DENÚNCIA GRAVE: Empresário denuncia indícios de favorecimento, privilégios e perseguição política por parte da Secretaria de Finanças de Guarabira

Um empresário da cidade de Guarabira lançou hoje nota em suas redes sociais relatando indícios de favorecimento e privilégios na gestão de Marcos Diogo e, por outro lado, perseguição política aos empresários ligados a oposição, segue nota:

NOTA

Pedimos as autoridades e órgãos que apurem uma ação do SERTOR DE FINANÇAS DA PREFEITURA DE GUARABIRA!

O EP CENTER, esclarece que a manobra aplicada por um indivíduo e aceita pelo SETOR DE FINANÇAS DA PREFEITURA DE GUARABIRA, com fortes indícios de falta de critérios e atropelando as regras e tempo que geraram estranheza ao procedimento na conclusão de um ITBI, uma vez que o padrão utilizado aos contribuintes sem privilégios demandaria muito mais tempo e apresentação de documentos válidos e consistentes.

A direção do EP CENTER, está prejudicada por indícios graves de um conjunto de fatores, que são: documentação acatada inválida com 3000 dias de vencida e divergente, manipulação das informações apresentadas, perseguição política e grande força financeira oculta, uma vez que o valor utilizado para pagar a guia do ITBI é de origem questionável e deverá ser apurada pelos órgãos competentes.

Mesmo com informações divergentes as do real proprietário que tem no BOLETIM DO CADASTRO IMOBILIÁRIO e após o pagamento da guia, PASMEN em APENAS 3 HORAS, TODO PROCESSO FOI CONCLUÍDO beneficiando um indivíduo.

Enfatizamos que a SETOR DE FINANÇAS DA PREFEITURA DE GUARABIRA, mesmo tendo uma vasta DOCUMENTAÇÃO do proprietário, que está ativamente no imóvel desde 2004, e as documentações cadastrais em dia, atualizadas e pagas como: ALVARÁ DE FUNCIONAMENTO, ITBI, HABITE SE, EMPRESAS ATIVAS, ENERGIA, ÁGUA, BOMBEIROS, CARTÃO CNPJ, BOLETIM DO CADASTRO IMOBILIÁRIO, IPTU em dia, e mesmo assim O SETOR DE FINANÇAS não freou ou questionou o procedimento, e muito pelo contrário, sabiam que o imóvel estava em situação regular e supostamente pelo fato de ser de uma pessoa vinculada a OPOSIÇÃO POLÍTICA na cidade, DERAM AINDA MAIS CELERIDADE desrespeitando critérios e regras.

Seguimos IMPOTENTES por essa prática, aguardando o tempo das investigações e decisão da justiça na reversão da posse a original administração e idealizador do EP CENTER.

Buscamos pela averiguação, punição e anulação desse ato por parte da Prefeitura de Guarabira.

Nos colocamos à disposição para apresentação do relatado acima.

Related posts

Deixe uma resposta