Lula aconselha pegar dinheiro de auxílio e “dar banana” para Bolsonaro

Ao lado de Alckmin, Haddad e França, petista participou de evento neste sábado (9/7) em Diadema e criticou caráter provisório das benesses.

 

Em evento neste sábado, em Diadema (SP), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pré-candidato do PT à Presidência da República, falou sobre a chamada PEC dos Auxílios, que deverá ser votada na Câmara nesta semana, com apoio da oposição. O petista deu um conselho para que população pegue o dinheiro, compre comida e, depois, na hora do voto, escolha quem tem soluções definitivas.

“Se o dinheiro cair na conta de vocês, peguem e compre o que comer. Na hora de votar, dê uma banana neles e votem para a gente mudar a história desse país”, disse Lula. Ele refere-se ao governo de Jair Bolsonaro (PL), que lançou o pacote com o objetivo de minimizar o impacto da inflação e do preço dos combustíveis para a população mais pobre.

“Não se recusa dinheiro não. Se cair o dinheiro pegue, mas na hora do voto é preciso votar em quem vai cuidar desse país definitivamente”, disse o petista, lembrando que os benefícios, pelo projeto do governo, só valem até o dia 31 de dezembro.

Propostas

A proposta cria programas sociais, como um “voucher caminhoneiro” de R$ 1.000 mensais a motoristas autônomos e um auxílio emergencial a taxistas.

Related posts

Deixe uma resposta