Bolsonaro chama atenção para “trenzinho” da esquerda na América do Sul

Bolsonaro chama atenção para “trenzinho” da esquerda na América do Sul

Durante ato em Balneário Camboriú (SC), o presidente citou as recentes eleições no continente para alertar apoiadores

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou, neste sábado (25/6), que as recentes eleições de presidentes de esquerda na América do Sul – a última ocorreu na Colômbia, com a vitória do ex-guerrilheiro Gustavo Petro – devem servir como um alerta ao Brasil. Em discurso na praia de Balneário Camboriú (SC), após participação na Marcha para Jesus, o chefe do Executivo federal comparou o fortalecimento da esquerda no continente a um “trenzinho”.

“As pessoas precisam ser alertadas e convencidas de que, se o Brasil for para o lado da esquerda, nós entraremos num trenzinho que começa pela Venezuela, passa pela Argentina, vai no Chile e agora o penúltimo vagão está sendo a Colômbia”, defendeu o mandatário da República.

Sem apresentar dados, Bolsonaro voltou a dizer o “serviço público mais procurado na Colômbia é o da emissão de passaporte”. “Pessoas que já pensam em abandonar o seu país, a exemplo do que aconteceu há 10 anos com a Venezuela”, completou.

Na mesma fala, o presidente ainda comparou Balneário Camboriú a Dubai, nos Emirados Árabes, e deixou um alerta aos apoiadores catarinenses. “Parece que estamos perto de uma Dubai, mas, para perder essa pomposidade, basta uma coisa: pintarem a nossa bandeira de vermelho”, disse. “Não podemos aceitar passivamente aqueles que querem impor a sua vontade sobre nós”, acrescentou.

“Nessa briga do bem contra o mal, nós sabemos o que está na mesa: um lado defende o aborto, o outro é contra; um lado defende a família, o outro quer cada vez mais desgastar os seus valores; um lado é contra ideologia de gênero, o outro é favorável; um lado quer que se povo se arme para que se afaste a sombra daqueles que querem roubar nossa liberdade”, enfatizou.

Marcha para Jesus

O chefe do Palácio do Planalto chegou a Florianópolis por volta das 9h e foi recebido por apoiadores do lado de fora do Aeroporto Navegantes. Na ocasião, ele cumprimentou os eleitores e prosseguiu para a Praça Almirante Tamandaré, onde iniciou a marcha, em uma caminhada até a Barra da Torre. Ele fez o trajeto acompanhado da primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

Entre os apoiadores, Bolsonaro foi acompanhado pelo caminhoneiro Zé Trovão, pelo empresário catarinense Luciano Hang e pelo senador Jorginho Mello (PL-SC). Também estavam presentes outros políticos alinhados ao governo federal, como o prefeito de Chapecó, João Rodrigues; a vice-governadora, Daniela Reinehr; e o presidente do Conselho Estadual dos Pastores de SC, Leonardo Aluísio.

Os organizadores esperavam receber 50 mil pessoas para a caminhada. Após a marcha, o presidente almoça com lideranças políticas e empresários catarinenses no restaurante do monumento Cristo Luz. Cerca de 250 pessoas devem participar do evento – entre elas, Luciano Hang.

metropoles

Related posts

Deixe uma resposta