Creci-PB quer condições adequadas para corretores de imóveis em estandes de vendas

Creci-PB quer condições adequadas para corretores de imóveis em estandes de vendas

O Creci-PB apresentará aos Sindicatos da Indústria da Construção Civil de João Pessoa e da Paraíba uma série de reivindicações voltadas a dotar os estandes físicos de vendas de empreendimentos imobiliários às necessidades básicas dos corretores de imóveis durante plantões, dentre elas banheiros, ferramentas tecnológicas e, sobretudo, segurança, por meio, por exemplo, de vigilância eletrônica e botão de pânico.

O número de casos motivados por insegurança vem aumentando e não só em bairros periféricos. Por volta das 13h30 do último sábado (4), por exemplo, três corretores de imóveis que se encontravam num estande de vendas do prédio Armorial da construtora NeoABC no bairro nobre do Altiplano, na Capital, foram assaltadas por um indivíduo de boa aparência que se passou por cliente e após cumprimentar a todos, subtraiu-lhes celulares, carteiras e chaves do carro de um deles, utilizado para a fuga junto a comparsa que dava cobertura do lado de fora.

Necessidade de consciência

“Foi uma situação traumática, que só reforça a necessidade de consciência pelos construtores, de que termos de ter segurança no local em que prestamos os serviços. Particularmente não me sinto mais com confiança de atuar em plantões a não ser que realmente eu me sinta seguro em voltar não só nesse, mas nos de outras construtoras”, afirmou o jovem corretor Diego da Costa Bessa, que há sete anos exerce a profissão.

Ele, que se encontrava acompanhado na ocasião dos colegas Dailson Dutra e Graciele Tavares lembrou que em muitos desses finais de semana profissionais como eles deixam de estar com a família ou amigos para ‘tirar’ plantões e não podem continuar sujeitos a situações como a qual passaram, forçados a ficarem deitados no solo, submetidos a ameaças de violência física e morte.

Solidariedade e providências

Na manhã desta quarta-feira (8) Diego Bessa foi recebido pelo presidente do Creci-PB, Ubirajara Marques, pelo 1° diretor-secretário Glauco Morais e pelo diretor-secretário do Cofeci, Rômulo Soares.

“Além de nos solidarizarmos, expusemos que essa é uma das questões que o Creci-PB está tratando junto ao Ministério Público Estadual e à Secretaria de Segurança e da Defesa Social. Acreditamos também que os Sinduscon’s através dos presidentes Wagner Breckenfeld e Hélder Campos terão a essa demanda junto aos associados que integram as duas entidades e que têm nos corretores de imóveis personagens fundamentais ao funcionamento da cadeia produtiva da construção civil e do mercado imobiliário que todos almejam”, afirmou Bira, como é mais conhecido.

Creci-PB

Related posts

Deixe uma resposta