Carlinhos Maia diz que síndrome do pânico piorou e que se afastará das redes

Foi isso o que ele mesmo revelou em seus Stories. Por causa disso, disse que pretende se afastar um pouco das redes sociais.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) — Depois de ter tido sua casa assaltada em Maceió (AL), o comediante Carlinhos Maia, 31, teve seu diagnóstico de síndrome do pânico e ansiedade agravado. Foi isso o que ele mesmo revelou em seus Stories. Por causa disso, disse que pretende se afastar um pouco das redes sociais.

“Agora vou tirar um tempo para mim, porque não estou 100%. Vou tirar esses dias para ficar tranquilo, para me recuperar e a gente volta com tudo”, começou. “Tenho síndrome de pânico há muitos anos já, não fico falando toda hora para vocês. E desde o negócio do assalto, isso aumentou”, emendou.

Carlinhos também negou que os afastamentos sem aviso prévio que de vez em quando ele dá sejam motivados por dinheiro ou por não ligar para os fãs. “Quem me ama vai ter paciência de esperar. Dinheiro é bom, mas tem coisas que ele não muda, a gente adoece, fica mal, e não fico falando.”

O comediante sempre esteve imerso em polêmicas. Por isso, em entrevista à Folha de S.Paulo em maio, já havia revelado que muita gente não queria o bem dele. “A verdade é que parte do Brasil me adora e me exalta, mas às vezes me dá uma surra. As polêmicas não me ajudaram a ganhar seguidor, aliás já perdi muitos em cada uma delas”, disse.

Ele também tinha falado a respeito de como andava sua cabeça. “Nesses cinco anos tive vários baques e tive de me reinventar. Muita gente pede que eu me posicione e quando eu faço isso, me atacam. É uma corda bamba que preciso equalizar para que não afete minha saúde mental.”

FOLHAPRESS

Related posts

Deixe uma resposta