CONECTE-SE CONOSCO

Policial

Polícia prende em Gurinhém homem que adquiriu arma para “defesa contra ameaças”

Publicado há

em

 

A Polícia Civil da Paraíba, através de ação desenvolvida pela Delegacia Seccional de Itabaiana, atendeu ao chamado de um morador da cidade de Gurinhém, onde o mesmo informou ter adquirido uma arma de fogo para se defender de ameaças, mas resolveu entregar para as autoridades policiais e relatar o seu dilema.

Segundo o delegado Danilo Orengo, o homem – que terá sua identidade preservada – foi orientado a fazer a denúncia formal e teve a arma apreendida. “Recebemos um contato desse homem e nossa equipe de investigadores foi até o endereço dele. Ao chegar à sua casa, ele informou que estava sofrendo ameaças por parte de uma outra pessoa também moradora de Gurinhém e, por isso, resolveu adquirir um revólver calibre 38 em momento de desespero”, esclareceu.

Ainda segundo o delegado, ao entrar na casa do denunciante, a equipe policial encontrou a arma e encaminhou o homem à delegacia para que fossem tomadas as providências cabíveis. “Mesmo se dizendo vítima de ameaça, o homem não poderia ter adquirido uma arma de fogo, pois não possui o porte, então a arma foi apreendida e ele responderá aos procedimentos necessários ao caso, como posse de arma de fogo.

Também deverá formalizar junto à Polícia Civil a denúncia no que tange à ameaça que alega estar sofrendo”, concluiu.

Comente com seu Facebook

Clique para comentar

Escreva sua Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

Juiz decreta prisão preventiva de policial militar acusado de estuprar filha na Paraíba

Publicado há

em

O mandado de prisão foi expedido pelo juiz Manoel Gonçalves Dantas de Abrantes, titular da 1ª Vara Regional Criminal de Mangabeira.

O juiz Manoel Gonçalves Dantas de Abrantes, titular da 1ª Vara Regional Criminal de Mangabeira, decretou a prisão preventiva de um policial militar acusado de estuprar a própria filha.

O magistrado atendeu pedido feito pela Promotora de Justiça Sandra Regina Laura Paulo Neto, que alegou na denúncia que havia comprovação do abuso sexual contra a filha desde quando ela tinha 11 anos de idade, tendo o réu praticado recentemente novo abuso sexual, o que ocasionou a instauração de outro inquérito policial, numa demonstração de que a liberdade dele incentivaria a reiteração criminosa.

Na sua decisão, o juiz considerou a existência de prova da materialidade do crime e indícios suficientes da autoria, bem como a presença dos requisitos do artigo 312 do Código de Processo Penal, em face da reiteração da prática do ato sexual do réu contra a filha durante vários anos, o que ainda perdurava, devendo ser garantida a ordem pública e resguardada a integridade física e moral da vítima.

Por ser policial militar, o acusado deverá ser recolhido a uma cela do 1º Batalhão da Polícia Militar, onde deverá responder na prisão ao processo até ulterior deliberação. E por se tratar de processo em segredo de justiça os nomes do acusado e da vítima não foram divulgados.

Gecom/TJPB

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Policial

Casal é baleado na Vila Regina em Rio Tinto. A mulher morreu no local

Publicado há

em

Uma mulher foi assassinada com vários disparos de arma de fogo, e o marido ficou ferido, no final da manhã desta terça (14) na Vila Regina, Rio Tinto, Litoral Norte da Paraíba.

De acordo com informações, o alvo dos disparos era o homem, que estava pilotando a moto.

As primeiras informações obtidas pela polícia revelam que a o homicídio foi motivado por uma rixa antiga entre os executores e o homem, e ainda, que a ordem de execução partiu do interior de um presídio da região.

O homem foi socorrido pelo helicóptero Acauã e levado para o Hospital de Emergência e Trauma em João Pessoa. O estado de saúde da vítima é considerado grave. A mulher morreu no local

A polícia está caçando os criminosos.

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

Policial

Discussão em bar na cidade de Casserengue termina com um homem morto

Publicado há

em

Um crime de homicídio foi registrado na madrugada deste domingo (12) no sitio Cinco Lagoas, zona rural do município de -PB.

Segundo informações repassadas por um popular, estava havendo um show no bar de Avinha, quando a vítima identificada como Fausto Neto, sacou um revólver, para intimidar o acusado que acabou reagindo efetuando disparos contra ele. A vítima morreu antes do socorro chegar.

O acusado de matar Fausto não foi identificado. Ele fugiu assim que atirou na vítima.

Comente com seu Facebook

CONTINUE LENDO

⚡EM ALTA

Copyright © 2021 Portal Mídia Orgulhosamente criado com ❤️ por FNX CORPORATION.