‘Estou tomando a vacina por nós dois’, diz menino que perdeu pai para Covid no DF

Pai, estou tomando a vacina por nós dois. Muita saudade! Eu te amo!“. A frase estampada na camiseta de Davi, de 11 anos, é uma homenagem do menino que perdeu o pai para a pandemia e foi uma das primeiras crianças vacinadas contra Covid-19 no Distrito Federal (veja vídeo acima).

Flávio Godoi, morreu no ano passado, aos 41 anos. Ele era técnico em radiologia e, segundo a família, perdeu a vida sem a chance de ser imunizado.

Neste domingo (16), Davi recebeu a vacina, ao lado da mãe. Segundo Queila, foi um pedido do menino fazer uma camiseta para lembrar o pai.

Após ser imunizado, o sentimento, segundo a criança, era uma mistura de alegria e tristeza. “Ele [o pai] faleceu por conta dessa doença”, conta Davi.

Menino homenageia pai morto por Covid no DF: 'Estou tomando a vacina por nós dois' — Foto: TV Globo/Reprodução

Menino homenageia pai morto por Covid no DF: ‘Estou tomando a vacina por nós dois’ — Foto: TV Globo/Reprodução

Vacinação de crianças no DF

 

A campanha de vacinação contra Covid-19 para quem tem entre 5 e 11 anos, no DF, começou neste domingo e segue para quem tem deficiência permanente ou comorbidades. No primeiro dia, 3.646 crianças foram imunizadas.

As crianças devem receber duas doses da vacina, com intervalo de oito semanas, segundo a Secretaria de Saúde do DF.

 

Quem pode se vacinar?

  • Crianças de 11 anos;
  • Crianças de 5 a 11 anos com comorbidades;
  • Crianças de 5 a 11 anos sob tutela do Estado.

 

Segundo a Secretaria de Saúde, a quantidade de imunizantes a ser recebida é insuficiente para vacinar as 268 mil crianças nessa faixa etária. Por isso, os grupos acima terão prioridade, de acordo com a ordem estabelecida pelo Ministério da Saúde.

À medida em que novas vacinas chegarem, segundo a pasta, a campanha será ampliada por idade, em ordem decrescente.

G1

Related posts

Deixe uma resposta