Em vídeo comovente, pai chora ao despedir da filha antes de se juntar às Forças Armadas da Ucrânia

Em vídeo comovente, pai chora ao despedir da filha antes de se juntar às Forças Armadas da Ucrânia

 

A cena foi registrada pelo jornalista Ali Özkök, que cobre o conflito pela rede turca TRT

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, convocou os cidadãos a se alistarem e lutarem ao lado do exército do país. Em meio aos alistamentos, o jornalista Ali Özkök, registrou a despedida comovente de um ucraniano que chorou abraçado a filha

Em um pronunciamento com forte apelo dramático feito no momento em que as tropas russas invadiam a Ucrânia nesta quinta-feira (24/2), o presidente do país, Volodymyr Zelensky, convocou “todos os que puderem” a se alistar para lutar ao lado das forças armadas ucranianas.

“Esteja pronto para defender seu país nas praças e cidades”, continou Zelensky. “Nós temos armas defensivas para defender nossa soberania”.

Postos de alistamento, então, foram abertos em várias cidades do país e em Kiev, a capital, longas filas se formam nesta quinta. O jornalista Ali Özkök, que está cobrindo o conflito pela rede turca TRT, registrou um momento emocionante desse processo de alistamento.

Nas cenas, um ucraniano não consegue segurar as lágrimas ao se despedir da família antes de se juntar à luta contra as forças russas, mais numerosas e bem aparelhadas do que as defesas do país que está sob ataque.

Veja o vídeo:

 

Em outra postagem, o jornalista mostrou o tamanho da fila de voluntários para ajudar as forças armadas da Ucrânia:

Ucrânia sob lei marcial

Zelensky também informou nesta quinta que estava colocando o país sob lei marcial, que suspende uma série de direitos e dá mais poder ao governo para tomar decisões emergenciais exigidas por uma situação como a invasão de um país hostil.

“Estamos impondo a lei marcial em todos os territórios de nossa nação. Há pouco, conversei com o presidente Joe Biden. Os Estados Unidos já começaram a mobilizar apoio internacional. Hoje, o que você precisa é de calma. Fique em casa, se possível”, disse o presidente, em vídeo postado nas redes sociais.

metropoles

Related posts

Deixe uma resposta