Ex-empresário de Luva de Pedreiro fala sobre perda das redes sociais do influenciador e diz sofrer ameaças de morte

Ex-empresário de Luva de Pedreiro fala sobre perda das redes sociais do influenciador e diz sofrer ameaças de morte

Allan Jesus alega que cancelou linha telefônica para preservar família e que Iran Ferreira postou vídeo antes de solicitar código de acesso ao TikTok.

Allan Jesus, ex-empresário do Luva de Pedreiro, usou as redes sociais na noite de domingo para relatar que tem sofrido ameaças de morte. O agente, envolvido numa polêmica em razão do pagamento de valores de contratos publicitários ao influenciador, viu-se novamente sob críticas após seu ex-cliente, Iran Ferreira, relatar que perdera o acesso ao TikTok e tivera seu WhatsApp hackeado.

“Venho aqui mais uma vez me pronunciar a acusações levianas e falsas que eu estou recebendo. Eu estou sendo ameaçado de morte, a minha família, a minha esposa, os meus filhos”, disse o empresário em vídeo. “Vazaram todos os meus dados pessoais, vazaram todas as minhas informações na internet (sic)”.

Allan alegou que havia dois logins conectados ao TikTok do Luva de Pedreiro. E que a nova equipe do influenciador, ao eliminá-lo da conta, não substituiu o e-mail de segurança, de modo que o código usado para liberar o acesso ao aplicativo foi enviado para o empresário. Allan disse ainda que somente foi contactado para compartilhar o código depois de Iran publicar a denúncia em suas redes.

Quanto ao WhatsApp, o argumento do agente é o de que, após a decisão do Luva de romper o vínculo entre os dois e em virtude das ameaças de morte que Allan e sua família têm recebido, ele optou por cancelar algumas linhas de telefone que estavam seu nome. Entre elas, a que Iran usava para se conectar ao app.

“Ele usava uma linha minha faz alguns meses, e apenas hoje eu decidi cancelar. Então, uma vez que ele decidiu seguir sem mim, sua equipe deveria ter orientado hoje mesmo a ir buscar uma outra linha de telefone para que ele pudesse usar. Estou cancelando algumas linhas de telefone para que eu pare de receber ameaças e para que eu preserve a minha integridade”, afirmou Allan.

Por O Globo

Related posts

Deixe uma resposta