Bebê de trisal é registrado com sobrenome dos três pais, no Paraná

Filho de Maria Carolina Rizola, que vive um relacionamento com Douglas Queiroz e Klayse Marques, Henrique Rizola Marques Queiroz já tem certidão de nascimento.

O filho do trisal de Londrina, nascido na madrugada do último domingo, no Hospital São Francisco, em Cambé, no Paraná, já tem certidão de nascimento. O menino foi registrado como Henrique Rizola Marques Queiroz e leva os sobrenomes dos três pais: a arquiteta Maria Carolina Rizola, de 30 anos, o bombeiro Douglas Queiroz, de 33, e a consultora comercial Klayse Marques, de 34.

O trio ainda espera uma decisão da Justiça para saber se o nome de Klayse, que é chamada pelo apelido Kah, poderá ser incluído na certidão de nascimento como mãe afetiva. A família publicou imagens do parto nas redes sociais.

— Foi maravilhoso. Estamos muito felizes. O Henrique fortaleceu ainda mais a nossa família e o sentimento que temos uns pelos outros — disse Kah.

“Sobre me sentir amada… Nos últimos meses, o sentimento de amor e abandono percorreram minha mente e em vários momentos eu me senti perdida, sem as referências que eu tinha tido até então em toda a minha vida. A verdade é que quanto mais o Henrique crescia dentro do mim e quanto mais eu sentia seus movimentos, tinha a certeza de que podemos construir o amor com respeito, paz e da forma mais bela que existe”, escreveu Carol na legenda de uma postagem feita no perfil em que o trio divide sua rotina (@meutrisal) e que tem mais de 36 mil seguidores.

O texto continua: “Para mim essas fotos representam o maior amor, o amor mais puro, mais sincero… É indescritível o amor que eu senti nesse momento, e a força que esse amor me deu! Me senti uma guerreira, capaz de qualquer coisa para lutar pela minha família! Vocês são a minha família, meu amor maior”.

Foram quase 22 horas de trabalho de parto. Klayse falou sobre a longa espera numa postagem: “Chegamos ao hospital 7h da manhã de ontem (sábado), e o primeiro comprido para induzir o parto foi colocado às 10h da manhã. A partir disso começamos… de quatro em quatro horas. A espera é angustiante, a ansiedade também. Foi um dia longo. E quando deu 1h40 (de domingo) a bolsa rompeu… até então eu não tinha dimensão do que iria acontecer.

Em seguida ela fala sobre o comportamento de Carol durante o parto: “Você foi garra, persistência, foi exemplo de força e o auge da potência feminina bem à nossa frente. Você gritava. Urrava de dor. Apertava nossa mão com uma força que eu nem sabia que você poderia ter”.

‘Momentos muito especiais’

Carol contou como estão sendo esses primeiros dias de Henrique em casa:

— Os primeiros momentos do Henrique em casa foram muito especiais. Chegamos, fizemos o primeiro contato deles com os nossos cachorrinho e foi tudo bem. A presentamos o quartinho deles, já colocamos ele no bercinho para ver se ele se sentia bem. E assim está sendo. Ele mamou direitinho, dormiu bastante e quis ficar bastante no colo. A gente está aprendendo, como pais de primeira viagem. Primeiro banho, primeira fralda. Está tudo sendo uma novidade.

Ela falou, ainda, sobre a rotina do trisal nos cuidados com o bebê.

— Está sendo muito bacana porque como somos três, enquanto um está ali cuidando do Henrique, dando todo o suporte, os outros dois conseguem ficar mais tranquilos. A gente está conseguindo se revezar bastante, tanto para se organizar com relação às coisinhas dele quanto para se organizar com relação às coisas da casa, dos cachorros também. Então eu acho que está sendo satisfatório — disse ela.

Kah completou:

— Estamos trocando turnos.

O relacionamento poligâmico mantido por Maria Carolina, Douglas e Klayse repercutiu em Londrina — o Paraná é considerado um dos estados mais conservadores do país. A arquiteta e o bombeiro estavam havia dez anos juntos quando encontraram a consultora. Os três passaram a morar juntos em 19 de fevereiro deste ano.

O Globo

Related posts

Deixe uma resposta