Elon Musk volta atrás e aceita comprar Twitter pelo preço original, diz imprensa dos EUA

Segundo Bloomberg e Washington Post, empresário teria aceitado negociação por cerca de US$ 44 bilhões. Notícia vem na mesma semana em que Musk deporia no processo judicial do qual virou alvo por ter desistido da compra.

O bilionário Elon Musk voltou atrás e aceitou comprar o Twitter por cerca US$ 44 bilhões (R$ 230 bilhões), o preço original da negociação, reportaram nesta terça-feira (4) os jornais Bloomberg e Washington Post.

O empresário e a rede social ainda não se pronunciaram. A reportagem dos jornais foi baseada em fontes que estariam acompanhando a negociação de perto.

A notícia vem na mesma semana em que estava previsto o depoimento de Musk em um tribunal de Delaware, nos EUA, por conta da batalha judicial entre ele e a empresa.

O processo judicial começou em julho, depois que ele anunciou que sairia da negociação. Na ocasião, Musk afirmou que deixaria o acordo porque não tinha sido informado corretamente sobre a quantidade de contas falsas e de spam na plataforma.

O Twitter, por sua vez, diz que seguiu o que estava previsto e que o empresário foi quem descumpriu a negociação. Por isso, a empresa entrou na Justiça contra Musk.

O que dizem as reportagens

De acordo com o Washington Post, acionistas do Twitter consideram a proposta, mas alguns dos líderes da empresa ainda estão céticos e suspeitam que a nova oferta possa ser uma manobra judicial.

O portal da Bloomberg acrescenta que Musk teria voltado atrás porque sua equipe legal percebia que provavelmente não conseguiria vencer a disputa judicial.

As primeiras decisões do pré-julgamento a favor do Twitter e a dificuldade para provar que a rede social teria falhado com os termos do contrato teriam pesado neste sentido, diz as reportagens.

G1

Related posts

Deixe uma resposta