Juiz nega pedido de Pedro Cunha Lima para retirada de propaganda de João Azevêdo sobre votação do Auxílio Brasil

O Juiz Auxiliar da Propaganda Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), Rogério Roberto Gonçalves de Abreu, negou o pedido de Pedro Cunha Lima (PSDB) para retirar propaganda de João Azevêdo sobre votação do Auxílio Brasil.

Na espécie, os representados afirmam, em vídeo divulgado no horário eleitoral gratuito, que o candidato  Pedro Cunha Lima (ora representante) votou contra o Auxílio-Brasil, na condição de deputado federal, fato contestado pelos representantes, que sustentam tratar-se de informação sabidamente inverídica.

O magistrado entendeu que Pedro não conseguiu provar se votou ou não pela aprovação do auxílio e indeferiu o pedido. Com a decisão a campanha de João Azevêdo segue com a propaganda do guia eleitoral, que acaba nesta quinta-feira (27, conforme o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

“Registro que acessei os referidos links e documentos mas não consegui constatar, de maneira óbvia e cristalina, a veracidade da afirmação do representante sobre sua conduta na votação que constitui o centro da questão discutida: se o representante votou, de fato, contra ou a favor à aprovação do Auxílio-Brasil”, considerou o magistrado

Confira a decisão obtida pelo ClickPB:

clickpb

Related posts

Deixe uma resposta