Acusado de assassinar mulher grávida em bar de Guarabira é preso no RJ

Na data de hoje, 10/06/2022, em ação coordenada pelo Diretor da Divisão de Busca e Recapturas da SEAP/RJ, em trabalho integrado com Policiais Civis do Núcleo de Homicídios da 8ª Delegacia Seccional de Guarabira/PB, após informações repassadas pelo Disque-Denúncia (2253-1177), sobre o paradeiro de um foragido da justiça do Estado da Paraíba, policiais penais prenderam nesta manhã, JULIEVERTON FERREIRA DA SILVA, vulgo “VETINHO”, na Zona Norte do Rio de Janeiro.

Antes da ação, policiais penais do Rio e Policiais Civis do Núcleo de Homicídios da 8ª Delegacia Seccional da Polícia Cívil, da cidade de Guarabira, através do Delegado Dr. Wagner Dorta e sua equipe, então responsável pela investigação do caso, analisaram dados e trocaram informações, que foram de suma importância na prisão do foragido.

Responsável pelo tráfico local, Vetinho matou Luciana Elias da Silva, grávida de 5 meses de gestação, por motivo fútil, no dia 04 de outubro de 2021, uma vez que Luciana entrou em defesa, na “briga de casal”, onde o acusado havia puxado o cabelo de sua mulher. O evento ocorreu num bar na cidade de Guarabira. A vítima tinha 32 anos.

Julieverton, teve seu mandado de prisão expedido pela 1 Vara Mista de Guarabira, do TJPB, pela prática do crime de homicídio qualificado – Art. 121,§2, II do CP. Vale ressaltar que o crime foi cometido, logo após ele transgredir o livramento condicional, benefício este concedido no processo que o condenou à 7 (sete) anos de reclusão, pela prática do crime de tráfico de entorpecentes, Art. 33, da lei 11343/06, quando flagrado transportando 121 tabletes de maconha, totalizando 99,800 kg da droga, no bairro do Varadouro, em João Pessoa – PB.

Julieverton é considerado um indivíduo de alta periculosidade pela Polícia da Paraíba, e por este motivo fugiu para a cidade do Rio de Janeiro, onde morava no morro do “Sereno”, que pertence ao Complexo da Penha.

Os policiais encontraram JULIEVERTON em um lava-jato no bairro da Penha, sendo ele encaminhado à 32ª Delegacia de Polícia, gerando o registro de ocorrência N° 032-09455/2022, e, posteriormente, ao sistema prisional, onde permanecerá a disposição da justiça.

IÇA PARAIBANA É PRESO NO RIO DE JANEIRO

Na data de hoje, 10/06/2022, em ação coordenada pelo Diretor da Divisão de Busca e Recapturas da SEAP/RJ, em trabalho integrado com Policiais Civis do Núcleo de Homicídios da 8ª Delegacia Seccional de Guarabira/PB, após informações repassadas pelo Disque-Denúncia (2253-1177), sobre o paradeiro de um foragido da justiça do Estado da Paraíba, policiais penais prenderam nesta manhã, JULIEVERTON FERREIRA DA SILVA, vulgo “VETINHO”, na Zona Norte do Rio de Janeiro. 

Antes da ação, policiais penais do Rio e Policiais Civis do Núcleo de Homicídios da 8ª Delegacia Seccional da Polícia Cívil, da cidade de Guarabira, através do Delegado Dr. Wagner Dorta e sua equipe, então responsável pela investigação do caso, analisaram dados e trocaram informações, que foram de suma importância na prisão do foragido.

Responsável pelo tráfico local, Vetinho matou Luciana Elias da Silva, grávida de 5 meses de gestação, por motivo fútil, no dia 04 de outubro de 2021, uma vez que Luciana entrou em defesa, na “briga de casal”, onde o acusado havia puxado o cabelo de sua mulher. O evento ocorreu num bar na cidade de Guarabira. A vítima tinha 32 anos.

Julieverton, teve seu mandado de prisão expedido pela 1 Vara Mista de Guarabira, do TJPB, pela prática do crime de homicídio qualificado – Art. 121,§2, II do CP. Vale ressaltar que o crime foi cometido, logo após ele transgredir o livramento condicional, benefício este concedido no processo que o condenou à 7 (sete) anos de reclusão, pela prática do crime de tráfico de entorpecentes, Art. 33, da lei 11343/06, quando flagrado transportando 121 tabletes de maconha, totalizando 99,800 kg da droga, no bairro do Varadouro, em João Pessoa – PB.

Julieverton é considerado um indivíduo de alta periculosidade pela Polícia da Paraíba, e por este motivo fugiu para a cidade do Rio de Janeiro, onde morava no morro do “Sereno”, que pertence ao Complexo da Penha.

Os policiais encontraram JULIEVERTON em um lava-jato no bairro da Penha, sendo ele encaminhado à 32ª Delegacia de Polícia, gerando o registro de ocorrência N° 032-09455/2022, e, posteriormente, ao sistema prisional, onde permanecerá a disposição da justiça.

Related posts

Deixe uma resposta