Idosos são agredidos durante manifestação pró-Lula em Brasília

Homem aparece nas imagens arrancando faixas dos manifestantes e destruindo material de campanha. Segundo relatos, o agressor estava alcoolizado.

 

Um grupo de idosos foi agredido na 210 Norte, em Brasília, na noite desta quarta-feira (26/10), enquanto realizava uma manifestação em favor do candidato à Presidência da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

 

Cerca de 25 pessoas estavam na quadra com faixas e cartazes quando um homem apareceu para xingar os manifestantes e destruir o material de campanha.

Os idosos prestaram queixa na 5ª Delegacia de Polícia (Asa Norte). Segundo relatos ouvidos pela reportagem, o agressor estaria alcoolizado no momento da confusão. A briga teria começado por volta das 19h30. Nas imagens, o homem xinga os manifestantes, aponta o dedo e passa a intimidá-los. Em determinado momento, ele chega a arrancar uma faixa da mão de uma senhora. Os petistas pedem para que a agressão pare e gritam que alguns dos manifestantes são pessoas idosas.

Na confusão, os carros chegam a parar no meio da via por conta do risco de atropelamento das pessoas. Ao Correio, o aposentado Gilney Viana, 77 anos, morador da Asa Norte, disse que o grupo costuma fazer manifestações quase todos os dias, no mesmo local, mas essa é a primeira vez que eles foram intimidados.

“Normalmente, a gente faz um ‘bandeiraço’ na 210 Norte. Passam pessoas que apoiam o Lula, pessoas que apoiam o Bolsonaro. Às vezes xingam a gente. Sempre tem um bate-boca, mas sem ‘consequências’ maiores. Hoje, esse cidadão passou primeiramente de carro e voltou a pé em nossa direção”, conta.

Segundo Viana, o agressor destruiu as faixas e chegou a cuspir no rosto de uma pessoa. “Pedimos para ele sair, que estávamos fazendo uma manifestação pacífica. Depois, ele tentou arrancar as bandeiras e nossas faixas. Ele tentou puxar para um lado e para outro, deu uma cusparada no rosto de um companheiro, isso foi relatado na nossa queixa”, disse. “Ele queria impedir a nossa manifestação, perturbar a gente e destruir o nosso material”, contou o aposentado.

“Lamentável”

Gilney Viana afirmou que nenhum idoso precisou ser encaminhado ao hospital, mas a situação deixou todo o grupo muito abalado. Ele disse ainda que o agressor parecia estar sob efeito de álcool. “Uma companheira nossa, na hora que ele ficou tentando arrancar a faixa da mão dela, não sei se ela se feriu, mas ela ficou perturbada. Ela sentou no chão, ficou em choque”, disse. “O cidadão aparentemente estava alcoolizado. Nós sentimos o bafo da bebida”, relatou.

O aposentado lamentou a confusão e disse nunca ter passado por situações com esta. “Às vezes, as pessoas gritam, xingam, mas nunca tivemos alguém que foi lá e expressivamente quis destruir a nossa manifestação. Colocando as pessoas em risco, lá tinha muita gente idosa. Então, é a nossa liberdade. É uma manifestação pacífica e ele foi lá para perturbar, ameaçar, para cercear o nosso direito. É lamentável porque nós não provocamos nada. Eu não entendo”, disse.

O homem ainda não teve identidade revelada e, por isso, o Correio não conseguiu contato com ele. A reportagem também tentou contato com a 5ª DP, mas até o momento não obteve retorno. O espaço permanece aberto para manifestação das partes.

correiobraziliense

Related posts

One Thought to “Idosos são agredidos durante manifestação pró-Lula em Brasília”

  1. ANTONIO FERNANDO LOPES FILHO

    É importante dizer que foi agressão verbal e que não foram só idosos, tem gente de toda idade.

Deixe uma resposta