Homens são presos com armas e coletes vestidos de ‘franciscanos’ em shopping, em Minas Gerais

Homens usavam coletes balísticos por baixo das vestes típicas de padres franciscanos.

Cinco homens foram presos com revólveres, simulacro de pistola e coletes balísticos em Montes Claros, nesta quarta-feira (9). Os suspeitos foram abordados pela Polícia Civil em um shopping da cidade e dois deles usavam vestes típicas de padres franciscanos. Por baixo das roupas, os homens estavam com os coletes, segundo a PC.

Em entrevista coletiva, realizada na manhã desta quinta-feira (10), o delegado Herivelton Ruas informou que o grupo já era monitorado pela equipe de Inteligência.

“Na primeira oportunidade, não foi possível fazer a abordagem dessas pessoas, mas na data de ontem [quarta], a equipe de Inteligência, apoiada por policiais da 1ª delegacia Distrital, se deslocou até o local e fez a abordagem. Uma parte do grupo estava em uma lanchonete e o restante circulava pelo estabelecimento. Foi constatado que eles estavam portando armas, tanto verdadeiras como simulacros, além de estarem vestidos com roupas de religiosos”.

No momento da prisão, os homens afirmaram que estavam armados porque trabalhavam como seguranças.

Polícia apreendeu armas e coletes balísticos — Foto: Polícia Civil/Divulgação

“Eles alegaram que faziam a segurança de um dos envolvidos, que inclusive é cadeirante, porque esse envolvido fazia serviço [religioso] junto a presidiários da região e por esse motivo, estaria sendo ameaçado. A equipe de Inteligência fez contato com policiais de Januária de onde as pessoas são oriundas e essa versão não foi confirmada”, disse o delegado.

A Polícia Civil investiga se o grupo pretendia cometer algum crime no estabelecimento comercial.

“Essa versão será investigada e esgotada no total, já que a versão que eles informaram não se confirma. Então para a Polícia Civil, nenhuma hipótese está descartada, nem mesmo a de que eles se preparavam para cometer um crime contra o patrimônio, ali no interior do estabelecimento”.

Os cinco homens, que têm entre 21 e 43 anos, foram levados para a delegacia e as prisões foram ratificadas. A PC informou que os suspeitos não tinham passagens.

G1

Related posts

Deixe uma resposta