Justiça nega liminar de Gervásio Maia em pedido de direito de resposta após confusão em Guarabira

Gervásio Maia entrou com um pedido de direito de resposta argumentando a prática de propaganda negativa veiculada por emissora de rádio.

O desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos negou um pedido de liminar feito pelo deputado federal Gervásio Maia contra seu primo, Lauro Maia, após declarações feitas em uma emissora de rádio de Catolé do Rocha. De acordo com a decisão, que foi publicada nesta quarta-feira (21)  pelo sistema do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB).

Gervásio Maia entrou com um pedido de direito de resposta argumentando a prática de propaganda negativa veiculada por emissora de rádio. O desembargador Márcio Murilo destacou em sua decisão que os áudios que foram acostados ao pedido pela defesa de Gervásio não comprovam, de forma incontroversa a sua veracidade e autenticidade, como bem exige a lei eleitoral. Deste modo, o desembargador determinou a notificação da emissora para confirmar o dia e horário da veiculação contestada e que forneça a cópia da transmissão.

Foi determinado também o prazo de um dia para que os representados apresentem suas defesas. Após isso, os autos serão encaminhados para o Ministério Público Eleitoral, que deverá emitir parecer sobre o processo.

clickpb

Related posts

Deixe uma resposta