Casa de Acolhida LGBTQIAP+ da Paraíba recebe primeiras usuárias em João Pessoa

O coordenador do serviço, Fabrício Fonttes, informou que todas as mulheres trans passaram pela triagem do Espaço LGBT de João Pessoa e agora receberão todo cuidado merecido.

A Casa de Acolhida LGBTQIAP+ da Paraíba – Cris Nagô recebeu, na manhã dessa quinta-feira (7), três mulheres trans em situação de vulnerabilidade social. Elas são as primeiras usuárias atendidas pelo serviço criado pelo Governo do Estado no dia 21 de junho. O coordenador do serviço, Fabrício Fonttes, informou que todas as mulheres trans passaram pela triagem do Espaço LGBT de João Pessoa e agora receberão todo cuidado merecido.

Com atendimento especializado da equipe de profissionais, como enfermeira, assistente social, psicóloga e advogado, aCasa de Acolhida tem capacidade de atender provisoriamente 25 pessoas durante um período de até 120 dias. Para ter acesso, é necessário ser atendido nos Centros de Referências dos Direitos de LGBTQIAP+ e Enfrentamento à LGBTQAIP+fobia de João Pessoa e Campina Grande.

O espaço funciona 24h. O atendimento das demandas das pessoas LGBTQIAP+ é interdisciplinar e integral e inclui o trabalho articulado de diversos equipamentos estaduais, de acordo com a necessidade de cada pessoa.

“Estamos prontos para receber todas as pessoas que precisam de acolhimento e estejam em situação violência, abandono ou vulnerabilidade. Esse é o nosso trabalho”, reafirma Fontes.

clickpb

Related posts

Deixe uma resposta