Ipec: 70% dos brasileiros dizem ser contra a legalização do aborto

Atualmente, a interrupção da gravidez é permitida nos casos de feto com microcefalia, gravidez decorrente de estupro ou gravidez de risco.

Dados da pesquisa Ipec (ex-Ibope), encomendada pela Globo, divulgados nesta terça-feira (13), apontam que a grande maioria dos brasileiros (70%) é contra a legalização do aborto. Os que dizem não ser a favor nem contra são 8% e os que se dizem a favor são 20%.

Atualmente, a interrupção da gravidez é permitida nos casos de feto com microcefalia, gravidez decorrente de estupro ou gravidez de risco. Nos demais casos, o aborto é ilegal. O Código de Processo Penal prevê detenção de um a três anos para mulheres que provocam o aborto em si mesma ou concordam que outra pessoa o faça.

Os contrários à legalização do aborto crescem entre evangélicos (84%), pessoas que fizeram apenas ensino fundamental (80%) e moradores do Centro-Oeste (77%).

Por outro lado, diminuem entre eleitores com 16 a 24 anos (59% são contrários), pessoas com ensino superior (57%) e pessoas sem religião ou que não são evangélicas ou católicas (52%).

A pesquisa ouviu 2.512 pessoas entre 9 e 11 de setembro em 158 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, considerando um nível de confiança de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o código BR-01390/2022.

G1

Related posts

Deixe uma resposta