Bolsonaro pede a parlamentares “poder” para abaixar o preço do diesel

Segundo o mandatário, a proposta da PEC dos Combustíveis deve ser enviada ao Congresso Nacional ainda no decorrer desta semana

O presidente Jair Bolsonaro (PL) pediu, na manhã desta quarta-feira (2/2), que os parlamentares deem a ele “poderes, emergencialmente”, para que o imposto sob o diesel seja zerado. A fala ocorreu durante a cerimônia de Modernização da Prova de Vida do INSS, no Palácio do Planalto.

“Peço, agora, ajuda aos parlamentares aqui: ninguém vai fazer nenhum barbaridade, mas eu quero, emergencialmente, que me deem os poderes para zerar o imposto do diesel. Do gás de cozinha já zeramos, para enfrentar esses desafios. Buscar alternativa para o preço do combustível, em parte”, disse o presidente da República.

A expectativa do mandatário diz respeito à PEC dos Combustíveis – que, segundo o próprio presidente, será entregue ao Congresso Nacional, ainda esta semana. O chefe do Executivo participa, na tarde desta quarta-feira, no Congresso Nacional, da abertura do ano legislativo.

“Nós vamos entrar com uma PEC, na semana que vem, pedindo ao Congresso que me dê autorização para zerar o imposto de diesel sem fonte compensadora”, disse o presidente a jornalistas, durante visita à feira da Catedral Metropolitana de Brasília, no último fim de semana.

De acordo com o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), em entrevista coletiva na segunda-feira (31/1), a medida deve afetar justamente os valores do diesel. A afirmação veio após reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes. À imprensa Lira disse que não haverá fundo de estabilização.

“Nessa questão do combustível, vim me inteirar do que se tem, e está afastada a possibilidade do fundo, e na questão da gasolina e do álcool aparentemente também”, pontuou o parlamentar.

metropoles

Related posts

Deixe uma resposta