elevada: muita dedicação, empenho e muita cobrança, por parte do presidente e dele, implantação dos autos digitais, melhores equipamentos para desempenho das fiscalizações, dentre eles novos tablets, melhores aparelhos telefônicos, novas viaturas e diversas ações com o Creci-Itinerante.

“Apesar de uma equipe bem reduzida, nos dedicamos muito em ações durante os dias úteis, bem como nos finais de semana e feriados em todo o estado da Paraíba”, concluiu.

O presidente Rômulo Soares afirmou que, além de reconhecimento, a premiação representa um estímulo ao cumprimento pelo Conselho, de missão institucional de fundamental importância para a sociedade, para a categoria e o mercado imobiliário como um todo.

Ele acrescentou que esse feito deve ser ainda mais valorizado pelos resultados objeto da premiação terem sido alcançados durante um ano de plena pandemia da Covid-19. Por sua vez, o presidente eleito Ubirajara Marques, que a tudo acompanhou, adiantou que em sua gestão que inicia a em janeiro, continuará potencializando as ações de fiscalização em todo o estado.

O Creci-PB também esteve representado pelos conselheiros federais Edson Medeiros (titular) e Assis Cordeiro (suplente).e presidente interventor do Creci-MA. Na ocasião, Edson louvou a palavra de Deus, entoando um hino.

Números falam por si só

Em 2021, até hoje (quinta-feira), foram lavrados 5178 autos de constatação, 2.208 notificações, 1.135 autos de infrações diversos e 239 autos de infração por exercício ilegal da profissão de corretor de imóveis, bem como abertos 41 processos de termo de representação e feitas 89 diligencias para apuração de denúncia de exercício ilegal, que resultaram em 46 Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO’s) em diversas delegacias de polícia do estado e 32 Boletins de Ocorrência (BO’s).

A equipe coordenada por ele é composta pelos fiscais Valeria Paiva, Sergio Pereira e Marina Stuckert, além da funcionária administrativa Anna Karla Mendonça.

Hermano, que tem 59 anos de idade, é formado em engenharia civil, foi militar do Exército brasileiro durante oito anos anos e foi admitido no Creci-PB na função de fiscal no dia 10 de abril de 2000 e 15 anos depois nomeado coordenador de fiscalização em outubro de 2015, cargo que continua a ocupar, por sua competência, profissionalismo e experiência.

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

⚡EM ALTA

Copyright © 2021 Portal Mídia Orgulhosamente criado com ❤️ por FNX CORPORATION.