Adolescente suspeito de integrar grupo que planejava ataques em escolas do Brasil é apreendido

Na casa dele, os policiais encontraram um caderno com anotações do plano, inclusive com o nome que ele usava nas conversas com grupo criminoso na internet.

Mandado de busca foi cumprindo por meio de cooperação internacional. Escola onde ele estudava seria o alvo do ataque que segundo a PC tem como “inspiração” o caso da escola de Suzano em São Paulo.

A Polícia Civil cumpriu um mandado de busca e apreensão na casa de um adolescente, de 14 anos, nesta terça-feira (23) , em Governador Valadares. Ele é suspeito de integrar um grupo que planejava ataques e massacres em escolas do Brasil.

A PC chegou até o adolescente depois de informações repassadas por órgãos dos Estados Unidos que auxiliam o Brasil em questões de crimes cibernéticos. A Polícia Civil de Belo Horizonte foi acionada e a situação passada para a polícia de Governador Valadares.

Na casa dele, os policiais encontraram um caderno com anotações do plano, inclusive com o nome que ele usava nas conversas com grupo criminoso na internet.

Segundo o delegado Márdio Bento Costa que está à frente das investigações, o alvo seria a escola que ele estudava na cidade, o ataque era planejado a mais de 90 dias.

Ele confessou o plano, mas disse que tudo não passava de uma brincadeira. No entanto, segundo a polícia, a ação era real e “inspirada” no massacre da escola de Suzano em São Paulo.

O adolescente vai responder por ato infracional.

Art. 103. Considera-se ato infracional a conduta descrita como crime ou contravenção penal. Em outras palavras, um ato infracional nada mais é que uma conduta descrita na lei como crime ou contravenção penal praticado por criança (até completar 12 anos) ou adolescente (entre 12 anos completos e 18 anos incompletos).

Por g1 Vales de Minas Gerais

Related posts

One Thought to “Adolescente suspeito de integrar grupo que planejava ataques em escolas do Brasil é apreendido”

  1. Filho

    O certo para quem quer matar é morrer, nada mais justo do que uma cadeira elétrica para esse pequeno psicopata.

Deixe uma resposta