GSI prevê R$ 1,6 milhão em serviço de bordo para viagens presidenciais

GSI prevê R$ 1,6 milhão em serviço de bordo para viagens presidenciais

Previsão em licitação publicada no DOU reserva R$ 6 mil em lanches de mortadela e R$ 62 mil em refrigerantes para comitiva presidencial

Gabinete de Segurança Institucional (GSI) publicou no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (12/5) o aviso de licitação para contratação de serviço de comissaria área nas aeronaves que atendem à Presidência da República.

O valor estimado para o contrato com duração de um ano é de R$ 1.692.638,05. E faz pedidos bem específicos para alimentar o presidente Jair Bolsonaro e sua comitiva.

Por exemplo, a Presidência vai gastar aproximadamente R$ 6 mil para contar com lanches de mortadela (550 unidades) entre as opções de bordo. Serão também despendidos R$ 10 mil em sanduíches de rosbife (600 unidades) e mais R$ 10.635 em lanches de atum (500 unidades).

Os almoços e jantares do presidente em seu avião custarão quase R$ 104 mil (600 unidades, com preço de R$ 172,87 por refeição) com direito a couvert, salada, prato principal e sobremesa.

Os cafés da manhã servidos para o ocupante do Palácio do Planalto tem valor estimado na licitação de R$ 70.535. O lanche presidencial servido a bordo tem previsão de custo de R$ 13.220.

Não há compra de bebidas alcoólicas na licitação. Com refrigerantes de diversos tipos, o preço calculado pelo GSI é de R$ 62.626. Ainda há perspectiva de gastar R$ 42.864 em caixas de sucos variados.

O serviço não atenderá apenas ao presidente da República e sua comitiva, mas também ao Escalão Avançado e a Equipe Precursora, parte do aparato de segurança e de logística nas viagens presidenciais.

Confira a licitação:

LicitacaoaviaoBolsonaro by Gustavo Zucchi on Scribd

metropoles

Related posts

Deixe uma resposta