CONECTE-SE CONOSCO

Destaque

Camila responsabiliza governador por colapso de abastecimento no Brejo: “Na Granja Santana não falta água”

Publicado há

em

A Gerência Regional da Cagepa com sede em Guarabira anunciou, nesta terça-feira (29), que os municípios de Serra da Raiz, Duas Estradas, Lagoa de Dentro, Sertãozinho e Pirpirituba ficarão sem água no mês de julho devido ao baixo nível da barragem Canafístula I, que abastece as cidades. A deputada estadual Camila Toscano (PSDB) esteve na região nesta quarta-feira (30) e cobrou do Governo do Estado que solucione o problema o mais rápido possível.

“O governador João Azevedo não sabe o que é ficar sem água na torneira, pois na Granja Santana não falta água. Ele não se coloca no lugar do outro, não tem humanidade. O colapso de abastecimento na região já vinha sendo denunciado. Há dois anos já pedíamos uma solução, uma alternativa para o aparecimento da população e agora temos que ouvir que as pessoas ficarão sem água até chover. Isso é revoltante”, disse.

Com a suspensão do serviço, as cidades serão abastecidas em escala mensal, com a distribuição sendo normalizada apenas com a chegada das chuvas. Camila ressalta que os moradores da região temem o colapso, pois não possuem capacidade hídrica para suportar a falta de água.

“A população está desesperada, porque não possui abastecimento para nem cinco dias de água, muito menos para aguardar as chuvas. Isso é um absurdo. Fizemos uma audiência há pouco tempo, e há dois anos estive na Cagepa cobrando uma solução para esse problema que é recorrente. Eles deixaram chegar no fundo do poço e não estão fazendo nada para resolver”, lamentou.

Camila cobra o envio de caminhões-pipas para amenizar o problema, já que não há previsão de quando voltará à normalidade. “É preciso uma solução que, pelo menos, amenize o sofrimento durante esses dez dias sem água. A população não deve ser penalizada devido a falta de capacidade e qualidade desse serviço, que ainda por cima não é barato”, considerou.

Em 2019, a deputada foi até a sede da Companhia em busca de soluções para a falta de água nos municípios de Pirpirituba e Lagoa de Dentro. Na época, ela pediu providências para solucionar o problema de racionamento e ainda solicitou a conclusão das obras da expansão da rede. Passados dois anos, ainda não houve uma resposta para os transtornos enfrentados pelos moradores.

“As cidades vão realmente colapsar 100%, e o mais revoltante é que não foi por falta de aviso. Estamos há anos cobrando um serviço que garanta o mínimo para o fornecimento, e não há”, criticou.

Falta de água – Além dos cinco municípios que ficarão sem água durante o mês de julho, Bananeiras e Solânea serão abastecidas a cada 15 dias.

Assessoria de Imprensa

Comente com seu Facebook

Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Guaraves lança site do RH Digital

Publicado há

em

CLIQUE AQUI E CADASTRE-SE

Através dele você se cadastra e poderá fazer parte deste time

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Destaque

Jussara diz que ações da secretaria de saúde só chagam para amigos da secretária

Publicado há

em

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Destaque

Parvovirose canina: sintomas, tratamento e prevenção. Dicas com o médico Veterinário João Paulo

Publicado há

em

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

⚡EM ALTA

Copyright © 2021 Portal Mídia Orgulhosamente criado com ❤️ por FNX CORPORATION.