Hospital de Trauma de Campina Grande inaugura ambulatório para travestis e transexuais

Hospital de Trauma de Campina Grande inaugura ambulatório para travestis e transexuais

O Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes em Campina Grande, que integra a rede hospitalar do Governo do Estado,  inaugura, nesta sexta-feira (11), o Ambulatório de Saúde Integral para Travestis e Transexuais da Paraíba (Ambulatório TT/PB). O espaço está instalado no anexo da unidade de saúde. Esse será o segundo ambulatório do estado, o primeiro funciona no Hospital Clementino Fraga, em João Pessoa.

Na última terça-feira (8) foi realizada a primeira capacitação com a equipe de profissionais do ambulatório TT, juntamente com os coordenadores da linha de frente (acolhimento, recepção e segurança) e todo o corpo diretor (direção, núcleo jurídico e RH).

O atendimento no ambulatório TT vai contar com equipe multiprofissional composta por psiquiatra, endocrinologista, urologista, ginecologista, enfermeiro, psicólogo, assistente social e gerente administrativo.

A porta de entrada para o atendimento será o Centro de Referência Luciano Bezerra, que funciona na Rua Dom Pedro I, 558, no bairro do São José em Campina Grande. O acolhimento será feito por profissional da equipe interdisciplinar, que irá desenvolver um plano terapêutico individual, conforme as necessidades de atenção de cada indivíduo.

Um lembrete importante é que, para garantir o acesso ao processo transexualizador, o usuário deve ter idade mínima de 18 anos.

Para a diretora geral do Hospital de Trauma de Campina Grande, Ingrid Ramalho, esse Ambulatório de Saúde Integral para Travestis e Transexuais da Paraíba é reflexo da política inclusiva do plano de Governo do Estado da Paraíba, em parceria com a Secretaria de Saúde do Estado, com o intuito de abranger todas as necessidades existentes no âmbito da saúde do paraibano. A inauguração do ambulatório TT significa um momento extremamente importante, uma vez que nos faz refletir sobre a valorização e respeito à Diversidade Humana.

“No processo de interiorização da política pública LGBT, o governador João Azêvedo atende a um pleito antigo da sociedade civil e com o empenho da SEMDH e da SES, nós conseguimos implementar este valioso instrumento de dignidade e valorização da vida das mulheres trans, travestis e homens trans no seu processo transexualizador. É uma grande conquista para a população LGBTQIAP+ do Estado que é usuária do nosso Centro de Referência Luciano Bezerra, em Campina Grande, que de agora em diante é a porta de entrada para o novo ambulatório TT”, destacou a secretária da Mulher e da Diversidade Humana da Paraíba, Lídia Moura.

Fonte: paraiba.pb.gov.br

Related posts

Deixe uma resposta